Memes/Tags

5 coisas que eu já quis ser

Faz tempo que não faço nenhuma blogagem do Rotaroots e achei o tema do meme de maio (tudo bem que tô publicando já em junho hehe) muito legal! Então aqui estou pra contar pra vocês 5 coisas que eu já quis ser ao longo da minha vida, tem desejo de infância até uns mais recentes.

1 – Veterinária

Dentro de tantas profissões que uma criança ‘sonha ser quando crescer’, com certeza  fazer medicina veterinária está no topo dessa lista. Eu fui uma dessas crianças sim que dizia que queria cuidar dos animais (principalmente animais selvagens), eu era aquela que ajudava minha tia a abrigar gato e cachorro de rua, aquela que trazia aranhas pra casa que achava por aí, que caçava tatu-bola no jardim da escolinha para conhecê-los melhor, e claro, dava nome pra todos eles. Fui dessas crianças que não podia ver qualquer animal que ja tava lá querendo pegar e ver, mas nessas de não ter medo de nada (só de barata e alguns insetos pequenos) eu já fui duas vezes atacada por cachorros enormes e nem por isso tive trauma (é muito amô mesmo!), fora o episódio que tentei separar a briga do meu cachorro com outro e coloquei minha mão na frente pra evitar uma mordida de pescoço que poderia ser fatal. Resultado? Saiu eu com um furo enorme no pulso jorrando sangue pra tudo quanto é lado (pelo menos salvei a vida do cachorro – vamos pensar pelo lado bom).
A vida tomou outros rumos, mas o amor pelos animais nasceu comigo e vai morrer comigo também. Já fiz um post aqui falando sobre trabalho voluntário na África do Sul com animais que é um dos meus grandes sonhos.

2- Geóloga 

Pois é, quando digo que sou apaixonada pelo mundo, é porque me interesso também como ele é ‘feito’, não seria surpresa dizer que uma das minhas matérias favoritas na escola era Geografia, estudar pedra, solo, mapas.. essa coisa toda sempre me fascinou e passou sim pela minha cabeça em seguir carreira de geóloga e me especializar em Vulcanologia. É muito amor pelos vulcões viu, já mencionei aqui nesse post ‘Como ver a erupção de um vulcão?

3 – Baterista

Dos 12 aos 16 anos eu tocava bateria e super queria ser igual ao Travis Barker aí da foto quando crescesse. A verdade é que realmente o baterista do Blink 182 me influenciou bastante a começar a fazer aulas de bateria. Era uma das bandas que eu escutava muito quando comecei aquela transformação musical de deixar de ouvir Hansons e outras boy bands pra ouvir Rock. Quando meu pai me perguntou se eu queria começar a fazer aulas de ballet ou coisa do tipo, minha resposta foi ‘não, eu quero é tocar bateria’, e assim passei 4 maravilhosos anos tocando esse instrumento que eu amo de paixão, mas que quando as ‘responsabilidades’ bateram na porta, de preparar pra vestibular, escolher carreira, tive que deixar de lado, me dei conta que bateria seria mais um hobby mesmo e tive que focar em outras coisas. Mas de todos os itens dessa lista, esse foi o que eu ‘quase’ consegui ser.

4 – Patinadora inline

Quando criança eu adorava andar de patins, muito mesmo, fazia altas competições de obstáculos e partidas de ‘hockey’ comigo mesma no quintal de casa, já andei de skate também.. mas no final das contas, quando ficava vidrada na tv assistindo ao X Games, coloquei na cabeça que queria ser patinadora inline igual a Fabiola da Silva hahahaha sério! Eu achava incrível todas aquelas manobras com o patins e simplesmente queria fazer o mesmo. Todo mundo falava que eu só gostava de ‘coisas que são pra meninos’ quando eu manifestava meu interesse por esportes radicais e eu via lá, a Fabiola sendo ‘menina como eu’ fazendo aquilo, por que eu não podia também, né? O tanto de besteira que já ouvi por conta de gostar de coisas que as pessoas só acham que são pra meninos. Mas isso nunca me atingiu ou reprimiu todos os meus gostos, eu tocava bateria sim, andava de skate, patins, jogava futebol… fazia coisas que eu gostava mesmo.
É uma pena que tantas meninas sejam reprimidas com essas de ‘tem que fazer coisa pra menina’, senhores pais, favor deixar suas crianças brincarem e serem o que eles quiserem, viu? Não tem nada de errado menina andar de skate e menino brincar de casinha.

5 – Climber

Eu amooooo montanhas, logo sou apaixonada por montanhismo. Não posso ver uma montanha que já quero ir até o topo ver como é a vista lá das alturas. Dessa listinha, climber é o mais recente que eu ‘quis ser’, pensei em levar a coisa toda a sério mesmo e aprender como escalar uma montanha com todos os equipamentos certinhos, fazer curso de rock climbing e praticar, mas nunca tive oportunidade e fiquei só no ‘quis ser’. Talvez seja mais coisa de correr atrás e ver se algo assim seria posível na minha vida, mas quem sabe um dia?
Vocês devem ter percebido que eu só quis ser coisas que tirariam o sono dos meus pais, né? Magina ter uma filha que cuida de leões, que tá lá no meio dos vulcões, que pode ter algum osso quebrado fazendo alguma manobra de patins/skate… ou que tá lá nas alturas de uma montanha? Mas a verdade é que a gente pode morrer só de atravessar a rua, então que seja morrer fazendo algo que  a gente goste. ♥
E vocês, se identificaram com alguns dos itens da minha listinha?
Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Faça parte do grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

//You Might Also Like

//11 Comments

  1. Thay

    junho 2, 2015 at 11:57 pm

    Quando criança eu também queria ser veterinária! Mas meu amor pelos bichinhos não é maior do que meu pavor de cirurgias e afins. Quer dizer, acho que se eu fosse treinada direitinho e me acostumasse, até faria bem meu papel, mas não sei se eu conseguiria ver o bichinho sofrendo, sabe? Até hoje sou dessas que acolhe animais em casa (já cuidei de cachorro e gato abandonado!), não tenho medo de sangue nem nada do tipo, mas não sei se eu seria adequada para ser médica deles. E sabe que tenho uma história parecida? Meu poodle escapuliu do portão aqui de casa e o pastor alemão do vizinho estava solto: não deu outra e o pastor voou pro pescocinho do meu poodle e eu, de pijama!, sai aloka pra tirar o Filé (é, meu poodle se chamava Filé, haha, que nome propício) da boca do pastor. Saí correndo com meu cachorro pra dentro de casa, o pastor me seguindo, o terror! HAHA, meu poodle saiu de boas do ocorrido e eu fiquei com a mão toda estropiada. D:

    (acho que me empolguei aqui, haha)

    A gente pode montar uma banda!! Aprendi a tocar violão e estava a ponto de tentar guitarra e baixo, mas a responsabilidade chamou (vestibular) e acabei deixando de lado. Acho que tô meio enferrujada, mas nada que um treino básico não resolva, haha. E entendo perfeitamente o fascínio pelas montanhas: subir até o topo e encarar a vastidão do mundo lá de cima deve ser incrível. ♥

    Beijo!

  2. Camila Faria

    junho 3, 2015 at 1:13 am

    Eu super passei por essa fase de querer ser veterinária também, mas só bem pequenininha mesmo… No minuto que eu percebi que isso seria o mesmo que ter que cuidar REALMENTE de bichinhos doentes, desisti. Tenho um coração mole, mole… desses que não aguenta ver ninguém sofrer, ainda mais bichinhos fofos… rs…

  3. BA MORETTI

    junho 3, 2015 at 3:01 am

    ai deu até saudade de fazer barulho na minha bateria ♥ mas é bem isso que tu falou, outras prioridades vão aparecendo né. é a vida. e ai, vamo escalar montanhas? quero ♥ HAHAHAHA

  4. Bárbara Hernandes

    junho 3, 2015 at 9:40 am

    Gente, patinadora!!!! Adorei, nunca imaginaria isso! rs
    Tipo, até imagino você como geóloga ou climber, mas patinadora e baterista não! Muito legal! Eu vi esse tema lá no Rotaroots e fiquei com vontade de escrever, mas não tenho 5 coisas pra preencher a lista…. :/

  5. Rafaela Ribeiro

    junho 3, 2015 at 6:06 pm

    Eu já quis ser veterinária também!! e professora!! e astronauta!! hahaha 😛

  6. Kah Souza

    junho 3, 2015 at 9:44 pm

    Como é que dá pra achar você a MELHOR PESSOA a cada post que leio aqui?! AF! Tb já quis ser vet, mas ai a filha do meu dog se acidentou e teve que amputar a pata, pensa em uma pessoa traumatizada com ferimentos em bichos até hoje? Isso mesmo, eu. Que demais voce saber tocar bateria e ter feito isso por tanto tempo, é muito amor e precisa de muita coordenação motora, socorro (e blink <3333333 tava ouvindo hoje, por falar nisso, hahahahaha). Super te imagino como uma geóloga que escala montanhas aos finais de semana <3 Hahahaha. Amei!

  7. Mellanye

    junho 3, 2015 at 10:30 pm

    Sim! Me identifiquei hahaha
    Na verdade não exatameeeente com seu primeiro item, mas quando eu era criança eu queria ser bióloga. Imaginava (ainda imagino, na verdade) o quão maravilhoso seria trabalhar com esses seres tão adoráveis. <3 Aí cresci um pouco e passei a querer "biologia marinha", até que alguém me disse que não existia essa profissão, era só especialização 🙁 fiquei triste e desisti hahaha

  8. Fernanda Machado

    junho 3, 2015 at 11:21 pm

    gente, patinadora hauhauha muito bom! eu queria ser desenhista ou astronauta, duas coisas considero eu, opostas né! hoje em dia sou fotógrafa 🙂

  9. celle coelho

    junho 6, 2015 at 2:42 am

    haha adorei a realização de que a gente pode morrer de qualquer jeito, por que não fazer o que gostamos? muito isso mesmo <3
    achei que tudo tem a sua cara, Taís, só não imaginava que ce tocava bateria HAHAH

    beijo!

  10. Lidia Aluada

    junho 7, 2015 at 8:07 pm

    Que legal, você só desejou profissões massa! =D
    Talvez eu faça esse post também, veremos se a preguiça vai deixar…
    Beijos

  11. Dayane Pereira

    junho 8, 2015 at 12:20 am

    Passei muito tempo querendo ser veterinária. No final das contas escolhi a profissão perfeita pra mim.
    Suas escolhas realmente são sua cara.

//Leave a Reply