6 on 6 Project

[6 on 6] Iompar

Quase que o 6 on 6 desse mês não sai hoje (sai de mim resfriado!).

Mas o importante é que ele está aqui,  mesmo que eu não tenha conseguido todas as fotos que queria pra vir mostrar o tema da vez,  que é transporte (iompar, em irlandês).

Eu quero fazer um post mais detalhado mostrando os transportes aqui da Irlanda e como são as maneiras de se transitar pelo país e pela capital. Hoje vai ser mais um resumão e depois eu volto com mais detalhes.

Dublin é uma capital pequena e não tem aquele sistema de transporte gigantesco que se interliga e vai pra tudo quanto é lado, como por exemplo, o incrível metro de Londres.

Aqui tem o trem (Irish Rail) para outros lugares do país, como também o trem (Dart) para lugares mais próximos da capital. E dentro de Dublin não tem metro, tem o tram (Luas) que fornece uma linha digamos que pequena para parte sul e norte da cidade, e que pasmem, elas não se interligam! Mas já estão trabalhando na expansão dessas linhas, yay!

As bicicletas são também uma forma de transporte que muita gente usa aqui pra esses lados, se você não tem a sua, a cidade disponibiliza as Dublin Bikes, que você pode usar por um certo periodo limitado, você paga uma taxa anual, bem baratinha, e pode usá-las, pegando de um ponto e entregando em outro.

Os ônibus em Dublin são aqueles double-decker (sim, os famosos ônibus de dois andares), e aqui eles são na cor amarelo e azul. Eu tenho um caso de amor e ódio com o Dublin Bus, é confortável, tem wifi gratuíto, no andar de cima é proibido ir gente em pé, então se for no segundo andar tu vai curtindo a paisagem numa boa sentadinho, maravilha, né?
É confuso na parte das tarifas, que vão mudar de acordo com a distância do seu trajeto, e pra pagar você pode usar um cartão recarregável pra passar na maquininha, ou você paga direto pro motorista (aqui os ônibus não têm catracas ou cobrador) e eles só aceitam moedas, você tem que dar o valor certinho porque eles não te devolvem troco. Fora as rotas malucas deles que não fazem muito sentido, como ter sempre que trocar de ônibus no centro nessa de norte-sul, mas é um assunto pra outra postagem! haha
Outra coisa curiosa sobre os ônibus aqui, é que quando termina o horário daquele motorista, ele simplesmete desliga o ônibus e vai embora, não importa se é no meio do caminho. Então é comum você estar no ônibus e as vezes ter que esperar eles trocarem de motorista porque já deu o horário do outro.

E por último, os ferries!

Daqui da Irlanda você pode pegar ferry pra ir até outro país, como  aqui é uma ilha, não tem toda aquela facilidade de pegar trêm ou ônibus como na mainland, e…pensando pelo lado bom, se você pegar o trem/ônibus errado sei lá, tu sabe que da Irlanda tu não sai, só nadando ou de ferry (e avião também, é claro)! Como pode acontecer em outros paises europeus interligados, você pegar o trêm e parar em outro país!

Tem ferry saindo pro País de Gales, Escócia, Inglaterra.. e até França!

Outros transportes pelo mundo:
Paula (Holanda) – Ana (Alemanha) – Alê (Ucrânia) – Lolla (Inglaterra)

 

//You Might Also Like

//12 Comments

  1. Gabi

    março 7, 2016 at 11:19 am

    Fiquei surpresa, achava que o transporte em Dublin era mais "inteligente". Mas ao menos, são várias opções, né! Já adianta… Agora to passada com essa do motorista sair no meio do caminho hahaha. Imagino quem ta chegando, ta la de boa no onibus, e o motorista diz: deu pra hoje, tchau. Hahaha!

  2. Liduh - Blog Algo Mais

    março 7, 2016 at 11:23 am

    Que lindos os ônibus, Taís… Aqui na Holanda o sistema de transportes também é mto bom, tanto que nem gosto de dirigir:) Adoro pedalar, faço isso diariamente;)
    Bjs!

  3. Paula A.

    março 7, 2016 at 11:33 am

    Adorei as fotos dos ônibus, Tá! Ficaram muito bonitas – que ninja você e seu olhar pra conseguir poetizar um transporte público, mandou super bem! hahah
    Não sabia que tinha double decker na Irlanda também, são tão fofos. Queria muito ter sentado na "janelona" de um quando estive em Londres, mas estava sempre ocupada, meh. Quem sabe Dublin é mais gentil comigo (quando eu finalmente conseguir ir aí te visitar, haha)?

    Impressionada com o tamanho do ferry também, que gigante! O que você disse sobre pegar o trem errado e parar em outro país é um medo muito real, sempre confiro 5x se estou entrando no lugar certo, é fácil demais se distrair e de repente estar indo pro lugar totalmente oposto, hahah. Pelo menos eles costumam fazer paradas em cidadezinhas próximas antes de realmente deixar o país, então só sendo MUITO desligado pra ir até o fim (mas eu não duvidaria).

  4. Thayse Stein

    março 7, 2016 at 11:42 am

    Eu tenho fascinação por transportes públicos, por saber sobre a dinâmica das cidades, então, claro, fiquei apaixonada pelo post. As fotos ficaram tão incríveis e profissionais <3 Amei, Ta. Eu não sabia que o transporte em Dublin era "confuso" nesse sentido de não se interligar norte e sul e coisas assim, mas que bom que existem opções e eles parecem estar se preocupando com isso frequentemente e realizando mudanças. Fiquei com muiiita vontade de dar uma voltinha na parte superior do ônibus, deve ser bem legal, apesar dos pesares hihi
    O tema desse mês ficou MUITO bacana, vou correndo lá ver o das outras meninas *-*

    beijos
    brilhodealuguel.com

  5. Katarina Holanda

    março 7, 2016 at 4:53 pm

    Gente, que engraçado essas histórias do ônibus por aí, hahaha. Amei a escolha de tema de vocês e as fotos! Fico babando nessas portinhas. *-* Meu marido diz que sou estranha por adorar portas, haha.
    Beeijo!

  6. Thay

    março 7, 2016 at 7:04 pm

    HAHAHAHAHA, "se você pegar o trem/ônibus errado sei lá, tu sabe que da Irlanda tu não sai", morta. Mas é um lado positivo, principalmente para quem é mais perdido! E, gente, aprecio tanto o transporte coletivo aqui de Cwb (que é bem interligado, apesar de terem rompido o contrato esse ano com o transporte coletivo da região metropolitana – longa história) que possivelmente ficarei bem desorientada em Dublin com essa loucura toda de tarifas diferenciadas por percurso! Não seria mais prático um valor fechado? Enfim. Mas a questão das bicicletas: e a chuva toda que cai aí? Não me parece um dos meios de transporte mais adequados, haha, a não ser que tenha como acoplar uma sombrinha. #aloka De qualquer forma, adorei o tema! Foi bem inusitado e rendeu belas fotos. Quem diria que o interior de um ônibus poderia ser tão fotogênico? <3
    Beijo!

  7. Alessandra

    março 7, 2016 at 10:19 pm

    Não sabia que em Dublin tb tem double-decker e muito menos que dá pra ir pra outros países de ferry. Aquela bem desinformada hehe. Adorei a foto de dentro do ônibus e a das bicicletas! Beijos.

  8. Anne

    março 10, 2016 at 12:45 pm

    Muito interessante o post e lindas as fotos! Achei muito engraçada essa história do horário da troca dos motoristas e nunca tinha parado pra pensar que na Europa você pode pegar um trem errado e ir parar em outro país! Deve ser muito louco!
    Beijo

  9. Camila Faria

    março 10, 2016 at 2:16 pm

    Eu sou uma entusiasta do transporte público, mas olha… como a gente sofre aqui no Rio com isso. Até esse sisteminha de bikes é uma vergonha, funciona mal e porcamente. Uma tristeza. 🙁

    Tá lindão esse blog hein Taís!!! <3

  10. Thay

    março 10, 2016 at 3:00 pm

    Passei só pra dizer: QUE LINDO QUE FICOU!! <33

  11. elisamello

    março 10, 2016 at 5:28 pm

    Naaaay, o que aconteceu ontem que seu blog estava fora do ar? fiquei desesperada achando que o blog tinha acabado hahaahha
    O layout ficou liiindo! Achei super útil essas informações, quero saber os detalhes de como é transitar de bike por aí 🙂

  12. KARINE

    março 11, 2016 at 12:07 am

    Achei muito lol isso do motorista apenas sair do ônibus quando dá o horário dele, HAHAHAH imagina um turista que não sabe disso, o motorista desse e a pessoa com cara de UÉ até o outro aparecer, HAHAHAHAHA. Eu certamente seria essa pessoa se não tivesse lido aqui, hahahaha. E esses ferrys compensam em relação ao avião? Porque sempre rolam umas promos ótimas de passagem pela europa, né? Mas acho que viajar de um país pra outro nele deve ser uma experiência bem interessante e diferente, haha.

//Leave a Reply