A cidade medieval de Toruń, Polônia

Em uma das minhas viagens pra Polônia este ano (mais precisamente em maio), aproveitei pra conhecer uma cidade nova. A escolhida da vez pra fazer um bate-volta de Poznań foi a cidade medieval de Toruń, que fica localizada ao norte do país. E eu fiquei muito empolgada pra visitar!

Toruń é uma das cidades mais antigas da Polônia e ela foi estabelecida pela Ordem Teutônica.  A cidade fazia parte da Liga Hanseática e Toruń se tornou um grande centro comercial e também, sendo considerada o centro cultural e tecnológico mais moderno da Europa Medieval. Durante a Segunda Guerra, Toruń foi uma das poucas cidades da Polônia que não sofreu tantos danos, e por causa disso, suas construções medievais foram bem preservadas, tornando a cidade patrimônio mundial da Unesco.

Com certeza Toruń deve ser uma das cidades mais lindinhas da Polônia! ♥

Foi aqui que o famoso astrônomo Nicolau Copérnico (Mikołaj Kopernik, em polônes) nasceu.  E Toruń também é famosa por causa dos seus gingerbreads. Lá tem o Museum of Gingerbread, que mantem uma tradição de panificação de muuuuitos anos atrás. Não chegamos a visitar, mas fica pra uma próxima.

E outra atração que vai ter que ficar pra uma próxima visita, é a ruína do Castelo Teutônico, que no dia estava fechada pra visitação por causa de um evento particular.

Castelo Teutônico

Mas teve outras coisas bem legais que fizemos por lá!

Pra não perder aquele costume de ver os lugares do alto, um lugar perfeito pra fazer isso é a torre da prefeitura, vale muito a pena a visita. Lá conta um pouco da história da cidade e a vista lá de cima é muito legal, que nos permite ver as construções do centro de um outro ângulo e com mais detalhes. Foi impossível não se apaixonar pela vista e por cada detalhe lindo de Toruń.

Estátua do Nicolau Copérnico

Estando na cidade em que Nicolau Copérnico nasceu, achamos interessante a ideia de ir visitar o planetário da cidade. Acho que a última vez que visitei um planetário foi na época da escola! Essa experiência teria sido de fato interessante, se não tivéssemos esquecido que a apresentação seria em polonês. Quando já estávamos entrando na sessão, foi que me toquei desse detalhe e quando fomos verificar, eu teria que ter avisado antes para que eles me colocassem em uma cadeira específica, com entradas pra fones onde eu poderia ouvir a tradução pro inglês. Não são todos os assentos que têm essa entrada de fones. Mehh
Então fiquei lá viajando na maionese apenas vendo as imagens.. haha fazer o quê?

Além das atrações como o planetário, o museu do gingerbread, castelo, a torre da prefeitura (e mais!), só de andar por lá já vale a visita. Construções muito bonitas e cada detalhe que fizeram meus olhos brilhar. Eu amo esse tipo de cidade, as construções medievais e não foi difícil pra Toruń me conquistar.

A casa do Nicolau Copérnico
Os muros da cidade e a torre inclinada

Em Toruń passa o rio Vistula (Wisła, em polonês), o maior rio da Polônia (e o nono da Europa).  Outra área bem bonitinha da cidade pra caminhar. Passamos lá quando já estávamos indo embora, vontade de ficar ali sentada um bom tempo curtindo a atmosfera legal do lugar.

E para os Veg’s….
Achamos um fast-food vegano maravilhoso por lá chamado Krowarzywa. Eu amei demais o meu hamburger, fora que o design deles é muito bonitinho. Inclusive trouxe a garrafinha pra casa! ♥ não lembro exatamente qual foi o que eu pedi, mas tanto eu quanto o boy ficamos bem satisfeitos lá. Eles têm unidades em outras cidades da Polônia também e qualquer oportunidade que eu tiver vou com certeza comer lá de novo. Ah, o nome Krowarzywa é uma mistura que brinca com as palavras. O jeito que você lê soa como krowa żywa, que significa vaca viva ♥ e também, warzywa significa vegetais.

Foi um dia muito gostoso e eu amei  demais ter conhecido Toruń.  Nesse dia também visitamos o museu a céu aberto, que em breve farei uma postagem só pra ele.

Esse passeio todo por lá só me deixou com mais vontade ainda de visitar todas as cidades que faziam parte da Liga Hanseática.

Comments

  1. A arquitetura de Turun é linda! Ah adorei essa foto das criancinhas brincando com as bolhas de sabão ♥ Acho que você tem um ótimo olho pra fotografar arquitetura. Acho tão difícil…

    E esse guaranex é um guaraná mesmo ou é só o nome que parece? haha

  2. Que cidade fofa! Amei que as construçoes sao com esse tijolinho vermelho, quando li cidade “medieval” eu já estava pensando nessas torres e muro de pedra como temos aqui em Tallinn, sabe? Mas é super diferente aí, achei muito interessante a arquitetura! <3

    • Eu tb amo essas construções de tijolinho vermelho.
      Torun tb tem essas torres e os muros de pedra (segue o mesmo estilo dessas cidades hanseáticas), mas é numa escala menor que em Tallinn 🙂

  3. Que GRAÇA de cidade.. nunca tinha ouvido falar, mas parece uma joiazinha <3 QUe delícia!! A Polonia é muito maravilhosinha, neam?!?! Uma surpresinha atras da outra!

  4. Ai que amor de cidadeeee! Fiquei aqui olhando as fotos e só pensando como as pessoas vivem aí, em como seria morar aí… Que paz! Já entrou na minha travelist, preciso conhecer também <3 Uma pena sobre não entender nada do planetário, mas o importante é que tenha sido uma experiência boa. E os lugares que não deu pra você conhecer já são ótimos motivos pra retornar aí em breve, né? Hahahaha

    Com amor,
    Steph • Não é Berlim

  5. Que cidade mais lindinha Taís. Amei as construções medievais. *-*
    Parece até que as pessoas vivem num ritmo diferente em cidades como essa. Uma vida mais tranquila, menos corrida e com mais foco nas pequenas alegrias do dia a dia. <3

  6. Teus posts são uma verdadeira aula de história – e de arte, porque tuas fotos são incríveis. Melhor forma de viajar sem sair de casa. Parabéns!

  7. Que gracinha de cidade! E lá do alto dá pra ver os prédios mais novos ao fundo, legal ver a diferença do antigo e do novo!
    Adorei aqui =)

    beijos!
    gábi
    @gabrielaer

  8. O que eu acho mais legal de viajar é que às vezes a gente não consegue visitar aquele lugar x que queríamos, mas aí a gente abre um leque de oportunidades de lugares novos pra conhecer que nem dá pra ficar triste por não ter visto uma das atrações. O acabamos encontrando outras paisagens incríveis no caminho né? Aí fica aquele gostinho de querer voltar e conhecer ainda mais! Eu amo! <3
    Que vontaaaade que deu de sentar na beira do rio e ficar vendo o tempo passar 🙂

    Um beijo!
    Rê | Rivière du Souvenir

    • Exato! É sempre legal estar aberto pra outras possibilidades. Essa beira do rio ali é um ótimo lugar pra ver o tempo passar 🙂
      Beijos!

Trackbacks

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Instagram @nyrdagur

© 2018 Nýr Dagur · by MinimaDesign