América do Sul, Viagens

Copacabana (a original)

De Puno fomos para Copacabana, na Bolívia. Essa é a ‘original Copacabana’ com a igreja da padroeira. Os espanhóis levaram de lá, uma réplica da imagem de Nossa Senhora de Copacabana para o Rio de Janeiro.

A cidade não tem nada, mas é de lá que saem os passeios para Isla del Sol, uma das ilhas do lago Titicaca.
Eu estava bem ansiosa para conhecer a ilha, mas infelizmente nem tudo saiu como o previsto.
Nossa experiência em Copacabana foi horrível! Falaram que era a cidade mais barata da Bolívia, mas eu achei lá tudo muito ‘caro’.  O hostel foi caro e não era muito bom, o que valeu mesmo foi o café da manhã.

Já estávamos bem cansados e falhamos na hora de não buscar mais agências para fazer o tour para Isla del Sol. Fomos com uma de procedência meio duvidosa e nos ferramos!
Nosso barco saiu bem cedo e bem lotado, foi horrível a viagem até a ilha. Eu estava morrendo de dores, estava uma garoa bem chata e fora um bando de argentinos que não paravam de cantar e fazer barulho logo cedo, durante a viagem todinha.

Chegando na ilha, não encontramos a pessoa que iria nos esperar para ir até o hostel. Tentamos ligar para a agência em Copacabana e ninguém nos atendeu, pedimos informações para algumas pessoas que estavam com barcos lá e uma pessoa que ficava na cabine de informações turísticas, ninguém nos ajudou!
Fora que as pessoas ficavam falando em quéchua pra gente não entender, só estresse!

Procurar outro hostel lá por conta própria também foi roubada, os melhores estavam lotados e os piores…bem, os piores eram impossíveis de ficar.
Muita gente acampa por lá, acho também que é uma boa opção…maaas, cadê nossa barraca? Não existia.

O último barco para voltar saía em poucos minutos. Nós, naquela situação sem lugar para ficar, não tivemos outra escolha e voltamos. Os mesmos pilantras que estavam falando em quéchua venderam pra gente uma passagem mais cara que o normal! Raiva era pouco pra definir o que eu estava sentindo.
Chegando em Copacabana fomos direto na agência, eu já estava preparada para arrancar os olhos do dono. Para piorar a situação ele tinha saído e deixou crianças lá no lugar dele, a mais velha tinha no máximo 12 anos e não iria resolver minha situação.

Enquanto meu namorado foi buscar nossas malas para ficarmos em um hostel mais barato, eu fiquei lá esperando o sujeito voltar. Quando voltou, foi o maior idiota! Nem se desculpou pelo transtorno que nos causou, um absurdo. Eu estava disposta a resolver o problema na polícia se fosse necessário, discuti e ele simplesmente me devolveu o dinheiro, pelo menos isso!

Conseguimos uma passagem para La Paz pela manhã e eu queria logo ir pra lá. Parece que todas as pessoas em Copacabana eram pilantras e queriam te sacanear de alguma forma, odiei! Únicas coisas boas de lá foram a paisagem bonita do Titicaca e o restaurante ~roots~ de comida mexicana.

 

 

Fiquei triste, queria muito conhecer melhor a linda Isla del Sol. Quem sabe eu tenha uma próxima oportunidade com mais sorte.

E a capital mais alta do mundo nos esperava!

//You Might Also Like

//9 Comments

  1. Pri Bragança

    julho 24, 2012 at 12:43 pm

    Aff… Ninguém merece! Mas parece impossível fazer uma viagem como a sua e voltar com saldo negativo de aborrecimentos…

    Lugar lindo, pelo menos.

  2. Camila Faria

    julho 24, 2012 at 7:24 pm

    Nossa, que coisa mais chata! Detesto essa sensação de estar sendo explorada, muito ruim!!!

  3. Tatiana

    julho 25, 2012 at 4:47 pm

    Que situação, ein!
    Cada vez faz mais sentido quando ouço pessoas que viajaram pro exterior falarem que o povo brasileiro é muito receptivo porque sempre acabam dando de cara com situações como essa: falta de ajuda, informações e o mínimo de educação.
    Não sabia sobre essa história de ser a verdadeira Copacabana =) hahaha Legal!
    E seeeeeeempre tem que ter um bolinho de argentinos pra agitarem o lugar. Sempre!

    Beijos, adorei o blog.
    http://www.itcherie.blogspot.com

  4. ingrid

    julho 25, 2012 at 5:59 pm

    Nossa fico super triste em ver q tua viagem nesse ponto deu errado.. faço faculdade de turismo e me sinto envergonhada quando algo do tipo acontece na viagem de alguem..

    a maioria das pessoas qu trabalham com turismo nao entendem a importancia de uma viagem na vida de alguem, a memoria que sempre fica do lugar e no caso, dessa experiencia ruim..

    o bom é que rendeu boas fotos.. e q no fim deu tudo certo!

    espero te ver mais vezesno meu blog beeijos!

  5. Estefanie Germanotta

    julho 26, 2012 at 1:06 am

    Sou leiga e geograficamente perdida, então, não sabia da existência dessa Copacabana, hahaha. Amei conhecer um pouquinho com esse post, pena que foi tão ruim e tudo foi caro ):

    Beijos
    Coisas Fúteis

  6. abrindoamochila

    julho 26, 2012 at 11:43 pm

    Nossa, não sabia que existia outra Copacabana, e ainda mais a original. Hehehe

    É lindo e perfeito para um ensaio fotográfico.

  7. Larissa Ayumi

    julho 27, 2012 at 9:50 pm

    Sempre tem uns querendo se aproveitar dos turistas. Que bom que você conseguiu o dinheiro de volta, mas fica aquela frustração de não ter conhecido direito o lugar né?
    E vou repetir o que digo em todos os posts em que comento sobre o mochilão: que paisagens lindas!

    Ah, tem um meme para você lá no meu blog! 🙂

  8. La Paz e Tiwanaku – Nýr Dagur

    setembro 30, 2016 at 11:15 am

    […] de toda situação chata que passamos em Copacabana, foi uma alívio tremendo chegar em La Paz.  E La Paz é a capital mais alta do mundo, dona de uma […]

  9. Roteiro Mochilão Peru Bolívia Chile Argentina - Apure Guria!

    fevereiro 6, 2017 at 1:25 pm

    […] pechinche para não correr o risco de perder um dia de viagem. Aconteceu com a Taís do blog Nýr Dagur. O Itamar do blog De Mochila e Caneca deu mais sorte e visitou a ilha, olha só que linda!Ônibus […]

//Leave a Reply