Viagens

De volta à Leipzig e o Stasi Museum

Voltar à Leipzig foi uma das minhas maiores alegrias nessa última viagem que fiz pra Alemanha. A primeira vez que estive na cidade, em novembro do ano passado (post aqui) eu simplesmente me apaixonei demais por esse lugar. É difícil escolher o meu lugar preferido na Alemanha, eu gosto de tudo que vi por lá, mas não tem como negar que Leipzig ocupa um espaço muito grande no meu coração. Se eu tivesse que escolher um lugar agora mesmo pra morar na Alemanha, com certeza escolheria Leipzig sem nem pensar.

Eu sai de Berlin tristinha e já com aquela vontade de voltar, mas também super ansiosa pra rever essa cidade que tanto me conquistou. O engraçado que dessa vez, o motorista do ônibus se perdeu (isso mesmo!!) e cheguei uma hora mais tarde do que o previsto. Nesse dia não fiz muita coisa, além de ir jantar num restaurante super hipster no centro e quase explodir de felicidade por estar em Leipzig de novo.

No dia seguinte, enquanto meus amigos estavam ocupados com seus trabalhos e estudos, fui dar uma volta sozinha pelo centro, ver o movimento, sentar, observar as coisas e simplesmente sentir a cidade. Eu sabia que eu não precisava fazer nada grandioso, só de estar ali pra mim já era o bastante.

IMG_3342 IMG_3323

Eu estava tão relaxada e com um sorriso de orelha a orelha que acabei nem fotografando com a minha câmera. Eu realmente quis me desligar e guardar aqueles momentos só na minha memória.

O mais legal foi exatamente não ter feito nada muito turístico. Encontrei os amigos, fui à biblioteca, andei fora do centro, vi o bairro mais left-wing da Alemanha, entrei em um brechó com uma parte dedicada só pra roupas góticas – aliás,  vocês sabiam que um dos maiores (se não o maior) evento gótico do mundo chamado Wave Gotik Treffen acontece em Leipzig? Eu não sabia e fiquei ó, de boca aberta!

Comi um kebab vegano com seitan maravilhoso (amei tanto, nunca mais esquecerei) e passei uma noite divertidíssima ouvindo os hits dos anos 90 que bombaram na Alemanha (don’t ask!).

E, pra não dizer que eu não turistei, eu visitei o Stasi museum de Leipzig.

Museum in der “Runden Ecke”

IMG_3327

Stasi era a polícia secreta da Alemanha Oriental e o museu “Runden Ecke” fica no edifício que era a sede deles em Leipzig.

Nesse edifício, por 40 anos, a Stasi usou pra espionar e causar o terror. O nome ”Runden Ecke” (round corner) é por causa da forma arredondada que o prédio tem na frente e também por estar bem em uma esquina. Esqueci de tirar foto da fachada, mas vocês podem ver como é que é nesse link aqui.

No que eram os antigos escritórios dos funcionários da Stasi, hoje podemos ver informações sobre suas funções, os métodos e a história da Stasi. O que mais impressiona também, é o quão bem preservado tudo é, você entra e parece que volta no tempo. Como se nada tivesse mudado desde 1989 e a Stasi ainda continua lá.

IMG_3329 IMG_3330 lpz

Você pode ver documentos originais, dispositivos de escuta e vigilância, selos falsificados, passaportes e fora toda uma área mostrando os métodos de disfarces que eles usavam! Tem também uma reprodução bem fiel de uma cela da antiga detenção da Stasi para prisioneiros aguardando julgamento.

IMG_3332 IMG_3335 IMG_3336

Uma coisa interessante que li também, foi que eles usam uma boa parte do prédio pra arquivar documentos da Stasi e fazer pesquisa sobre eles. E parece que, qualquer um pode solicitar se a Stasi tinha ou não um arquivo sobre sua pessoa e se houver, poderá inspecioná-lo se achar alguma coisa.

Achei o museu muito bom, mas tem um porem: ele é todo em alemão! Mas, pra nossa felicidade eles disponibilizam audio-guides em inglês. Não lembro se tinha em português, pra ser sincera, é tão automático pedir as coisas em inglês que eu já nem vejo se tem em português, eu acho que não, mas não custa perguntar. Então, se você não fala alemão, tem que pegar o audio-guide pra entender melhor a história toda, eles custam 5 euros e você devolve quando tiver saindo. Pra quem fala alemão e não precisa do audio-guide o museu é gratuíto.

Völkerschlachtdenkmal

IMG_0542

Völkerschlachtdenkmal (eeeeeita que palavrão!) é o Monumento da Batalha das Nações em homenagem a batalha que ocorreu em Leipzig em 1813, onde comemoram a derrota de Napoleão Bonaparte.

Que monumento maravilhoso, é lindo demais e super gigantesco também (desculpa pela foto horrorosa aí). Eu só passei lá à noite, fica muito incrível todo iluminado, mas é possível visitá-lo durante o dia e até subir lá no topo, imagino que a vista deve ser maravilhosa de lá de cima.

Sei que ainda nessa vida os ventos vão me levar pra Leipzig de novo, então assim vou poder conhecer esse monumento e outras coisas mais com calma e mais tempo.

Para ver mais fotos da cidade de Leipzig, só conferir o meu post Os encantos de Leipzig, na Alemanha.

//You Might Also Like

//8 Comments

  1. Lisete Reis

    maio 30, 2017 at 2:48 am

    Isso de só estar naquele lugar bastar é pra lá de especial. Sentimento bom esse de estar bem consigo num lugar legal que a gente gosta, né? Tô adorando conhecer mais da Alemanha com você, Taís. Assisti o episódio de Sense 8 em que aparece o grafiti que você mostrou em Berlim e fiquei em estado de graça, hahaha. Até mais!

    1. Taís

      junho 1, 2017 at 10:52 pm

      Siiim, muito especial! <3
      Fico feliz que esteja gostando, Lisete, pra mim é sempre um prazer compartilhar essas esperiências 🙂
      ahahhaa quando eu vi a cena também fiquei chocada que eu tava la xD
      Até :*

  2. angela sant anna

    maio 30, 2017 at 3:28 am

    acho muito bizarro entrar nesses lugares e ver como era na epoca, todos esses documentos na maquina, os gaveteiros…realmente volta no tempo! gostei do carimbo no passaporte, uma pena q n tem como conseguir mais ahueah

    1. Taís

      junho 1, 2017 at 11:07 pm

      Muito doido mesmo, Angie.. adoro ver esses lugares!
      E também fiquei pensando que queria um carimbo de recordação haha

  3. Laura Nolasco

    maio 30, 2017 at 4:24 am

    Que delícia de post e que legal que você pôde voltar a Leipzig!
    Esse museu deve ser MUUUITO legal! Um dos principais motivos pra eu escolher inglês na faculdade é não perder esse tipo de coisa em viagens caso não tenha a opção em português… Além de, obvio, poder me comunicar em muitos lugares né?
    Adorei também a foto do monumento, pessoalmente deve ser incrível!
    Beijos!

    1. Taís

      junho 1, 2017 at 11:08 pm

      Foi muito legal poder ter voltado pra lá, Laura!
      E realmente, saber inglês faz uma diferença enorma nas experiências que você vai ter mundo afora..
      Beijos!

  4. Camila Faria

    maio 31, 2017 at 9:06 pm

    Leipzig não era um lugar que estava na minha listinha de lugares para conhecer na Alemanha Taís, mas TALVEZ eu esteja mudando de ideia por sua causa. : ) : ) : )

    1. Taís

      junho 1, 2017 at 11:17 pm

      Hahaha que otimo, Cá.. Leipzig é uma cidade muito legal, vale a pena a visita!

//Leave a Reply