Europa, Viagens

First trip to Northern Ireland – Belfast

Quando se viaja, é muito importante saber nem que for só um pouquinho a história e cultura do local visitado. Falando em Belfast e Irlanda do Norte, isso se torna ainda mais forte, é preciso saber da história pra entender tudo que você vai ver por lá, caso contrário, muita coisa legal vai passar batido. Eu já fiz um post aqui explicando as diferenças entre Irlanda e Irlanda do Norte e contei um pouco como são as coisas por lá, os conflitos e a divisão do país.
Eu estava bem ansiosa pra conhecer Belfast e ver de perto tudo aquilo que eu tinha devorado sobre a história do país. Queria ver todos os muros pintados que vi no documentário Art of Conflict, ver a divisão da cidade, respirar aquela história, sabe? Muita gente diz ‘Belfast é só uma cidade, não tem nada’, mas pra mim tem muito mais e acho uma cidade muito interessante. Queria ver tudo que fosse possível, então imaginei que teria que fazer um roteiro por conta própria e planejar essa viagem do meu jeito, com o que eu gostaria de ver e voltar com a sensação de objetivo cumprido. Mas, não tive oportunidade ainda de fazer do jeito que eu quero, então acabei pegando um day tour e fui com uma amiga mexicana, já que ela estava com tempo curto por aqui, o day tour era a melhor opção.
A viagem apesar de ter sido corrida e ter deixado muito a desejar e  vontade de ver muito mais, foi legal e deu pra sentir o gostinho da Irlanda do Norte, país incrível e com lugares lindos, deu pra entender o porque escolheram filmar Game of Thrones por lá.
Pra ser sincera, eu passei nervoso também, eu não sou muito fã de day tour por conta disso, ainda mais quando incluem vários lugares ou lugares que não são perto um do outro, parando nos lugares muito rápido. Gosto de ter meu tempo.
Fiquei frustrada com o pouco tempo que tivemos em Belfast,  na verdade, o tour tomou um outro rumo. Por sacanagem do destino, Ian Paisley, um líder/político muito importante na Irlanda do Norte do lado dos Protestantes, morreu no dia anterior a nossa visita na cidade. Quando fiquei sabendo da morte dele pensei ‘fodeu, vão cancelar o tour’. Eles não cancelaram, mas por motivos de segurança, tivemos que ficar só na região central, perto da prefeitura. Não quiseram nos levar pra outras partes da cidade, como Shankill road (era o lugar que eu mais queria ir), por medo de algum protesto ou conflito entre as duas partes.
A primeira parada do tour foi  no museu do Titanic, que não estava incluso, só paramos pra ir ao banheiro e ver mesmo o local, já que o museu é grande e leva umas boas 3 horas todo o passeio lá, que também vai ficar pra próxima. Ficamos 1 hora no centro, meio que perdidos e sem muito o que fazer, só caminhando sem rumo, mas 1 hora é muito pouco, então ficamos só na prefeitura e fui ver o centro de informações turísticas porque tinha coisas sobre Game of Thrones.
Quase não tirei fotos em Belfast, a lente da minha câmera não estava funcionando muito bem, então vai ter uma mistura de fotos com a câmera e com o celular.

Belfast City Hall / City Council – e arredores 

 
Game of Thrones
Belfast & Irlanda do Norte – a casa de Game of Thrones. Fiquei doida vendo essas coisas por lá e morrendo de vontade de ir em alguns dos tours que eles oferecem pra conhecer os lugares que a série foi filmada. Tinha um que passava o dia inteiro em Winterfell, visitava o acampamento que o Rob ficou e também Tollymore Forest, um lugar absurdamente lindo, que foi o local que eles encontraram os filhotes de lobos gigantes, lembram? Enfim, dá pra imaginar o quão incrível esse passeio é, né? Aliás, tem vários passeios que visitam os locais da série, são várias opções, vontade de ir em tudo. E cadê dinheiro?
Deu pra perceber que tenho mil e um motivos pra voltar lá, né? Não fiz nem a metade de coisas que gostaria de ter feito, só me deixou ainda mais com vontade de explorar o Norte.
 
Eu achei Belfast bem diferente de Dublin, gostei bastante da cidade pelo pouco que eu vi. Quando se chega dá pra ver bandeiras do Reino Unido e algumas da Irlanda. Foi antes do referendo sobre a separação da Escócia e o lado irlandês estava aponhando eles, tinha um ‘Yes Scotland’ enorme escrito em um morro. Gostei bastante de ver isso de pertinho e quero ver mais.
Depois de Belfast, pé na estrada pra ir mais ao norte ainda, lá no topo da ilha! Enquanto saíamos da cidade, deu pra ver por fora a divisão dos bairros, casas iguais e com várias bandeiras pra identificar o terrítorio, entre republicanos e unionistas. Confesso que me deu uma coisa ruim olhar aquilo, com certeza foi pelo tanto de guerra que já tiveram. Durante o caminho rumo ao próximo destino, passamos por umas vilas bem pequenas, e nessa vilas a cada poste tinha uma bandeira do Reino Unido e dizeres como ‘God save the queen’, mas assim, é muito exagerado, é bandeira em tudo que é canto pra deixar bem sinalizado de que parte aquele lugar defende. E mais uma vez, me senti estranha, mas ao mesmo tempo é uma experiência bacana ver tudo isso. E lá no fundo, conversando comigo mesma, desejando paz, muita paz entre os povos, entre fronteiras e divisões, seja aqui da Irlanda, pra todo o resto do mundo também. É triste passar por alguns lugares com o nome de pessoas que morreram por conta de tanto conflito.
(Se você visitar a Irlanda um dia e ter uma disponibilidade maior de tempo, recomendo sem dúvida ir também pra Irlanda do Norte. Quem é fã de Game of Thrones então, não pode deixar de ir mesmo).

//You Might Also Like

//15 Comments

  1. Thay

    outubro 16, 2014 at 12:48 am

    Sempre que ouço falar de Belfast eu logo penso em Game of Thrones! Haha, claro que sei que a cidade não se resume a ser a locação da série, e já fui atrás de um monte de informações sobre lá – sem falar de história – então ela é uma das cidades que quero conhecer quando for para os lados aí de cima do globo. Claro que o que me encanta logo de cara é essa arquitetura fantástica, mas também quero fazer todos os passeios não convencionais, tentar conhecer a cidade que um morador conhece. Uma pena você não ter podido passear do jeito que queria, mas acho que morando em Dublin é questão de tempo você passar por lá de novo, vou torcer! ♥

    Ahh, eu amei responder a tag, obrigada por ter me indicado! Pois é, né, as pessoas acham mesmo bem curioso o fato de eu nunca ter pintado o cabelo! Quando eu era mais nova minha mãe não incentivava nada além do papel crepom (!!!), e depois de adulta o trabalho não me permite pirar muito, o que é uma pena. Então estamos combinadas: um dia eu te ensino arquitetura e você me ensina um pouquinho de russo! 😀

    Beijo!

    1. admin

      outubro 19, 2014 at 8:02 pm

      Ai, Thay.. eu abandonei o russo, pelo menos por enquanto 😛

  2. naterradaluavirada

    outubro 16, 2014 at 12:49 am

    Oi, Taís! Eu sou como você, gosto de saber pelo menos um pouquinho sobre a história do lugar que estou visitando… Mas não fique triste com o tour que não deu super-certo, encare como um "aperitivo". Você mora pertinho mesmo, daqui a pouco você volta lá e faz do seu jeito! 😉

    Beijos,
    Lidia.

  3. BA MORETTI

    outubro 16, 2014 at 4:19 am

    li belfast e lembrei das tretas que rolaram em Sons Of Anarchy aí
    parei e "caramba, esse lugar existe!" 🙂

  4. Bárbara Hernandes

    outubro 16, 2014 at 8:32 am

    Sinto muito pelo tour ter sido corrido, esses tours prontos são assim mesmo – mas há boas notícias: tem ônibus comum pra Belfast e dá pra você ir sozinha e conhecer melhor a cidade!

    As fotos estão lindas! Também acho Belfast beeeem diferente de Dublin!

  5. Camila Faria

    outubro 16, 2014 at 2:29 pm

    Eu também gosto de ter o meu próprio tempo em viagens, por isso evito esses tours a todo custo. Mas às vezes não dá para evitar, né? Belfast parece ser super interessante, fiquei com vontade de conhecer!

  6. Del.

    outubro 16, 2014 at 6:10 pm

    Sim, super válido saber sobre a história do local que vamos visitar… Aí aproveitamos mais a viagem (muito legal você passar por um lugar e associá-lo a algo que você já leu/viu sobre).
    Ai, Taís, eu ficaria louca da vida querendo conhecer o local onde os lobos gigantes foram encontrados… Programe logo essa sua volta e faça muitas fotos por lá pra gente! 😉

  7. Eme Souza

    outubro 16, 2014 at 11:12 pm

    Tenho uma amiga que foi há uns meses para Belfast e não fazia ideia que fazia parte da tal Irlanda do Reino Unido. Ela falava que ia para a Irlanda, mas achei que fosse para o país mesmo DX Fui até ler esse post sobre as diferenças da Irlanda do Norte e o país e foi muito esclarecedor!!!! Sou da Europa, mas pouco ou nada conheço dela e sei que ficava a conhecer muito mais se viajasse até aos países (coisa que ainda não foi possível eu fazer por questões económicas).
    Ela foi até ao museu do Titanic, mas só pôs fotos no facebook da palavra que está no jardim (malvada, não mostrou mais nada -_-). Fiquei com vontade de conhecer também, pois Titanic foi um dos filmes que mais vezes assisti.
    Muito lindas as fotos, dá para ver como a cidade é bem requintada e bela!! E não sabia que foi lá que gravaram Game Of Thrones :O (deve ser porque não sigo a série e nunca li nada)

  8. Clay

    outubro 17, 2014 at 12:50 am

    Cada vez que vc posta alguma coisa dai a vontade de largar td e ir peai aumenta, serio
    Lugares incríveis =D

  9. ingrid

    outubro 18, 2014 at 2:30 am

    Quando a gente "aprende" a viajar lidar com tours é horrível ne? as vezes eu prefiro viajar e ficar restrita a um bairro só dó que ficar ping pong com esses tours..

    nem fazia ideia que esse seriado era gravado na Irlanda, tb nem acompanho, ai nao ia saber nunca mesmo hahahahahha achei lindos esses edificios q vc mostrou..e sempre me pergunto do clima..é sempre um tanto acinzentado, é tipo frio gelado? ou é agradavel?? hahahah

  10. Larissa Ayumi

    outubro 18, 2014 at 2:57 pm

    Também nunca fui com a cara desses tours, só é vantagem para quem tem pouco tempo mesmo, fora que você não vivencia quase nada da cidade, gosto mesmo é de andar pelas ruas e me perder um pouco, hehe!
    Deve ser uma sensação estranha mesmo, visitar um lugar que ainda possui um ar pesado de tensão, e uma divisão ainda tão nítida, mas é como você disse, também deve ser muuuito bacana.
    E o que falar sobre esse museu de GoT? Vontade imensa de visitar ele, de visitar os lugares em que a série foi filmada, poder se sentir dentro de um outro mundo, se não o mundo fantástico de George R. R. Martin, o mundo em que as paisagens ainda estão intocadas e as antigas construções preservadas.

  11. Kah Souza

    outubro 18, 2014 at 6:51 pm

    Oi Taís, primeiro, obrigada por visitar meu blog!
    Nem consigo imaginar o tamanho da saudade que você deve sentir do seu gatinho/a, sempre que penso em quanto quero ir pra Irlanda, eu penso em quanta saudade vou sentir da summer (além da saudade da família, amigos e etc, rs).

    Adorei esse seu post sobre a Irlanda do Norte, li o que fala sobre a diferença das duas e adorei também. Já sabia sobre as duas, mas não conhecia muito bem a história. E sobre GOT, nem me fale… ficou morrendo de recalque com os passeios que têm aí pra conhecer os lugares das gravações, espero que tenha por MUITO tempo até eu poder conhecer! Hahahahahah

    (Obs: esse comentário será enorme)

    Finalmente consegui ler seus posts sobre a vida na irlanda / viagens pela europa / hungria e adorei tudo. Me empolguei tanto que vi todo seu mochilão pela américa do sul tb! (aloka). Adorei tudo, parabéns pelo blog mais uma vez!
    Sobre a Irlanda, você está estudando inglês aí? Tenho pesquisado muito as escolas e se sim, gostaria de saber em qual você estuda e se indica. 🙂
    Obrigada, beijos!

  12. Cynthia...

    janeiro 13, 2015 at 10:34 am

    Oii, acabei de descobrir seu blog e estou aqui me divertindo lendo vários posts.
    Sou louca para conhecer a Irlanda do Norte, também moro na Irlanda, mas ainda tenho muito o que conhecer por aqui.
    Como você, também não vou muito com a cara de day tour, gosto de planejar minhas viagens e fazer o que me vier a cabeça. Por isso estou conhecendo tudo com calma 🙂
    Mas ver seu post me fez ter mais vontade de ir logo lá! Quero muito fazer esses tours do Game of Thrones.

    Bjoss
    http://www.embonita.com.br

  13. Antrim Coast: Carrick-a-Rede Rope Bridge – Nýr Dagur

    março 15, 2016 at 12:05 am

    […] na Irlanda do Norte em setembro do ano passado e postei aqui sobre Belfast e Giants Causeway, mas ficou faltando falar da Rope Bridge! Esse lugar incrível foi nossa […]

  14. Antrim Coast: Giant’s Causeway – Nýr Dagur

    março 15, 2016 at 12:11 am

    […] da experiêcia corrida em Belfast, seguimos rumo ao norte do condado de Antrim. Nunca estive tão ao norte do planeta e estava bem […]

//Leave a Reply