Trilhas

Hill Walk: Gleninagh

Esses dias um bloqueio criativo resolveu me aporrinhar, negocinho chato que me fez não conseguir produzir nada e me atrapalhou toda com a frequência de posts que eu gostaria de manter por aqui. Mas fazer o que?  Faz parte e uma hora ou outra a gente tem que lidar com isso, sorte que já tá indo embora e estou me sentindo mais inspirada pra fazer as coisas.

Outra coisa que ficou atrasada além das postagens no blog, foi a minha meta de trilhas uma vez por mês. Em março não conseguimos fazer nenhuma trilha/caminhada, o que acabou acumulando duas para abril e não conseguimos ficar em dia com isso, mas já tratamos de fazer uma ontem, o que nos deixa só com a de maio pra fazer e como o mês só está começando, temos um tempo!

Durante o mês de abril passamos todos os finais de semana lá em Clare, mas o tempinho na costa oeste nem sempre colabora e também não nos deixou fazer duas trilhas, pelo menos fizemos uma (yay!!)  e vou mostrar algumas fotos que tirei por lá.

Dessa vez foi uma trilha surpresa pra mim, foi o Lindo que escolheu (normalmente sou eu quem escolhe) e foi especial por se tratar de um lugar que fez parte da infância dele.

Eu estava com saudades já de subir umas montanhas e não é que a trilha dessa vez era Hill Walk?
13128692_1089666304388904_425711041_o

Gleninagh é uma área que fica perto do Burren e dali dá pra ver o sul da baía de Galway, dirigir até lá é um prato cheio de belezas incríveis pra gente saborear.

O Lindo subia e descia muito esse morro quando era criança e ele me contou que era algo meio fora de rota pra maioria das pessoas, já que quem só tinha mais acesso ali eram os fazendeiros da região que subiam com as vacas e ovelhas tudo.

Ele ficou bem surpreso já que agora tem até sinalizações de trilha pra quem tá caminhando por ali, antes não tinha nada, mas provavelmente agora os turistas andam mais por essa região também e foi preciso deixar o caminho sinalizado. Tem várias entradas pra se chegar nesse caminho, nós paramos o carro na beira da estrada mesmo e seguimos no ponto que o Lindo sempre entrava e dali começamos a subir.

Apesar de ser bem íngreme foi mais tranquilo do que eu imaginava e nem com dores musculares fiquei depois, isso significa que não foi uma subida puxada. Um bom calçado também vai fazer toda a diferença, já que o solo é cheio de obstáculos e muitas pedras. No total de tudo a duração foi de 1h30, com subida, parada pra fotos, apreciar a vista lá de cima e descer. 13106609_1089666057722262_2000586375_o-horzIMG_6936Dali se avista também o Gleninagh Castle do século 16, que demais, né?

E conforme você vai subindo, a vista vai ficando cada vez mais incrível.
IMG_6938 IMG_6943

E precisa dizer o quão linda é a vista? Acho que não! A vista das alturas é sempre uma recompensa maravilhosa por todo esforço até chegar lá no topo.
IMG_6947 IMG_6953 IMG_6954 IMG_6967 IMG_6969São tantos mais lugares pra explorar nessa ilha e se apaixonar, sempre fico ansiosa para as próximas aventuras!
E logo já venho compartilhar também a última trilha que fizemos.

>>> E vocês, andam fazendo atividades ao ar livre?

Mais de mim e do blog por aíFacebook | Twitter | Instagram 

//You Might Also Like

//14 Comments

  1. KARINE

    maio 3, 2016 at 2:57 am

    Ai Ta, eu tb ando meio bloqueada pra escrever. Hoje demorei mais de 3 horas pra conseguir editar uma foto e fazer um post super pequeno no blog (que nem gostei tanto, mas foi só pra tirar as teias de lá :~) mas enfim… já tô repetitiva aqui falando em todos os posts sobre suas andanças e trilhas, o quanto essa irlandinha é linda! Fiquei apaixonada por aquela sua foto de costas ali, tá muito maravilhosa ♥

    1. Taís

      maio 4, 2016 at 7:19 pm

      É foda quando bate essas coisa, né? Fico me sentindo super frustrada haha
      E ai, vem aqui fazer essas andanças comigo! 🙂 <3

  2. Katarina Holanda

    maio 3, 2016 at 3:45 pm

    Que lindo, Taís! Amei que as trilhas voltaram, pra você e pra gente, haha. <3

    1. Taís

      maio 4, 2016 at 7:21 pm

      Hahaha todo mundo feliz então! 😀

  3. Thayse

    maio 4, 2016 at 9:16 am

    OMG, que vista maravilhosa, que lugar lindo demais, sério, Ta. Muita beleza num post só, suas fotos ficaram incríveis (como sempre) *-* O tempo de trilha foi bem ok e mesmo tendo subida, ela parecer ser até tranquila… E vale muito, muito a pena! Faz tanto tempo que não faço trilhas, tô há uns meses paradas, que tenho até medo de tentar qualquer coisa aqui. Eu não sei se eu já te perguntei isso, se já, desculpa a memória de peixe, mas: qual calçado que tu usa? tipo, eu vi nas fotos, mas sou bem leiga e não sei o modelo 🙂


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    1. Taís

      maio 4, 2016 at 7:26 pm

      Sim, por a subida e tudo foi bem tranquilo e rapidinha 🙂
      Na verdade eu nao estou usando nenhum especifico pra essas atividades, eu usava um adidas antes mas agora to usando essa bota que vai até o calcanhar, eu comprei ela aleatoriamente em um loja de calçados mais pro frio mesmo e pra minha surpresa ela protege bem o pé e não deixa molhado.. entao to usando ela mesmo até eu comprar um calçado de hiking.. eu esqueci o nome da loja dessa botinha mas te passo depois 🙂

  4. Camila Faria

    maio 4, 2016 at 3:49 pm

    Fiquei aqui imaginando como deve ter sido maravilhosa essa infância pertinho de TANTA maravilhosidade. Imagina, ser “normal” fazer essa trilha todo tempo… Que sonho!

    1. Taís

      maio 4, 2016 at 8:03 pm

      Pois é, Cá! Eu vivo falando isso pra ele.. muito sortudo em ter crescido num lugar maravilhoso assim!

  5. Lorraine Faria

    maio 4, 2016 at 6:27 pm

    E que vista ein? Eu acho que não ia me acostumar nunca com a beleza desse lugar!!!

    1. Taís

      maio 4, 2016 at 8:04 pm

      Eu não me acostumei ainda, Lorraine.. acho que nem vou viu, sempre fico de boca aberta com essas paisagens haha

  6. VANESSA BRUNT

    maio 4, 2016 at 6:34 pm

    UAU! Que incrível! Deu para imaginar tanto as sensações maravilhosas dessa experiência. Trilha no frio eu até topo, rs. Amei cada clique! E sobre o bloqueio criativo: tem várias indicações sobre como quebrar isso lá no Sem Quases. Incluindo dicas de livros!

    http://WWW.SEMQUASES.COM

    1. Taís

      maio 4, 2016 at 8:05 pm

      Opa, vou lá conferir sim 🙂

  7. BA MORETTI

    maio 10, 2016 at 7:48 pm

    adoro lugares assim cheios de nostalgia 🙂 e que luga lindo! ♥

  8. May Walks: Carrickgollogan & Woodland – Nýr Dagur

    maio 19, 2016 at 1:58 pm

    […] fiz o post sobre a trilha em Gleninagh disse que estávamos atrasados com a meta das trilhas, mas agora em maio, já na metade do mês, […]

//Leave a Reply