Europa, Islândia, Viagens

Kex Hostel

É aí nessa portinha pequena, no número 28 da rua Skúlagata que fica o hostel mais legal de todos que já fiquei. E se você está indo pra Islândia, por favor, considere ficar hospedado nesse lugarzinho diferente e mega acolhedor.Eu já tinha um certo amor pelo Kex Hostel muito antes de pisar em Reykjavík, como o hostel é um dos locais de shows do festival de música islandês Iceland Airwaves, eu já super ficava ‘paquerando’ o lugar de longe e sonhando pelo dia que eu também poderia me hosperdar lá.

Kex significa biscoito em islandês e o hostel fica numa antiga fábrica de biscoitos, por isso o nome!
O lugar é todo diferentão, com móveis de segunda mão, um estilo meio retro, mapas e livros espalhados pelo local.. entre outras coisas interessantes que decoram e deixam o Kex com um ar tão legal, é definitivamente um lugar bem único.
Não estou recebendo nada pra fazer esse post, mas serviço que a gente gosta tem que falar bem mesmo e sair espalhando pra outros viajantes também, não é mesmo? O Kex não é só queridinho pelos viajantes, mas também é um lugar que os nativos adoram! E pra mim, não tem coisa melhor do que poder viajar e se misturar com o povo local.
No andar da recepção também funciona um Bar & Retaurante, então tá sempre cheio dos islandeses que vão lá pra comer ou curtir alguma música. Eles sempre têm alguma programação rolando e vale a pena conferir pra não perder algo legal. É bom também você checar a agenda e ver se a data da sua viagem não coincide com algum evento, para você garantir que eles tenham vagas disponíveis. A bebida lá acaba saindo mais barata que em outros bares fora (fica a dica!) e a comida eu não experimentei, mas dizem que é bem boa.

 

 

Acomodação: lá tem das mais variadas, desde quarto privativo e familiar, até quartos compartilhados com 4, 6, 8, 10 ou até 16 pessoas. Eu peguei um quarto com 16 pessoas e foi uma experiência muito legal, pelo menos dei sorte e meus companheiros de quarto eram muito legais e formamos uma pequena família. Vai do gosto e bolso de cada um dividir com tantas pessoas assim, os quartos com mais pessoas vão ser mais baratos, se você quer economizar, pegue opções pra dividir e se você está indo viajar sozinho, como foi meu caso, é uma opção que te permite conhecer muita gente!
Não tem cobertores, travesseiros ou toalhas, mas não se preocupe, eles te alugam durante sua estadia por um preço bem barato. Ou você pode levar também aqueles sacos de dormir.

Os banheiros são compartilhados, opções de quartos privados têm o seu próprio banheiro, mas a grande maioria são todos compartilhados. Tem dois tipos de banheiros, um é meio que coletivo, sim você toma banho peladão com outras pessoas (o que é algo meio comum na cultura nórdica, eles não se importam) e tem outro que é só pra uma pessoa mesmo, se não me engano essa opção  de banheiro individual é só pra mulheres. Mas é bem tranquilo, os banheiros são bem limpos e tem bastante nos corredores.Ah, como o hostel tem o Bar & Restaurante,  pessoas de fora entram lá, mas os andares dos quartos sao restritos somente pra quem tá hospedado, você só tem acesso com a sua chave, é bem seguro.

 

Uma coisa que é importante falar é sobre o sistema de iluminação deles, os quartos não têm uma iluminação principal, uma luz grande digamos assim, a única iluminação dos quartos são abajures individuais em cada cama e na mesa que fica no ‘meio’ do quarto. Então tá sempre aquele climinha aconchegante e escurinho, o bom é que você não vai acordar com gente sem noção ligando a luz em horas inapropriadas.
O ruim é que é.. escuro hahaha.. os quartos têm umas janelas grandonas, mas se você vai no inverno, só tem luz das 11 até as 3 da tarde, ou seja, tá sempre escuro e é meio chato procurar as coisas na mala, principalmente na correria, então minha dica é: levem uma lanterninha pequena. Vai ser bem útil na hora que você tiver que procurar algo na mala no escuro.
Indo no verão é o oposto e você não precisa se preocupar com esse detalhe, tem de 3-4 horas de escuridão, então tá sempre claro.

Cozinha: um dos motivos também que é ótimo ficar no Kex, é que eles possuem uma cozinha toda equipada e isso faz uma diferença enorme no orçamento da viagem. Eu viajo no esquema mochileira de ser e poder contar com uma cozinha pra economizar nas despesas é fundamental. Islândia é sim um destino CARO e comer todo dia fora em todas as refeições…. não rola! Pelo menos no meu esquema de viagem.

Tem mercado  perto do hostel (Bónus, que é o com preços mais camaradas), então é só ir lá comprar comida e cozinhar você mesmo! Como disse, eu e meus companheiros de quarto viramos uma família e faziamos as compras juntos e depois nossas refeições também, era bem divertido todo o processo de se aventurar no mercado local e depois ir cozinhar e comer todo mundo junto. É legal também pra guardar lanches e tudo mais para os passeios já que tem geladeira. É só etiquetar suas coisas direitinho com o teu nome. E claro, manter a cozinha limpa pras outras pessoas usarem também. Tem gente que viaja e esquece esses princípios basicos de coletivo. Sujou limpou!

Meu quarto era exatamente ao lado da cozinha, uma maravilha, não saia de lá! haha
Super indico ficar no mesmo quarto, na hora de fazer sua reserva, pergunte se é possível ficar no quarto ao lado da cozinha, é bem mais prático, já que também tem banheiro bem pertinho.

Localização: a localização do hostel é muito boa, tá pertinho da rua principal chamada Laugavegur, da igreja Hallgrímskirkja, da lagoa Tjörnin, Harpa, Sólfar.. entre tantos outros atrativos, pelo mapa dá pra ver que é tudo bem próximo aí no centro da cidade e dá pra fazer tudo andando mesmo.

Fora que o hostel fica de frente pro mar e o monte Esja, dali mesmo você já curte uma vista incrível!

Uma coisa que eu amei demais foi a janelona do meu quarto, que coisa mais incrível. Tá vendo esse predinho escuro e a janelona do primeiro andar? Então, esse era o meu quarto, só não reparem na minha situação voltando do mercado com maçã debaixo do braço.

Primeira foto com a vista mais amor de dentro do quarto com a janelona e dá pra ver lá a pontinha da Hallgrímskirkja. E a outra é a vista lá do bar pro monte Esja e o mar. Como não amar?

Atendimento: foi incrível desde o primeiro e-mail até o momento que fiz check out, já nas trocas de e-mails eles foram super simpáticos e solícitos, me ajudaram com tudo mesmo! E atendimento bom é um diferencial e que é um mega ponto positivo, certo? Uma coisa que eu não gosto muito de fechar o hostel antes (me chamem de louca) é essa coisa de ter que passar cartão e já depositar uma quantia pra reservar. Com o Kex foi diferente, eles pedem teu cartão por garantia mas eles não te cobram nadinha pra fazer reserva, você só paga no momento que chega lá. Achei isso uma maravilha! ♥
Meu transfer do aeroporto (que fica em outra cidade) para o hostel, eu pensei em fazer por conta própria, ainda tava vendo a melhor maneira de ir, mas no final das contas e super de última hora decidi fechar o transfer com o próprio hostel, fiquei impressionada que eles me atenderam no último minuto e já emitiram o voucher pra mim com uma rapidez e sem burocracia e mimimi. Adicionando na minha conta e paguei tudo só lá.
Eles trabalham com diversas empresas então você pode acertar absolutamente TUDO com eles, como transfer e passeios. Eles te mostram as várias opções de saídas, preços, empresas, é uma maravilha e é só você escolher e eles reservam tudinho pra você. O que é bom também que os passeios te buscam na porta do hostel, já quebra um galho de não ter que ficar andando por aí ainda mais no inverno.
Aqui está o site para mais informações: http://www.kexhostel.is/
Não coloquei os valores, porque varia muito dependendo da época e a cotação da moeda no dia, já que é cobrado na moeda islandesa (Króna). Os valores podem mudar também de acordo com que moeda você vai estar convertendo, seja real, euro, dollar.. etc.
Peço desculpas se esse post ficou grande para uma simples indicação de hostel, mas eu adoraria ver posts assim explicando os lugares antes de escolher o local que vou ficar em uma viagem. Então faço pelos meus leitores o que eu gostaria de ver por aí nas minhas pesquisas de viagem.
Só sei que eu queria morar nesse hostel pra sempre. hihi

ps: antes do mapa, todas as fotos foram retiradas do site, não são minhas, só as do final do post.

// Quer saber mais detalhes e um outro depoimento de quem já ficou no Kex? Leia também Kex, o hostel de Reykjavík escrito pela Flávia Donohoe.

//You Might Also Like

//12 Comments

  1. Ana Jähne

    abril 27, 2015 at 7:10 am

    eu confesso que tenho fugido um tanto de hosteis nas minhas últimas viagens por motivos de "tô velha" (na verdade eu já nasci velha e e meus programas de viajante sempre foram bem diurnos. por isso o barulho a noite nos hosteis sempre me incomodou). mas o bar+restaurante com música me parece uma dica preciosa 🙂

  2. filosofiabotequim

    abril 27, 2015 at 10:09 am

    Nem acredito que é um hostel. Tem um aspecto super acolhedor de casa. 🙂

  3. Bárbara Hernandes

    abril 28, 2015 at 9:54 am

    Eu sou meio chatinha com hostel. Quer dizer, não com o hostel em si, mas com o fato de ter que dividir com várias pessoas, ainda mais 16! hahaha
    Tô velha pra barulho, bagunça, galera, sabe?
    No entanto, gosto do ambiente descontraído e legal de hostels, e esse pareceu muito acolhedor! Agora, tomar banho pelada com outras pessoas? No way, Jose! hahaha

  4. Fernanda

    abril 28, 2015 at 12:14 pm

    Parece maravilhoso esse hostel, adorei a decoração, o clima que ele passa pelas fotos é muito acolhedor

  5. Kah Souza

    abril 28, 2015 at 3:32 pm

    Que amor, que amor, queeeee amor esse hostel.
    Adorei a decoração dele, essa cara de "você tá em casa, aproveita aí" e essa vista LINDA do quarto que você tava, apenas babando muito, hahaha. Adorei o post (como sempre), quando eu conseguir visitar a Islândia certamente ficarei nesse hostel, me aguarde, HAHUAHU.

  6. Thay

    abril 28, 2015 at 5:16 pm

    Bem, já sei onde ficar quando for pra Islândia! Fiquei encantada com a decoração, tudo muito limpo e aconchegante, dá vontade de sair correndo agora pra ir pra lá! E eu já até montei uma lista no Evernote com todas as suas dicas, pra me obrigar a planejar tudo e sair do "quando eu for". AIN, Taís, você é tão fofinha que eu queria ser sua companheira de viagem, haha! Deve ser muito divertido – além de lindo – conhecer todos esses lugares incríveis. ♥

    1. admin

      maio 6, 2015 at 8:27 pm

      Awwwwwwn Thay sua fofa, vem aqui ser minha companheira de viagem!!! <3

  7. Camila Faria

    abril 28, 2015 at 9:42 pm

    Nossa Taís, SUPER considerando esse hostel lindo para uma viagem futura. Maravilhoso, tudo lindo, com personalidade… AMEI!

  8. gciolini

    abril 30, 2015 at 1:26 pm

    Nossa parece uma delicia! Morro de vontade de conhecer a Islandia *_*

  9. Larissa Ayumi

    maio 1, 2015 at 8:38 pm

    Adorei esse post, ficou grande mas não poderia ser diferente, tem todas as informações que precisamos saber sobre o hostel! 🙂
    Esse lugar realmente é muito legal e aconchegante, no dia que eu pisar aí em Reykjavík (acho que vai demorar, porque nem saber pronunciar o nome da cidade eu sei HAHAHAHAHA) eu vou ficar aí hehe!

  10. Dayane Pereira

    maio 2, 2015 at 9:43 pm

    Muito legal e diferente! Pela descrição no começo do post, esperava até que ele fosse mais "bagunçado", mas é super ok.

  11. Quarto de Viagem - Kex, o hostel de Reykjavík

    outubro 11, 2016 at 10:50 pm

    […] Quer saber mais detalhes e um outro depoimento de quem já ficou no Kex? Leia também Kex Hostel escrito pela Taís do Nýr […]

//Leave a Reply