América do Sul, Viagens

La Paz e Tiwanaku

Depois de toda situação chata que passamos em Copacabana, foi uma alívio tremendo chegar em La Paz.  E La Paz é a capital mais alta do mundo, dona de uma geografia impressionante que te faz ficar de boca aberta assim que chega. Em meio as cordilheiras, a visão é bem parecida com uma grande favela, bem mais segura que a nossa e com um transito caótico também. Com uma altitude de mais ou menos 3.660m, faz qualquer um ficar desnorteado! Menos nós, que já estávamos viajando por um tempinho e ficamos acostumados com grandes altitudes, depois de encarar Potosí, La Paz não faz nem cócegas.

Ficamos em uma das ruas principais, calle Sagarnaga, alí tá todo o movimento e é próximo de vários pontos também, como por exemplo o famoso Mercado de las Brujas. Aproveitamos que era a penúltima cidade do mochilão para sair comprando os regalos (presentes) e tudo mais sem dó, seria apenas mais uma cidade para carregar o peso depois, pensem nisso também futuros e atuais mochileiros!
A vantagem de ficar hospedado na rua do comércio, é que você pode comprar  a vontade e depois trazer tudo para o hostel, em seguida, voltar e fazer mais compras! E foi assim nossa vida – nós subíamos cheios de sacolas, descíamos e voltávamos com mais sacolas – fazíamos isso algumas boas vezes durante o dia. É tudo bem barato por lá, brasileiro faz a festa na Bolívia, afinal, nossa moeda vale muuuuuuuuito mais!

E foi em La Paz que comemos as melhores comidas da Bolívia, não me recordo se já comentei que a comida boliviana é bem ruim. Nós brasileiros estamos acostumados com muito tempero e gosto na comida, a deles parece que não tem sal, parece ser algo cultural mesmo. Tirando o dia que comemos uma pizza horrível, o resto foi tudo bom.
img_3045 img_3046 img_3055
Existem vários passeios legais para fazer nos arredores de La Paz, o primeiro que fizemos foi o sítio arqueológico de Tiwanaku.
_mg_6984

“A cultura Tiwanaku ocupou o altiplano andino por mais de 3 mil anos e suas construções são o maior exemplo arquitetônico da América do Sul pré-incaica.”

Essa civilização dominou também a arte, arquitetura, arqueologia… Esculpiam em pedras pesando toneladas e encaixavam umas às outras com bastante precisão, muito similar o que encontramos na cultura inca.

Eu esperava demais do lugar e confesso que acabei me decepcionando, tem pouca coisa das ruínas que são originais, muita coisa já foi alterada ou reconstruída. As ruínas incas são bem mais preservadas, talvez seja por serem mais ‘atuais’. É um passeio bem interessante de se fazer culturalmente falando.

_mg_6988 _mg_6991 _mg_6997_mg_6998 (A porta do sol)

_mg_7005(Inti, o Deus do Sol)

_mg_7008 _mg_7024 _mg_7013
Alguns totens sofreram vandalismo dos espanhóis,  fizeram alguns símbolos católicos nas imagens.

O E.T de pedra e a E.T ruiva. LOL. É bem engraçado encontrar uma imagem extraterrestre lá no meio.
_mg_7036 _mg_7056 mochilao-833

Achei bem legal esta demostração que tinha lá em Tiwanaku, é possível visualizar bem como é o relevo da Bolívia.
boliO passeio mais legal foi no dia seguinte, encarar o Chacaltaya com seus  mais de 5.000m de altitude e congelar na neve!

 

//You Might Also Like

//8 Comments

  1. Leili Assis

    agosto 1, 2012 at 2:45 am

    Me senti culpada por morar tão perto da fronteira (Bolívia e Paraguai) e o mais 'longe' q já fui foi Pedro Juan Caballero :~ e só p/ fazer compras! xD

    Sobre a comida da Bolívia: meus pais já foram p/ Corumbá e deram uma passada em Puerto Suarez. Eles não tiveram coragem de comer em nenhum lugar por lá. Segundo eles, tudo "muito sujo e esquisito". Sei lá, só conhecendo mesmo pra saber xD

    Uma pena q preservaram pouca coisa original, mas o pouco já vale o passeio. E bizarro esse ET por lá! Teorias conspiracionais? Valendo!

    :**

  2. mynameisglenn

    agosto 1, 2012 at 5:08 pm

    Adorei as fotos e o blog!Maravilhosos, parabéns!!!

    Beijoss

  3. Estefanie Germanotta

    agosto 1, 2012 at 6:09 pm

    Amei todas as fotos. Parece ser um lugar incrível mesmo. Ainda mais no final com neve, hahaha *-*

    Beijos
    Coisas Fúteis

  4. Zilah Rodrigues

    agosto 1, 2012 at 9:36 pm

    Nossa, eu fiquei louca com La Paz! Me encantei de verdade pela cidade, por aquele caos e elas lojinhas de artesanato super barato!
    Comi de tudo um pouco por lá. O dia mais radical foi quando eu e meu noivo nos aventuramos em um hot dog de rua cheio de guacamole que não meu deixou dormir de tanta dor de barriga. Foi pedir pra passar mal! Mas, foi só isso que em fez passar mal na viagem inteira entre a Bolívia e o Peru.
    Até hoje guardo com muito carinho tudo que comprei por lea, principalmente meu conjunto de tesouras de picotar que custou o equivalente a R$6,00. Aqui no Brasil não sai por menos de R$40,00! hahaha
    :*

  5. Lari

    agosto 3, 2012 at 12:09 am

    Eu amo saber um pouco mais sobre os incas. É um dos povos que mais me fascina, junto com os maias e astecas. Muito lindas as arquiteturas <3

  6. Camila Faria

    agosto 3, 2012 at 5:28 pm

    Que interessante esse lugar! infelizmente não conheci La Paz. Ainda! 🙂

  7. ingrid

    agosto 3, 2012 at 6:32 pm

    Aaah Taís acho q vou copiar esse texto q vc fez e deixar guardadinho comigo sabe…adorei mesmo nem foi exagero. Fiquei feliz por ver q vc fica feliz ao ter atingido alguem com suas palavras.. *-*

    Olha a Bolivia realmente deve ter lugares incriveis.. adorei as fotos q oc tirou especialmente essa q tem uma imagem e voc é fotografada fotografando hahahahah achei lindo o enquadramento.

    beeijos e vai nos contando mais sobre a viagem!!

    ps.: voc ja ta linkada la no blog viu!?

//Leave a Reply