Europa, Viagens

Lago di Garda: Malcesine & Monte Baldo

Meu segundo dia pelo Lago di Garda foi pra explorar o lado norte do lago. Eu tinha planos de acordar bem cedo e visitar uns 2 ou 3 lugares, mas meu corpo não respondendo aquele calor insuportável que estava fazendo, fez eu mudar meu roteiro novamente.

Pra esse dia eu tinha planejado conhecer Malcesine, Limone Sul Garda e Riva del Garda. Mas no final das contas só consegui ir até Malcesine.

No centro de informações turística de Peschiera del Garda comprei um ticket de ônibus pro dia inteiro. Esse ticket custa 10 euros e te possibilita pegar os ônibus dessa região do lago (Veneto). Vale muito a pena, já que você pode ir parando em diferentes cidadezinhas e também, comprando esse ticket, você ganha desconto no teleférico pra subir o Monte Baldo em Malcesine.

Malcesine

IMG_9766Uma viagem de ônibus com essa vista? ♥

De Peschiera até Malcesine, pegando o ônibus 483 em direção a Riva del Garda, leva entre 1h30 -2h dependendo do trânsito. Esse ônibus vai parando em vários lugares e mesmo que pareça uma viagem um pouco “longa” (vale lembrar que o Lago di Garda é o maior lago da Itália), você acaba se distraindo muito vendo essa paisagem maravilhosa e conhecendo um pouco das outras cidades também.

Dessa vez tive sorte de pegar o ônibus bem rápido, já que cheguei na hora que ele estava passando. Porem, o motorista foi muito arrogante comigo. Confirmei se estava no ônibus certo e mostrei meu ticket, ele só me grita que tenho que passar meu bilhete ali. Eu tava bem perdida, perguntei novamente se ele poderia me explicar porque eu não estava achando o lugar pra enfiar o negócio. Juro, achei que ele iria levantar e me bater, de tão nervoso que ele ficou. O ticket era de papel, mas na verdade é como se fosse um cartão, então você tem que usar como se fosse um. Obviamente eu não fazia a mínima ideia e o cara tinha zero paciência pra explicar.

Quando cheguei em Malcesine fiquei mais encantada ainda por essa região da Itália. Minha vontade era de entrar em todas ruelinhas possíveis!

IMG_9771IMG_1361IMG_1350Novamente o calor estava judiando e não consegui ficar andando muito. Estava iludida de que uma hora a coisa iria fluir e eu iria aproveitar mais. Desisti de ficar andando e fui achar um lugar pra comer pizza.  Nessa hora eu me senti em um filme (Eat Pray Love.. talvez?), chegando em um restaurante sozinha e sentar em uma mesa na rua comendo uma pizza gostosa, observando aquela atmosfera italiana a minha volta. Assim, na calma, saboreando cada pedaço e me sentindo muito feliz por estar vivendo aquele momento.

Mesmo tendo dificuldades com o clima, as pessoas arrogantes, tendo que mudar meu roteiro… Tentei tirar proveito desses pequenos prazeres e focar no cenário. Quanta lindeza!!

IMG_1359IMG_9779IMG_1353IMG_9776IMG_1356(e sim, Itália no verão fica essa loucura, abarrotada de turistas – muuitos alemães! Eu ouvia mais alemão do que italiano pelas ruas!)

Visto minha condição zero de fazer muitas coisas, tive que já cortar Riva Del Garda do meu roteiro e escolher entre subir o Monte Baldo ou pegar a balsa até Limone. Como vocês sabem, sou aloka das montanhas, então nem é muito surpresa a minha decisão. Limone e o restante que eu não consegui visitar, me aguardem que um dia eu volto!

Monte Baldo

IMG_9783A caminhada do centrinho de Malcesine até o pé da montanha pra pegar o teleférico não é longa. A princípio já fiquei desesperada achando que iria ter que subir algum morro naquele calor dos inferno, mas foi bem tranquilo.

Tive sorte de não pegar muita fila pra comprar meu ticket pro teleférico. Me informaram que em épocas de alta temporada você pode ficar fácil 1 hora na fila. Eu ganhei desconto porque comprei o ticket do transporte (como mencionei no começo do post) e paguei apenas 12 euros, o que valeu muito a pena, já que se paga 22 euros o valor cheio. No final das contas gastei 22, mas incluindo o combo teleférico e viagens ilimitadas de ônibus por um dia.

Já a fila do teleférico estava grande e demorou cerca de 1h e pouquinho até eu conseguir embarcar. Demora uns 20 minutos o trajeto todo. Os teleféricos partem a cada meia hora (se não me engano), com uma parada no meio do trajeto na estação de San Michele.

IMG_9784Conforme você vai subindo a vista vai ficando mais incrível ainda!

A útima estação do teleférico é lá no topo do Monte Baldo. Dá pra fazer trilhas por lá, mas nem cogitei essa possibilidade de fazer trilha sozinha naquele calor todo, era morte na certa! haha

E parece que ainda estou processando na minha cabeça as vistas desse dia. Que lugar mais surreal de lindo!

IMG_9787 IMG_9793 IMG_9790IMG_9806 IMG_9811Essa cidadezinha do outro lado é Limone Sul Garda

IMG_1364Fiquei um bom tempo sentada boquiaberta, apreciando aquela maravilhosidade toda que estava diante dos meus olhos. Lá no topo estava aquela ventania super gostosa, o que refrescou bastante e foi um alivio tremendo pra mim. Eu não queria nem pensar na hora de pegar o teleférico pra descer. Queria ficar ali horas e horas vendo a beleza do Lago di Garda e os Alpes italianos.

Desses lugares que entram com facilidade na minha lista de lugares mais incríveis que já conheci. E olha essas fofurinhas que estavam por lá também! ♥

IMG_9817Ao mesmo tempo que foi tão legal ver essas fofurinhas, foi também a hora que mais me deu nervoso. Tinham dois cachorros pequenos latindo absurdos pra elas e tentando avançar também. Elas ficaram muito em choque, ainda mais com seus bebezinhos.. e estavam tentando correr pra fugir deles. Só que, elas acabaram na beirada ali e os cachorros foram atrás.

Eu fiquei em pânico, elas estavam quase caindo dali. Outras pessoas estavam tirando fotos e achando a maior graça… Vi que tinha uma outra mulher super incomodada com a situação também e perguntei se ela sabia ou tinha visto quem era o dono. Ela me apontou o cara e eu não me aguentei e fui tirar satisfação. Ele tava lá super deitadão curtindo o sol, enquanto os cachorros dele soltos (o que não é permitido, cachorro pode subir, mas tem que ficar na guia), quase empurrando ovelhas morro abaixo.

 Ele deu uma de desentendido e que não falava inglês , só italiano e alemão (uma curiosidade, pra quem não sabe, nessa região norte da Itália alguns lugares têm o alemão como primeira língua).Ele foi super arrogante comigo, mas bati de frente com ele, a outra mulher veio atrás me dá suporte, até que ele levantou a bunda e foi pegar os cachorros. Aff que nervoso de gente idiota assim!

No fim elas ficaram em paz e fiz esse registro delas com a paisagem!

Continuei meu caminho até a outra ponta e encontrei também essa vaquinha! ♥

IMG_9823Nessa outra ponta dá pra ver o extremo norte do Lago di Garda, ele é tão grande que a gente até pensa que não tem um ”fim”. E foi super legal ter visto o sul do lago e depois ter visto essa outra ponta também.

Que vista de tirar o fôlego!

IMG_9827Essa cidadezinha ali é Riva Del Garda

IMG_9829A vontade de voltar pra esse lugar pra fazer trilhas ou até mesmo ir no inverno com tudo coberto de neve é grande! Alguém quer ir comigo??

A volta pra Peschiera foi tranquila e depois fiquei descansando no hostel à noite. Eu queria levantar cedo pra pegar o trem rumo a Veneza, mas acabei dessa vez indo pro rooftop com meus colegas de quarto (30 graus quase meia noite, socorro!). Dois deles inclusive eram aqui de Dublin (esse mundo é muito pequeno) e eles me contaram uma história cabulosa que passaram em um hostel em Berlin que vou ser obrigada a compartilhar em algum post futuro de causos de viagens.

Tive problemas com o site da Trenitalia e não consegui comprar minha passagem online naquela noite. Levantei mais cedo e consegui comprar na estação de Peschiera, ufa! E o meu último dia na Itália, lá em Veneza, fica pro próximo post!

//You Might Also Like

//27 Comments

  1. Gabi

    novembro 3, 2017 at 7:54 am

    Amo/sou ovelhinhas! Aqui você vê muitas pelo caminho, até na cidade, e eu tenho vontade de roubar elas, botar na bolsa hahaha.. Fez muito bem de dar uma dura nesse homem folgado dos infernos. Corajosa você! E meu.. QUE VISTA! Já mandei essas fotos pra Mati, quero ir pra Italia já. Você me influenciou digitalmente hahaha… Beijos!

    1. Taís

      novembro 3, 2017 at 9:33 pm

      Já posso colocar na descrição do meu perfil que sou uma digital influencer então? HAHAHAHAHA

  2. Wanila goularte

    novembro 3, 2017 at 7:59 pm

    Eu quero muito ir com você no inverno! hahaha Fiquei sem fôlego mesmo vendo essas fotos do alto da montanha. Que sensacional!

  3. Natalia

    novembro 3, 2017 at 8:08 pm

    Que linda a vista do teleférico, as paisagens parecem mágicas. Fazer trilha num lugar assim deve ser realmente incrível!

    1. Taís

      novembro 3, 2017 at 9:35 pm

      Sim, deve ser mesmo, quero muito voltar pra fazer trilha 🙂

  4. Mel

    novembro 4, 2017 at 1:04 pm

    Que post maravilhoso ♥ que fotos incríveis e que lugar inspirador *-*
    Nossa, eu já estava com vontade de viajar e agora fiquei com mais vontade ainda hehe
    Saudade :*

    1. Taís

      novembro 7, 2017 at 12:29 am

      Obrigada, Mel.. fico feliz que tenha gostado! <3 Viajar é bom demais, né?
      Saudades tb! :*

  5. Ana

    novembro 4, 2017 at 6:36 pm

    Mais uma vez, que lugar maravilhoso! E que difícil esse calor, hein? Acho que eu gostaria mais de ver com neve, por incrível que pareça fica até mais fácil de passear, né? Apesar da paisagem ser maravilhosa durante o verão <3

    1. Taís

      novembro 7, 2017 at 12:33 am

      Acho que não importa qual época do ano, essa paisagem vai ser linda de todas as formas <3

  6. Ana Beatriz

    novembro 6, 2017 at 1:20 am

    O lago é simplesmente sensacional! Com certeza vale a viagem de ônibus (me lembrei de quando eu embarquei em uma de 19h pra NYC… sim, o que a gente não faz por viagem, né? rs).
    Eu amei as ruas, são lindas demais. Pequenas porém charmosas!

  7. Stephanie Vasques

    novembro 6, 2017 at 12:29 pm

    Eu fico impressionada que não exista NENHUMA foto feia dessa região… é tudo surreal aos olhos!!! Hahahahahaha. Uma pena que tava tanto calor que você não conseguiu terminar o roteiro… mas a sua escolha foi a melhor possível, porque QUE VISTA, viu? Apaixonada! E que situação chata essa com o motorista, mas gente mal educada tem em todo lugar né, não tem pra onde correr :/

    Com amor,
    Steph • Não é Berlim

    1. Taís

      novembro 7, 2017 at 12:21 pm

      Sim, é lindeza demais essa região.. também fiquei muito feliz de ter escolhido conhecer esses lugares!
      E pois é.. dá uma tristeza isso, encontrar esse povo tão mal educado, socorro!

  8. Pollyane Martins | www.diariodepolly.com

    novembro 6, 2017 at 1:53 pm

    Apaixonada por esses lugares e essas fotos! Juro, que coisa mais linda! O passeio reuniu duas coisas que amo: cidades antigas e natureza! Acho que irei aproveitar essa dica para férias próximas 😀 Obrigada por compartilhar!

    1. Taís

      novembro 7, 2017 at 12:22 pm

      Oi Polly! Vale a pena incluir pra suas proximas férias sim, o Lago di Garda é apaixonante!

  9. Flávia Donohoe

    novembro 6, 2017 at 5:26 pm

    que viagem maraviilhosa Taís, e essas ruazinhas típicas então nem se fala, as casas são um charme, eu queria ir muito, mas não no calor infernal e sim na primavera, pra ver tudo florido e cheio de vida!

    1. Taís

      novembro 7, 2017 at 12:26 pm

      No começo da primavera com certeza deve valer muito mais a pena ir, Flavia 🙂

  10. Camila Faria

    novembro 6, 2017 at 8:10 pm

    Que lindeza Taís, fiquei apaixonada pelo lugar. Uma pena o calor e as pessoas arrogantes, mas esse visual deslumbrante compensa TUDO. Demais!

    1. Taís

      novembro 7, 2017 at 12:27 pm

      Com certeza, quando eu olhava a minha volta e via essas paisagens… ficava suspirando muito!

  11. Flávio Borges

    novembro 6, 2017 at 11:48 pm

    Que lugar lindo você encontrou hein?!
    Apesar dos contratempos com o calor e com algumas pessoas mal educadas, deu pra perceber que você curtiu demais o passeio. Esses contratempos acontecem mesmo, não tem jeito.. mas o negócio é fazer como vc fez: não deixar que isso nos influencie negativamente e estrague uma viagem…

    Fiquei encantado com a vista do topo do Monte Baldo. É linda demais! Espero poder incluir este destino em um futuro roteiro.

    Forte Abraço!

    1. Taís

      novembro 7, 2017 at 12:28 pm

      Obrigada Flavio.. realmente o negócio é focar nas coisas boas! e Espero que você consiga ir visitar sim, lugar lindo demais! 🙂

  12. Juliana Rios (Juny)

    novembro 6, 2017 at 11:53 pm

    Não conhecia esse lugar, que paisagens maravilhosas!
    Que cara ignorante do ônibus! E que cara sem noção dos cachorros! Aff!
    Mesmo com essas coisas, o clima e os imprevistos, definitivamente é um lugar que vale a pena! <3

    1. Taís

      novembro 7, 2017 at 12:28 pm

      Esse lugar vale muito a pena mesmo, Juny! Recomendo ir no começo da primavera ou em outras épocas que não seja o verão hahaha

  13. Deisy Rodrigues

    novembro 7, 2017 at 4:01 pm

    Gente que paisagens mais lindas não consigo escolher uma preferida, suas fotos estão maravilhosas e valeu a dica pra economizar com o teleférico, desconto sempre é bem vindo.

    Com toda a certeza eu tb teria ido tirar satisfação com esse irresponsável donos dos cachorros, já fiquei com raiva só de ler.

    Quando vc fala do calor eu já penso em ir em outra época pq tenho uma resistência nula com o calor.

  14. Vickawaii

    novembro 7, 2017 at 11:30 pm

    Um teleférico com essa vista, não consigo nem imaginar <3 Eu acho essa região da Itália muito bonita (na verdade, acho TODA a Itália bonita, mas isso é porque eu amo esse país hieehie) e gostei bastante do seu relato. Achei curiosa a situação dos cachorros, bom que você tomou a iniciativa e bateu de frente com o cara

  15. angela sant anna

    novembro 11, 2017 at 7:48 pm

    bahh q legal q vc viu o lago beeem de cima! eu vi num morro em Toscolano Maderno, mais ali pro centro e pra esquerda do lago! gostei muito dessa regiao e achei engracado encontrar tantos alemaes aheuaheu

//Leave a Reply