América do Sul, Viagens

Mochilão – América do Sul

Fazer um mochilão pela América do Sul é um sonho desde a época do colegial, época que eu fazia curso técnico de Guia de Turismo e estudávamos matérias sobre o nosso continente (história, geografia…).
Eu fiquei apaixonada e descobri coisas que eu não imaginava que existiam tão pertinho da gente, o nosso continente é lindo, as pessoas deveriam dar mais valor e não só pensar em Europa e Estados Unidos… Let’s explore South America!!!!

E em janeiro de 2012 realizei esse sonho (ou parte dele), foi uma experiência inesquecível e única! Passamos por 3 países – Bolívia, Chile e Peru – enfrentamos temperaturas diversas, comidas diferentes, outras culturas, 3 moedas diferentes, 3 fusos diferentes, vida nômade, paisagens de tirar o fôlego….Muitas e muitas coisas que tornaram nossa aventura incrível. Vou relatar toda essa experiência aqui no blog, compartilhar com vocês tudo o que passamos, aprendemos, rimos, choramos, tudo para outras pessoas se inspirarem ou pra quem já tem esse sonho se animar, fazer as malas e cair no mundo!

Fazer um mochilão requer muito planejamento, ser um viajante independente é ter muita liberdade e responsabilidade também. Planejar o roteiro e pesquisar, pesquisar muito! Seja em livros, internet, relatos de outras pessoas que já foram, que são sempre muito importantes e de grande ajuda pra não entrar em roubadas e curtir uma viagem tranquila sem aborrecimentos. Futuramente vou dedicar uma postagem só com dicas baseadas na minha experiência e de tudo que eu li e aprendi antes e durante a viagem, roteiro, mala, dinheiro, lugar pra ficar, meios de transporte e muito mais.

Nosso planejamento inicial era fazer Bolívia, Peru, Chile (norte e sul), Argentina e Uruguai, mas para isso exigia mais tempo e mais dinheiro também, é claro. Resolvemos cortar o sul do Chile, Argentina e Uruguai para aproveitar melhor os lugares no tempo que nós tínhamos disponível, por isso disse que só foi uma parte do sonho, ainda tem muito mais lugares pra conhecer!
Nas próximas postagens muitas fotos e nossas experiências, que anotei muita coisa em um diário que levei comigo para não esquecer nada. E Para terminar este post já vou contar o começo da jornada (que deu tudo errado!)

—-

Antes de sair de casa já estávamos preparados pra tudo que desse errado durante a viagem, mas pra nossa surpresa começou dando errado aqui! Pois bem, no dia do nosso voo para Santa Cruz de la Sierra (Bolívia)  nosso primeiro destino, saímos de casa no horário certo com aquela antecedência básica de voos internacionais. No meio do caminho um transito infernal, pensamos que era algum acidente ou coisa assim e que logo se resolveria, não ficamos preocupados porque como disse, saímos com antecedência.

Um bom tempo depois nada mudava, nas rádios diziam que era uma tal inauguração de uma igreja evangélica na cidade de Guarulhos -se você viu notícias sobre o ocorrido já vai imaginar o que aconteceu- e não entendiamos o volume de carros para uma ‘simples inauguração’ até os radialistas informarem o número de fieis previstos para a inauguração. Para piorar a situação estava chovendo muito, as horas passando e não saíamos do lugar, as notícias só pioravam.. ‘os fiéis estão destruindo os alambrados e atravessando no meio da rodovia’ … ‘milhares de ônibus estão parados na rodovia impedindo o acesso ao aeroporto’. Sério, era difícil acreditar, parecia uma piada!

Meu sogro resolveu sair do carro para ver se o transito melhorava mais pra frente, ficamos no carro com o cunhado do meu namorado até que passa um ser debaixo de chuva com um mala, estava claro que o coitado também estava tentando chegar ao aeroporto. Não pensamos duas vezes e fizemos o mesmo, agora vocês imaginam… Já viram mala de mochileiro? Pois é, andamos debaixo de chuva com malas muito pesadas em uma distância que já não me recordo mais, só sei que era muuuuuuuito longa e muitas outras pessoas fizeram o mesmo para não perderem seus voos.

Quando estávamos ‘próximos’ ao aeroporto deu pra entender melhor a situação, MILHAAARES de ônibus impedindo o acesso e muita gente na pista e NENHUMA polícia ou qualquer coisa do tipo coordenando toda aquela palhaçada, um verdadeiro caos! Foi aí que depois da entrada que as pessoas iriam para a igreja (uns 3 minutos de carro até o aeroporto) estava tudo livre, olha que raiva! Ali encontramos meu sogro e pegamos um taxi, no meio do caminho, também encontramos um guri (Alexandre, o china)  do mesmo voo fazendo a mesma coisa que a gente.

O check-in era até as 16 horas, adivinham que horas chegamos? 16:05. Quando cheguei próximo ao balcão de embarque da cia aérea a mulherzinha estava saindo, fui correndo, desesperada, descabelada, molhada falar com ela e seu nome era grosseria. Ela foi super grossa, não entendeu nossa situação e não nos deu nenhum suporte para remarcarmos o voo ou qualquer coisa do tipo, simplesmente nos ignorou! Chegou o Alexandre, o china e também foi lá junto com a gente  mais uma vez tentar resolver alguma coisa com a porcaria da Aerosur, mais uma vez nos ignoraram. Fui até a Anac e depois Poder judicial, alguém precisava resolver nosso problema! Até aí já tinha juntado mais gente do mesmo voo, os casais Vinicius e Paloma e Flávio e Thaís. Só dor de cabeça e ninguém resolveu nada, que belo começo de ano e de viagem não? Milhares de pessoas perderam seus voos e suas respectivas cias aéreas estavam dando suporte a todos, só a nossa que não!

Tenho que confessar meu ódio pela igreja que resolveu fazer sua inauguração sem estrutura nenhuma e claro também a prefeitura de Guarulhos que permitiu tal inauguração sem organização e nenhum suporte. Sem contar que meu sogro foi atropelado por um dos fieis (não foi nada grave e já passa bem), não consigo medir o nível de absurdo que foi toda essa manifestação religiosa. Voltamos pra casa morrendo de dores e mega estressados, no dia seguinte fomos até o escritório da Aerosur resolver o problema, nós e todo mundo que perdeu o voo. Para nossa sorte o pessoal lá não foi grosseiro e entendeu toda a situação, remarcaram passagens sem cobrar nenhuma multa e ainda disseram ‘Não adianta nós aqui tratarmos vocês bem e os funcionários do aeroporto não’  e aí abrimos uma reclamação, é claro.
Nada acontece por acaso, considerei como um ‘não era pra ser’ pelo menos a gente conheceu esse pessoal legal que citei os nomes  com roteiro parecido com o nosso, que seguiram viagem junto com a gente, menos o china que não apareceu no escritório da Aerosur e ninguém soube noticias dele (só depois hahaha).
Queríamos aventura, mas não assim né! Pelos menos conseguimos embarcar depois e o resultado vocês verão nos próximos posts.

2

O por do sol chileno, as lhamas e alpacas, a neve do Chacaltaya, a imensidão do Salar de Uyuni e as boas energias de Machu Picchu.


Nós, Brasileiros, não temos problemas em apertar mãos, abraçar ou dar dois beijinhos. Não achamos que qualquer estrangeiro possa ser um potencial terrorista membro da Al-Qaeda. Não ganhamos em dólar ou euro e temos plena consciência  do valor de cada real economizado. Sabemos que o nosso país não pula carnaval 365 dias ao ano, que não bebemos caipirinha em todas as refeições, que os homens não passam o dia jogando futebol, que as mulheres não vivem o cotidiano seminuas, que a selva não fica a 5 minutos da nossa casa. Definitivamente, não somos gringos, especialmente em nosso continente.
– Guia Criativo para O Viajante Independente na América do Sul



//You Might Also Like

//12 Comments

  1. Michele Zanusso

    fevereiro 2, 2012 at 8:11 pm

    Nossa Taís, só com esse 1° post já fiquei emocionada com sua aventura e de seu namorado *–* sério, se algo de "errado" acontece é porque realmente não era pra acontecer, e mesmo com alguns desconfortos emocionais e físicos é sempre algo bom pra se levar na vida, acredito muito nisso.
    Esperando por novos posts do seu mochilão pra alimentar mais ainda meus sonhos em conhecer o mundão que há lá fora. beijo Mic

  2. Larissa Ayumi

    fevereiro 2, 2012 at 9:29 pm

    Nossa mas que chato isso que aconteceu. É mesmo muito chato esses funcionários mal educados e grosseiros, mas é o que eu digo, gente assim não vai pra frente 😛
    Sério, cada foto que você postava pelo instagram eu estava olhando, as paisagens são mesmo de tirar o folêgo, fora a experiência de conhecer novos lugares e pessoas. Uma pena meu namorado fazer parte do time dos "frescurentos", mochilão ele não topa rs.
    Ansiosa pelos próximos posts!

  3. Ed

    fevereiro 3, 2012 at 2:49 pm

    hahaha Isso que é emoção logo no primeiro dia, ein. Mal posso esperar pelo que vem! 😀

  4. Camila

    fevereiro 5, 2012 at 12:16 am

    Sim, é muito legal ver a evolução de uma criança 🙂
    Caramba que sonho, você viu Machu Picchu de pertinho *-* Eu tenho que ir ai antes de morrer *0*
    Adorei essa sua iniciativa de compartilhar suas experiências nessa viagem.
    Apesar de todo o seu sufoco, o que importa é que valeu a pena né? Muito legal mesmo, espero ansiosa pelo próximo post xD

  5. Alexandre

    fevereiro 7, 2012 at 12:59 pm

    These are not hard times for dreamers.

    Anytime is a good time for you, my favorite dreamer of all. And I’m pretty sure you can go anywhere your imagination leads you.

    You believe in yourself, and it’s more than enough to spread your wings and fly to the universe. =]

    Você me inspira.

  6. .

    março 2, 2012 at 6:02 pm

    Eu sempre achei a américa do sul facinante, e acho que os brasileiros deveriam dar mais valor ao que tem por aqui mesmo, tem lugares incriveis!
    E a falta de educação dos atendentes, seja no aeroporto ou em qualuquer outro lugar por aqui me deprime, e ultimamente eu já tava vendo isso como um sinal de que eu tenho que ir embora mesmo. Eu sei que não são todos assim mas dá um desânimo né? Ninguém consegue resolver nada…
    Mas é bem como tu disse e como eu te disse nesse dia que tudo deu errado, não era pra ser mesmo!
    E no fim deu tudo certo e foi uma viagem incrivel né 😀 E eu não acredito que só agora vou ler sobre como foi toda essa viagem incrivel..

  7. Yumi

    março 2, 2012 at 6:04 pm

    Esse . disse sou eu! hahahaha google estranho.

  8. Jess Lice

    outubro 18, 2012 at 1:19 pm

    Nossa, descobri seu blog e comecei a ler os posts da viagem porque adoro America do sul, ate me surpreender com esse desabafo.

    Moro em Guarulhos e sei bem dessa igreja. Nem me fala >.< só dá B.O.! ehehehe

    eesse dia eu pensei que o mundo ia acabar, sério… rs

  9. brunna ♥

    outubro 24, 2012 at 8:20 pm

    estou planejando a minha pra julho do ano que vem e adorei seu depoimento e fotos 🙂

  10. Sucre – e a aventura começa! – Nýr Dagur

    setembro 17, 2016 at 3:48 pm

    […] voo remarcado (depois daquela confusão toda de inicio, veja este post aqui) era às 04 da manhã, ERA mesmo..,Teve um pequeno atraso e saímos já quase às 06, parecia […]

  11. Salar de Uyuni – Nýr Dagur

    setembro 18, 2016 at 12:03 am

    […] mundo mesmo! Lá encontramos o Alexandre china (que também estava na confusão do voo, expliquei aqui) na porta da agência, foi muito engraçado e ele também estava procurando um tour. No nosso […]

//Leave a Reply