Mostar, um destino imperdível na Bósnia e Herzegovina

Assim que cheguei na rodoviária de Mostar (vindo de ônibus de Kotor, em Montenegro), já senti que iria viver uma experiência completamente diferente do que já tinha vivido antes. Quando entrei no banheiro da rodoviária e vi que o ‘vaso sanitário’ era um buraco no chão, aí não tive dúvidas mesmo.

Mostar e a Bósnia e Herzegovina num geral, te mostram ainda mais como esse nosso mundo é diverso. E que, essa diversidade, pode ser incrivelmente encantadora. A Bósnia e Herzegovina é um país com uma grande mistura de culturas, grupos étnicos e religiões. E acredito que vocês devam se lembrar também de coisas como a ex-Iugoslávia e a Guerra da Bósnia. E os motivos que me levaram a querer conhecer tanto esse país e principalmente essa cidade foram justamente esses, pela sua história e pela sua diversidade cultural.

Era a minha primeira vez visitando um país que a religião predominante é o Islã. Foi aquele mix de sentimentos de não saber muito bem o que experar. Mas, eu estava muito curiosa e feliz pela oportunidade de finalmente estar lá. E já vou logo adiatar: superou todas as minhas expectativas. ♥

IMG_0225Para absorver  e entender melhor tudo que você verá, é importante conhecer um pouco da história do país e das pessoas que ali vivem.

O país é dividido entre etnias e religiões. E cada uma dessas etnias é ligada à uma religião diferente: os croatas da Bósnia e Herzegovina seguem a igreja católica romana. Já os sérvios da Bósnia e Herzegovina seguem a igreja ortodoxa sérvia. E os Bosníacos seguem o islamismo. Imaginem que mistura! E o tanto que esse povo já num sofreu na guerra pra viverem em paz todos juntos no mesmo lugar, cada um com suas crenças, seus costumes e suas visões políticas.

50% da população do país é mulçumana e o os outros 50% se dividem entre os demais. Sendo em segundo lugar a igreja ortodoxa, depois a católica e então ateus e outras religiões.

Como a maioria é mulçumana, confesso que fiquei um pouco perdida se eu precisaria prestar atenção na minha roupa, ter que cobrir os ombros, aquela coisa toda. Mas perguntei só pra ficar tranquila e me falaram que lá eles não têm essas restrições, já que o país é essa mistureba toda. Logicamente, ao visitar certos lugares como as mesquitas, você tem que seguir as regras de vestimentas.

IMG_0179IMG_0186

Chegamos bem cedinho na cidade e como tívemos que esperar pra fazer o check in no hostel, aproveitamos pra andar pelo centro de Mostar antes de ficar abarrotado de gente.

Foi bom andar por aquelas ruelinhas na calmaria das primeiras horas do dia. Um cachorrinho muito simpático nos seguiu por todos os lugares, ele foi com a gente até o rio Neretva e até nadou por lá, enquanto apreciávamos a ponte.

IMG_1526IMG_1524IMG_0205IMG_0193IMG_0188

A ponte é a icônica Stari Most (Ponte velha), construída no século 16 pelos Otomanos e destruída em 1993 pelas forças militares croatas nos conflitos da guerra croata-bosníaca (também parte da Guerra da Bósnia). Ela foi reconstruída e inaugurada novamente em 2004.

A reconstrução dessa ponte foi um momento muito importante na história, ela simboliza a união e a paz entre as religiões e os grupos étnicos que vivem em Mostar. Stari Most é mais que uma simples ponte bonita, ela carrega um significado muito forte pra Bósnia e Herzegovina.

Você verá as marcas da guerra por todos os cantos e é difícil passar despercebido do ‘don’t forget 93’, que está escrito em vários lugares da cidade. É forte e chega a me arrepiar só de lembrar. Impossível não ficar tocada por tudo aquilo. Uma coisa é ler sobre as guerras, outra é estar ali caminhando pelas ruas que elas aconteceram e ainda poder ver suas marcas.

Faltam palavras pra descrever o quão sensacional foi essa experiência de visitar Mostar.

IMG_1516IMG_1520IMG_1527

Mostar é considerada a cidade (ou uma das) mais quente dos Balcãs. E eu descobri isso da pior maneira possível, já estando lá com aquela quentura toda logo pela manhã. Fez entre 40-43 graus enquanto estávamos na Bósnia, era difícil ficar caminhando por muito tempo.

Tiramos a parte mais quente do dia pra ficar no hostel descansando no ar condicionado. E assim na parte da tarde, quando as coisas estavam abertas, fomos explorar mais da cidade.

Mostar tem uma forte influência otomana, com lojas e feirinhas turcas. Ainda não estive na Turquia, mas acredito que seja uma vibe muito parecida, até cheguei a ver uma bandeira da Turquia mesmo. Eu adorei ficar olhando o comércio, tem cada coisa linda e eu tive que me conter pra não sair comprando tudo. Até porque sempre viajo naquele esquema ~pack light~ e não tenho muito espaço na bagagem. Mas fica aí o aviso, é super tentador, coisas lindas e muito baratinhas!

IMG_1548IMG_1549 IMG_1551IMG_0257 IMG_0261IMG_1557

Além de caminhar pelas ruas de Mostar, outra coisa que eu queria muito fazer na cidade era visitar uma mesquita. Já mencionei várias vezes aqui no blog que não sou uma pessoa religiosa, mas eu gosto de visitar esses tipos de lugares pela experiência, seja igrejas, templos etc. Tenho muito respeito e curiosidade de visitar esses tipos de lugares, ainda mais quando eles possuem uma arquitetura tão bonita ou representam algo histórico.

E assim escolhi visitar a mesquita Koski Mehmed Paša. Eu nunca tinha visitado uma mesquita antes, essa era pequena, mas por dentro era bem bonita, cheia de detalhes.

IMG_1517IMG_1555IMG_0210 IMG_0212 IMG_0220

O que me levou a escolher a Koski Mehmed Paša, foi que dá pra subir no topo dela e ter a vista mais linda pra Stari Most e dos arredores. As escadas são bem estreitinhas pra subir e lá de cima a vista é sensacional, ficamos um tempinho apreciando. Que demais!

E ah, paga-se pra entrar na mesquita, não lembro exatamente quanto foi, mas foi bem baratinho (como tudo na Bósnia).

IMG_0230IMG_0229IMG_1540IMG_1533IMG_1529IMG_1545IMG_1534

Ainda no complexo da mesquita, dá pra ir até um ”terraço” pra ter outra visão legal da Stari Most. Não dá pra cansar de tirar fotos dessa ponte e dessa cidade tão bonita! ♥

ADZZ0419IMG_0242 IMG_0246

Quando eu entrei não me falaram nada que eu teria que me cobrir, só que eu vi que tinha um cestinho com alguns véus e panos variados. Acabei não perguntando, mas como tinham outras mulheres vestidas do mesmo jeito que eu entrando sem (e também não falaram nada pra elas), fui do jeito que eu estava mesmo, acredito que seja tranquilo. Nessa mesquita eu tenho quase certeza que as vestimentas são exigidas só pra mulçumanos, mas posso estar errada.

Outro lugar que vale a pena visitar em Mostar é a War Photo Exhibition, custa apenas 3 euros.  Fica na torre Helebija, bem na Stari Most, não tem como errar.  Esse museu mostra as fotos documentadas por Wade Goddard, um fotógrafo da Nova Zelândia que chegou em Mostar no começo da guerra em 1992. Nas fotos podemos ver um pouco de como foi difícil a vida durante aqueles tempos. Além das fotos, também dá pra ler relatos e mais sobre os conflitos.

IMG_0265

De lá dá pra ter uma visão bem de cima da Stari Most. O legal é que peguei bem a hora que um cara ia pular! É bem famoso esse diving na Stari Most, todo ano rola uma competição e também o Red Bull Cliff Diving acontece por lá. Esse mergulho é considerado de risco e apenas mergulhadores profissionais se arriscam.

IMG_0271

No fim da tarde, recomendo fortemente um jantar em um dos restaurantes as marges do Neretva. Quer dizer, eu como vegetariana não tive lá muita sorte com a comida na Bósnia, tem opção sim, eu só não gostei muito. Mas o que gostei mesmo foi sentar ali e observar o cair da noite, tomando alguma coisa pra refrescar.

Em Mostar você não só vai ver, como também vai ouvir a mistura que já tanto falei que é nessa cidade, você vai ouvir sino de igreja, como também a chamada pra oração (é Azan que fala?) das mesquitas. E o momento mais marcante que ouvi um desses Azan, foi nesse momento do jantar. As pessoas que circulavam pela ponte pararam pra olhar em direção a mesquita, tive a impressão de que ficou tudo em silêncio e só se ouvia esse chamado/canto, confesso que foi bem bonito presenciar aquilo com aquela vista. IMG_0276

(Lembro que compartilhei nos stories no meu Instagram esse momento e se você me segue por lá, consegue acompanhar também essas coisinhas das minhas viagens) ♥

Já à noite, fomos conferir um bar dentro de uma caverna, que fica ali mesmo no centrinho de Mostar. Dá pra ver fácil umas placas apontando pro bar como ”The Cave”, mas acho que o lugar se chama Ali Baba’s cave ou algo do gênero.

E que bar maaaaaaais legal, sério, amei muito. É realmente dentro de uma caverna e é muito bonito lá dentro. Mesmo que você não queira ficar lá, vale a pena entrar só pra ver como é. Chegamos muito cedo e estava vazio, um funcionário falou que o fervo começa só lá pra meia noite, mas o cansaço e a programação do dia seguinte nos fez voltar pro hostel bem mais cedo.

O que mais amei também, além do lugar em si, foi que não estava tocando aquelas músicas super populares que costumam tocar em bares e baladas, tipo esses hits pops mais famosos no mundo inteiro. Estava tocando umas músicas num estilo meio ~árabe/música do ventre~… Meio novela O Clone! E socorro, me deu a maior vontade de fazer a Jade naquela pista de dança. hahaha.. Fica pra uma próxima!

IMG_0284

Foi muito especial ter visitado Mostar, diferente de qualquer outra experiência que eu já tenha vivido antes. A Bósnia e Herzegovina era um dos países que eu estava mais ansiosa pra conhecer da minha EuroTrip de verão. E eu me surpreendi, foi melhor do que eu imaginava.

No dia seguinte, fomos conhecer outros cantos lindos do país e que vou compartilhar aqui em outra postagem.

E vocês, já pensaram em visitar Mostar antes? Muita gente faz bate-volta pra lá saindo da Croácia, mas garanto pra vocês que vale a pena ficar um pouquinho mais e explorar os arredores. A Bósnia é encantadora!

Comments

  1. Que maravilhoso! Nesse verão Mostar apareceu várias vezes no meu feed, acho que além de você outras 3 pessoas que eu conheço foram pra lá. Eu nunca tinha ouvido falar, e fiquei encantada. Alias, esse seu storie do chamamento pra oração foi lindo mesmo!! E suas fotos Taís.. sei que to chovendo no molhado porque eu falo isso quase todo post, mas elas transportam a gente! Maravilhosas demais.

    • Ah, Gabi e eu fico aqui toda com o coração cheio de amor por receber esses elogios. Obrigada mesmo <3
      E é legal saber que as pessoas estão indo explorar mais desses lugares ''desconhecidos''.. Mostar sem dúvida alguma vale muito a pena visitar.
      🙂

  2. Eu tô tão encantada com seu post. Eu quero visitar lugares assim, esse é o meu sonho de viagem um dia <3 Amei todas as histórias, as fotos, a mesquita, o bar na caverna. Simplesmente maravilhoso ler seu "diário de viagem", todos os detalhes. Obrigada por compartilhar conosco <3

    • Ah, eu que agradeço por esse comentário tão querido, Juliana. Obrigada! 🙂
      E espero que você consiga realizar esse teu sonho de viagem :*

  3. Que lugar lindo, Tais! Minha foto favorita é a vista do alto da mesquita, com a ponte no meio! Como sempre amei conhecer mais um lugar pelos seus olhos e espero poder visitar um dia também!
    Beijos

  4. Arrasou muito nas fotos! Fiquei ainda com mais vontade de visitar a Bósnia, até porque eu lembro de ver na TV notícias sobre o conflito de 93. Que bom que hoje todas as etnias convivem em paz.

    • Obrigada, Ale!
      Acho que 100% na paz é difícil, eles devem se estranhar sim, mas com certeza vivem beeeeeeeeem mais pacificamente do que há uns anos. Já é um super avanço, né? 🙂

  5. Wow! Não tinha noção que lá era essa mistura de culturas! Ainda tenho tanto a conhecer da Europa e afins, espero poder fazer isso muito em breve!!
    Fotos lindas!!

    bjão!

Trackbacks

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Instagram @nyrdagur

© 2018 Nýr Dagur · by MinimaDesign