Gastronomia

Mudança alimentar

Foto por Tapas na Língua

Há 3 meses mudei minha alimentação, pensei que seria mais difícil, mas estou me adaptando super bem. Desde que me entendo por gente nunca fui um ser muito carnívoro, eu comia carne sim, mas não era em excesso e nunca gostei muito, sempre comia muito pouco e comia pela educação alimentar que eu sempre tive ou porque eu ‘tinha’ que comer. Quando a família decidia ir em alguma churrascaria, eu sempre dava prejuízo, comia uns 2 tipos de carne e olhe lá. Sempre comia mais frango e peixe, carne vermelha era bem pouco.
Tentei várias vezes mudar minha alimentação e não tive muito resultado, uma vez viajei com a família para São Thomé das Letras e lá passamos 1 semana em uma fundação que a base da alimentação era vegetariana, tudo que comíamos era plantado e feito por eles, foi muito bom! Quando voltei eu não consegui comer carne por um tempo e achei que aí eu conseguiria mudar.
Nunca me senti muito bem comendo carne, a sensação de estar comendo um animal  é….Triste, sabe? A gota d’água pra mim foi quando eu estive na Bolívia, nos aventuramos na comida local e experimentamos carne de lhama, não gostei muito da carne e sempre que encontrava com uma lhama pelo caminho eu não parava de pensar sobre isso. Passamos também em alguns mercados populares lá, e o cheiro de carne e tudo aquilo era muito nojento, imagina comer um cadáver? É mais ou menos por aí. Entre outros motivos mais que também me fizeram mudar minha alimentação, não só por ‘nojinho’ a carne. É bom pra mim em todos os sentidos, meu corpo e meu espírito agradecem. E o tanto de animais que sofrem todos os dias para virarem comida de humanos também.

Mudar a alimentação não é uma coisa fácil, muitas pessoas ficam doentes com essa mudança e desistem. Eu também tinha receio de mudar e não dar certo, sou fraquinha com essas coisas e eu tinha certeza que acabaria doente também. Para minha surpresa está tudo dando certo, estou substituindo os alimentos e aos poucos tentando novas maneiras, não é uma mudança radical que vai fazer efeito, acho que aos pouquinhos e com força de vontade tudo acaba dando certo. A primeira mudança é em você, só o fato de você querer essa mudança pra sua vida já é um grande começo.

Eu ainda estou comendo peixe e ovo, pretendo parar com os dois ainda este ano. Não vou exigir tanto assim de mim, como eu disse anteriormente, esse tipo de mudança tem que se fazer aos poucos. Confesso que pra mim, deixar o peixe é a tarefa mais difícil, e aí, existe a comida japonesa para deixar tudo mais complicado. Mas, eu sei que vou conseguir!

No começo é meio ruim. Sair para comer é complicado, as opções são poucas e não muito satisfatórias. Eu demoro mais pra escolher a comida também, tenho que rodar todo o cardápio pra achar algo. Sei que aqui em SP podemos encontrar mais opções de restaurantes que servem comida vegetariana, confesso que não me aventurei ainda por eles, só fui em 1 restaurante do gênero que ficava perto da minha antiga casa, foi lá que eu me apaixonei pela carne de soja.
Por ser mais complicado comer fora, nos resta  comer em casa mesmo, comprar ingredientes e cozinhar. É legal, você pega o gosto pela coisa e cada vez mais fica com vontade de testar novas receitas. Tem bastante variedade, muita gente pensa que não, mas tem! Você não vai morrer de fome.

Sendo assim, pretendo postar aqui também minhas aventuras na cozinha, compartilhar com quem mudou a alimentação, quem pretende ou até mesmo quem quer provar de uma receita nova, talvez até incentivar as outras pessoas a mudarem seus hábitos alimentares. Hoje em dia muito mais gente está mudando e isso é muito bom. Calma, eu não vou ficar aqui fazendo campanhas ou lavagem cerebral em vocês, só vou dar dicas e postar algumas receitas que eu testei e que ficaram boas. Acho que isso está na consciência de cada um saber o que é certo ou errado e o que te faz bem, o que tem mais sentido na tua vida.

Não é o bicho de sete cabeças, se você tem vontade de mudar, acredite!
E tem muita comida gostosa e várias receitas a serem exploradas.

//You Might Also Like

//17 Comments

  1. Patricia

    fevereiro 23, 2013 at 1:00 am

    Eu reduzi beeem o consumo de carne nos últimos tempos. Tenho consumido mais peixe e frango. Consegui fazer uma promessa de mais de 2 meses sem carne vermelha e daí nem me lembro da última vez que consumi carne vermelha. Porém, não pretendo deixar de comer peixes e ovos. Vc tb vai deixar de tomar leite e derivados?
    bjss e espero q vc consiga!!

  2. Larissa Ayumi

    fevereiro 23, 2013 at 2:51 am

    É sempre bom fazer mudanças que a gente sabe que é o que a gente realmente quer em nossas vidas. Parabéns pela atitude, e que tudo dê certo aí! 🙂

  3. Chris Ribeiro

    fevereiro 23, 2013 at 12:48 pm

    Engraçado que cada vez mais vejo que há pessoas que não veem a carne como sendo objeto de louvor. Eu nunca dei muita bola para ela, tanto que na minha vida fui apenas uma vez numa churrascaria e assim como você, dei prejuízo pelo baixo consumo. Costumo dizer que o cheiro da carne é mais atraente que o sabor e sua textura.
    Ultimamente, ando repensando mais sobre a questão da ingestão e talvez eu também tente tirá-la aos poucos da minha alimentação. Ando lendo algumas coisas sobre, se quiser te passo, que explicam um pouquinho sobre a questão da proteína no nosso corpo e como buscá-la em outros alimentos, que vem me mostrando que o vegetarianismo não é um bicho de sete cabeças.
    Boa sorte na sua jornada e vá postando sobre ela aqui (:

    beijos e bom final de semana!

  4. Tyele

    fevereiro 23, 2013 at 1:37 pm

    Fiz um post sobre isso essa semana também.. agora também estou atrás de receitas novas e deliciosas! Realmente opções são o que não faltam!

    O meu maior problema vai ser sair para comer.. aqui na minha cidade não tem muita opção para vegetarianos..então…

    Vou conferir suas dicas e receitas sempre…
    Beijos
    http://dreamingtielle.blogspot.com/

  5. Ju Maria

    fevereiro 24, 2013 at 2:23 pm

    Nunca fui em São Thomé das Letras, mas tenho curiosidade de conhecer, pois falam que este lugar é mto bonito.
    Caso vc tenha dúvidas sobre sua alimentação, procure pelo nutricionista.

  6. Thay

    fevereiro 24, 2013 at 3:39 pm

    Tenho uma amiga vegetariana, acho que ela está nessa há uns seis anos. No começo parece que teve um caso leve de anemia, mas substituindo a carne pelos alimentos certos ela conseguiu se manter sadia sem ingerir carne. Também não sou a louca da carne: como, mas bem moderadamente. Gosto de uma picanha bem passada e de um filé bem fininho, mas fora isso, não como muito. A verdade é que sou bem chatinha pra comer, haha! E compreendo seus motivos para se tornar vegetariana, e por vezes pensei nisso também. Mas mesmo não comendo tanta carne, acho que vez ou outra eu burlaria as regras. Então eu continuo comendo carne, mas bem pouquinho. Se como carne duas vezes na semana já é muito.
    Beijo!

  7. Scarlat Assunção

    fevereiro 24, 2013 at 3:45 pm

    maravilha *-* Faz 4 meses que deixei de comer carne por definitivo e também achei uma adaptação bem fácil! (:
    Também tenho tido boas aventuras na cozinha, pretendo compartilhar algumas coisas no blog *-* espero ver suas receitas por aqui haha <3
    Beijos lindeza! (:

  8. Pablo

    fevereiro 24, 2013 at 3:50 pm

    Realmente admiro essa iniciativa de ser mais saudável! Tenho sido forçado à não comer nada de "errado" ultimamente. Meu estômago simplesmente tem se recusado à digerir qualquer coisa com muita gordura ou açucar! :S

  9. Luane Silvestre

    fevereiro 24, 2013 at 6:39 pm

    Oi, Taís! Acho muito bonita essa iniciativa. Eu penso em me tornar vegetariana um dia, até porque, como você, nunca liguei muito para carne vermelha e como mais frango e peixe e, bem, poupando ou não os pobres animais, pelo menos eu estaria fazendo minha parte e livrando minha consciência. Tenho receio porque também sou "fraquinha", mas seu post me encorajou um pouco mais.

    Ah, te indiquei para o meme "Laço de Incentivo à Leitura" lá no meu blog: http://ledisperser.blogspot.com
    Sinta-se convidada 🙂

    Beijos

  10. Bea Nascimento

    fevereiro 24, 2013 at 10:31 pm

    Legal… Eu quero muito ser vegetariana, mas 1: adoro carne. 2: minha família também adora carne. Eu sei que é mais saudável e a sensação de comer um cadáver é horrível, quando eu paro pra pensar… Só que é difícil quando se tem 14 anos e come as comidas que seus pais mandam XD Sou boa de prato, como de tudo, menos carne a milanesa e a parmeggiana. Acho ruim ¬¬ E também prefiro peixe e frango, mas acho que preciso ir tirando da minha alimentação aos poucos… Vou me inspirar em você.

  11. Camila Faria

    fevereiro 25, 2013 at 12:43 pm

    Acho que está ficando cada vez mais fácil encontrar opções de restaurantes vegetarianos ou mesmo pratos vegetarianos em restaurantes tradicionais. Aqui no Rio tem ficado cada vez mais comum. Acho ótimo, adoro comida vegetariana, vegan e, ao contrário do que muita gente pensa, são pratos cheios de sabor e muito interessantes.

    Eu sou super carnívora e não conseguiria parar de comer carne. Ao contrário de você, comi carne de Alpaca no Peru e achei deliciosa. 🙂

  12. Lilikaaa

    fevereiro 25, 2013 at 1:17 pm

    Oi, Taís!
    Eu não gosto de carne vermelha. Tipo, nem é questão de dó dos bichinhos, nem nada, só não gosto muito do gosto. Minha aliemntação se baseia em frango, esse eu gosto MESMO, não penso em parar. Mas carne bovina até faz mal pra mim…
    Até que eu não acho difícil comer refeições vegetarianas, gosto bastante, inclusive.
    Força aí nessa nova jornada 🙂 beijo!

  13. Tany.

    fevereiro 26, 2013 at 5:21 pm

    Adorei a tua idéia de cortar tudo se pra ti não é necessário. Não sou muito fã de frango nem peixe, só em comida japonesa, mas amo carne. Se eu pudesse, seria vegetariana facilmente porque adoro carne de soja também e gosto de vegetais e etc. É só o costume mesmo.. mas hoje em dia já como bem menos e espero ir continuando assim. 🙂

    Boa sorte e estou ansiosa para as receitas e tudo mais.

    http://www.paleseptember.com

  14. ingrid

    fevereiro 27, 2013 at 3:10 pm

    Eu to na vibe de mudança alimentar mas nao sobre questoes de vegetarianos etc, mas sim por conta do sobrepeso, to 12 kgs a mais do meu peso ideal.. e vc nao tem ideia de como isso está interferindo na minha vida sabe.. me deprimi demais.. to evitando sair.. tá meio pesado.. espero q vc se saia bem nessa nova aventura e no gulab acho q devem ter receitas otimas pras sua nova fase!!

    beeeijos

  15. Aline

    março 8, 2013 at 2:26 pm

    Admiro enormemente a sua força de vontade para mudar. E se é isso que você acredita, vai fundo mesmo. O post ficou bastante inspirador. Parabéns e boa sorte. Gostei da ideia de me deparar com uns pratos vegetarianos por aqui 🙂

    Beijo!

  16. ace aceleron

    outubro 25, 2013 at 2:23 am

    Meninas, o que eu tenho verificado em todos os comentários é uma coisa chamada apego. Não me refiro só a carne, mas a qualquer produto de origem ou que contenha pedaços de animais. Isso é causado por essa falsa sensação de "prazer" que esse gosto artificial cheio de química de laboratório faz com seu subconsciente e você fica apegada(o), escrava(o) disso. Eu fui usuário de todos estes produtos de origem animal no passado. Mas quando eu "acordei" e resolvi tornar-me vegano verifiquei que essas coisas são dispensáveis, que só fazem mal e destroem a min e os outros. Quando isto é percebido, você se liberta e percebe que pode continuar a viver bem melhor sem colocar "morte" em sua refeição.
    Meninas, não se deixem escravizar por um apego ou desejo seja no que for, não se apeguem a gostos, roupas, namorados, etc. Não busquem a felicidade nas coisas, busque dentro de vocês. Sejam realmente livres. Façam a vida ser mais simples e perceberam que tudo o demais se resolve.

    abraço.

  17. Tui

    novembro 22, 2013 at 8:03 pm

    Tu continua sem comer carne? Espero que sim, Pq faz uma diferença muito grande na vida da gente. Sem esquecer que peixe é bicho também e sofre do mesmo jeito, né?
    Eu sou vegetariana há 5 anos, não como nenhum tipo de carne, de jeito nenhum, e foi a melhor coisa que eu fiz na vida!
    beijo

//Leave a Reply