Europa, Viagens

Os encantos de Leipzig, na Alemanha

Sabe quando você vai visitar um lugar sem expectativa nenhuma e acaba se apaixonando completamente? Foi exatamente o que aconteceu comigo em Leipzig.

Eu não sabia muito bem o que esperar da cidade, fui com sentimentos bem neutros, sem me preocupar no que eu iria encontrar por lá. O motivo da minha viagem até Leipzig foi pra ver um show, como já falei nesse post sobre a combinação perfeita entre Viagem & Música. E o mais curioso é que, de fato, Leipzig é conhecida na Europa como a cidade da música.

Com o foco no show, eu não montei exatamente um roteiro do que fazer na cidade. Meu plano era simplesmente andar sem rumo e fazer o que desse na telha – e foi assim que o plano de ficar um dia acabou se estendendo para dois.

Processed with VSCO with a6 preset

Leipzig é a maior cidade do estado da Saxônia e vem atraindo cada vez mais visitantes. Hoje em dia ela é considerada como ”a nova Berlin” ou “Hypezig”, um lugar que mistura uma atmosfera jovem e antiga ao mesmo tempo. Uma cidade com muita história pra contar, marcada por eventos importantes na reunificação da Alemanha. Muitos grandes nomes  da literatura e da música já passaram por lá, como Sebastian Bach e Goethe.

Outra coisa importante também, é a Universidade de Leipzig. Que atrai estudantes de toda Alemanha e do mundo. Ouvi dizer que ela é referência em estudos de Línguas. Até Goethe já estudou por lá. Leipzig cresceu bastante depois da universidade e começou a se destacar mais culturalmente.

A faculdade é muito bonita – e sim, parece uma igreja, porque era uma igreja antes.

Processed with VSCO with a6 preset

IMG_0168IMG_0167

Toda essa mistura de história, literatura, música e cidade universitária fazem com que Leipzig seja uma cidade muito incrível e legal de se visitar. Amei e não foi pouco. ♥

Se você estiver em Berlin, vale muito a pena ir até lá, nem que seja por um dia, já que é uma viagem relativamente curta e também, barata! Peguei um ônibus de Berlin até Leipzig com a , uma empresa que tem tarifas maravilhosas (vale a pena conferir!), paguei menos de 20 euros pela passagem ida e volta. O ônibus sai do ZOB (Terminal central de ônibus de Berlin) e a viagem dura 2 horas.

O ônibus te deixa na Goethestraße, que fica bem ao lado da estação central de Leipzig, que é considerada a maior estação ferroviaria da Europa. Lá dentro funciona também um shopping center, com várias opções de lojas e lugares para comer, pelo pouco que eu pude ver.

Processed with VSCO with a6 preset

IMG_0162

Meu hostel ficava localizado na região do centro antigo e foi bem perto de ir andando. Para minha sorte, no meu caminho de Berlin até Leipzig, conheci uma espanhola no ônibus que estava indo visitar um amigo que morava na cidade. Os dois me ajudaram a achar o hostel e além de tudo me levaram pra passear.

Fiquei no Five Elements (isso não é publi) e este com certeza foi o melhor hostel que fiquei em questões custo-benefício. Eu paguei apenas 12 euros a diária em um quarto compatilhado (acho que era de 8 camas). Tudo bem novo e limpo, tinha um banheiro privado no quarto e era enorme. O chuveiro era maravilhoso, desses que você entra e sai renovada – e o melhor de tudo, era desses que você não precisa ficar segurando a ducha . É muito comum na Alemanha e em outras partes do leste da Europa ter esses chuveiros que você tem que segurar, pra mim é um trabalhão na hora de lavar meu cabelo, que é enorme.

No centro de Leipzig é muito interessante que os prédios meio que se interligam por umas passagens e acabam servindo de galerias, achei bem legal. E inclusive, o acesso até o hostel era por uma dessas passagens.

Processed with VSCO with a6 preset

IMG_0159IMG_0164IMG_0165

IMG_0187

Cheguei muito cedo pras ferinhas de natal, mas já estava tudo montado – vontade enorme de ter ficado mais e tomado um Glühwein!

Durante esta viagem eu entrei bastante no espírito de slow travel, não visitei atrações muito turísticas e não me importei se estava ”perdendo meu tempo” ao ficar horas conversando com locais,fazendo novos amigos,  acompanhada de uma boa cerveja alemã e as deliciosas comidas vegetarianas que a cidade oferece. É maravilhoso desacelerar e aproveitar o lugar como se você estivesse morando ali e não com uma listinha de lugares obrigatórios para você bater seu ponto.

Se eu tivesse mais tempo na cidade eu com certeza teria visitado muito mais coisas, assim, bem na calma. Mas em dois dias aproveitei pra curtir mesmo a atmosfera gostosa que Leipzig tem.

Apreciei sua linda arquitetura, muita gente que viaja  bastante pela Europa diz que chega um ponto que parece tudo mais do mesmo, mas mesmo com suas similaridades, eu continuo me encantando por uma arquitetura bonita e imponente de uma cidade.

IMG_0177IMG_0186 IMG_0185 IMG_0183

 

Processed with VSCO with a6 preset

IMG_0173

Andei sem rumo pelas ruas, parando pra conferir os músicos de rua que apareciam pelo meu caminho. De certa forma, Leipzig me fez sentir algo muito parecido com o que eu sinto em Dublin. E por vezes, cheguei a comparar as duas cidades na minha cabeça como ”cidades irmãs”. Será que alguém que já esteve em ambos lugares já sentiu o mesmo? Completamente diferentes, mas ao mesmo tempo parecidas. Doido, né?

Comi bem e se você é vegetariano/vegano, Leipzig também não vai te decepcionar.  São várias opções de restaurantes/cafés para nós. E mesmo que o estabelecimento não seja 100% vegetariano/vegano, eles vão ter sim um cardápio com opções. Foi a primeira vez, que entrei em um restaurante que não era vegetariano e tinha um espaço no cardápio para pratos veganos. Isso é muito maravilhoso!

Por ser conhecida como a cidade da música, tem sempre shows muito legais acontecendo em Leipzig. Vale a pena conferir os eventos que estarão rolando pela cidade na época da sua visita. Outra coisa legal também, é que existem tours com roteiro relacionados a música, visitando importantes lugares como casas e locais de trabalho de compositores famosos.

Processed with VSCO with a6 preset

Processed with VSCO with a6 preset

St. Thomas Church – onde fica o túmulo que Bach está enterrado (diz a lenda que é mentira e ele não está lá de verdade, vai saber)

Eu sei que me apaixonei por Colôniapor Berlin e agora me vejo apaixonada por outra cidade alemã.

Leipzig me conquistou de um jeito, que nem sei explicar. Fiquei encantada por tudo e com muita vontade de explorar mais o que esse lugar tem pra oferecer. Tem muito mais coisas pra ver e fazer. Com certeza uma cidade que vou voltar, seja pela música, pela comida, pelas pessoas ou pelas novas experiências.

IMG_0174IMG_0170Bis bald, Leipzig!

//You Might Also Like

//55 Comments

  1. Vickawaii

    janeiro 20, 2017 at 6:05 pm

    Vou ficar repetitiva haha, mas sempre que eu vejo seus posts sobre algum lugar novo eu viajo com você. Além dos lugares propriamente ditos, eu acho super legal que você SEMPRE fala “estava por aí e conheci não sei quem no ônibus / fiz novos amigos em não sei aonde” e eu acho legal mas meio difícil (?) para mim… Daí recentemente eu fiz uma viagem em excursão (ok, era um grupo definido, mas mesmo assim DESCONHECIDOS) e entendi um pouco o que tu quis dizer em fazer amizades no dia por causa dos destinos huaihsiuahiu.

    Beijinhos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    1. Taís

      janeiro 23, 2017 at 1:16 pm

      Oi Vicki, fico super feliz que você viaja comigo pelos posts, que demais! <3
      Hahah pois é, eu sempre que posso tento conhecer pessoas novas nas viagens que eu faço, isso enriquece muito a experiência e deixa a viagem mais legal ainda! 🙂
      Beijos!

  2. Laura Nolasco

    janeiro 20, 2017 at 6:19 pm

    Seus posts são sempre tão deliciosos!
    A cidade parece linda mesmo, dá muita vontade de conhecer! E acho que eu também ia me encantar sempre com a arquitetura dessas cidades… (Bem, em menor escala, as cidades históricas de MG sempre tem arquiteturas parecidas e sempre fico de queixo caído! )
    Beijos!

    1. Taís

      janeiro 23, 2017 at 1:17 pm

      Awn <3
      Siim, uma arquitetura bonita sempre me deixa de queixo caído, não importa se já vi algo parecido antes haha
      Beijos!

  3. Ana

    janeiro 20, 2017 at 8:11 pm

    Ow querida! Me dá um prazer tão grande ler como você escreve com tá tô carinho sobre a Alemanha! Eu sou muito suspeita pra soltar elogios a esse país que escolhi pra morar e que me abraçou tão carinhosamente. É sempre muito bom ler opiniões tão positivas. Eu conheço tantas brasileiras que moram aqui e detestam!!! Infelizmente nunca estive em Leipzig, mas conheço Colônia muito bem e estive em Berlim duas vezes. Já te disse, quando você vier aqui pelo Sul aí é que vai se apaixonar mesmo! Você que gosta de trilhas vai poder se deliciar com paisagens alpinas e cenários de filme. Espero muito que essa tua admiração pela Alemanha só aumente e que os ventos te tragam mais vezes pra cá. Lindo o teu relato! Deu pra caminhar pelas ruas de Leipzig com você.
    Super beijo

    1. Taís

      janeiro 23, 2017 at 1:23 pm

      Ana, sua linda! Sempre fico tão feliz com esses comentários lindos que você deixa por aqui. Alemanha é um país fascinante e eu tenho a leve impressão de que esse amor todo é só o começo. Que ainda vou me apaixonar mais e mais a medida que conhecer outros lugares da Alemanha. E não vejo a hora de poder ir aí te fazer uma visitinha!
      Beijo grande <3

  4. Agness of a TukTuk

    janeiro 20, 2017 at 10:31 pm

    Thanks for an interesting post – the photos are awesome.

  5. KARINE

    janeiro 21, 2017 at 1:20 am

    que arquitetura maravilhosa, Ta! eu nunca tinha ouvido falar sobre essa cidade. na verdade, eu não conheço muito da Alemanha, além do que é mais conhecido por todo mundo, sabe? (além dos fatos históricos, obviamente) tenho começado a ~abrir meus olhos por causa do blog da Ana (cada lugar maravilhoso que ela visita!) e agora, com esse seu sobre essa cidade linda. amei muito <3

    1. Taís

      janeiro 23, 2017 at 1:24 pm

      A Alemanha é um país muito fascinante, Kah, vale a pena conhecer mais, tem cada lugar maravilhoso pra visitar por lá <3

  6. Deisy Rodrigues

    janeiro 21, 2017 at 4:22 am

    Primeiramente amei as fotos, você passou bem esse olhar de caminhar pela cidade com calma, adorei a arquitetura de Leipzig e saber que têm um tour de música, Quando for pra Alemanha vou tentar incluir no roteiro, muito tranquilo saindo de Berlim. Beijos <3

    1. Taís

      janeiro 23, 2017 at 1:25 pm

      A arquitetura de Leipzig é realmente linda! E adicione sim ao seu roteiro, vale super a pena! 🙂

  7. Juliana Rios (Juny)

    janeiro 21, 2017 at 10:55 am

    Os lugares que vamos sem expectativa muitas vezes acabam sendo os melhores! <3
    Nunca tinha ouvido falar dessa cidade, mas só pode ser conhecida como "cidade da musica" já da pra perceber que é um lugar muito interessante.
    Tenho vontade experimentar nas minhas próximas viagens o ritmo slow travel, pq muitas vezes queremos conhecer tudo que o lugar tem a oferecer e acabamos não aproveitando o momento, sentindo o clima da cidade.

    1. Taís

      janeiro 23, 2017 at 1:27 pm

      Concordo, Juny.. esses lugares que a gente não tem muita expectativa acabam nos surpreendendo mais, né?
      Slow travel é muito bom, é uma forma muito legal de viajar e de certa forma, parece muito mais significativa! 🙂

  8. Luciana de Campos Assis

    janeiro 21, 2017 at 6:28 pm

    Que interessante, nunca havia pensado em conhecer Leipzig. Mas confesso que fiquei bem interessada, principalmente pela descrição do clima que a cidade proporcionou. Parabéns pelo post.

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 2:53 pm

      Que legal que ficou interessada, Luciana.. Vale a pena conhecer Leipzig! 🙂

  9. Sonia

    janeiro 21, 2017 at 7:03 pm

    Pronto! Já amo Leipzig mesmo sem ter ido. Sou vegetariana e as vezes sofro quando estou viajando e saber que a cidade tem boas opções para os vegetarianos me deixou bem feliz. Além de ser linda!
    Curiosidade: Qual show você foi ver?

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 2:55 pm

      Sim, Sonia… Leipzig (e a Alemanha num geral, principalmente Berlin) é o paraíso pra vegetarianos, deixa a gente bem feliz mesmo.
      Eu fui ver o show de uma banda norueguesa chamada Wardruna.
      🙂

  10. Paula A.

    janeiro 21, 2017 at 10:43 pm

    Não conheço quase nada de Leipzig, além do fato de ter muito show mesmo! hahah Quando vejo as turnês dos meus artistas e bandas favoritas, sempre tem Leipzig no meio. Adorei passear com você pela cidade através das fotos (amo esses telhadinhos de “escamas”, são tão lindos!). Acho que tá na hora de colocar um show em Leipzig na minha lista…

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 2:56 pm

      Pois é, Paula.. Leipzig tá sempre no meio quando tem shows legais pela Europa hahaha, com certeza você ainda vai dar um pulinho por lá.

  11. Flavia Donohoe

    janeiro 21, 2017 at 11:30 pm

    cada post é uma viagem ao lugar que você visita Taís. Eu passei de ônibus pela cidade e já achei linda, agora mesmo que quero voltar pra conhecer. Realmente a Alemanha é um lugar bem fácil de viajar e tudo é um convite a conhecer mais da cultura e dos locais.

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 2:57 pm

      Verdade, Flavia.. Alemanha é um país incrível e a gente tá sempre com mais vontade de conhecer tudo, né?
      🙂

  12. Camilla Kafino

    janeiro 22, 2017 at 12:52 am

    Que charme. Definitivamente está na hora de colocar a Alemanha nas minhas prioridades. Adorei as fotos, que lugar lindo!! E anotei todas as dicas. Com certeza fará parte do meu roteiro alemão quando eu for 😀

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 2:58 pm

      Alemanha é sem duvida um país que vale a pena conhecer! 🙂

  13. Michela Borges Nunes

    janeiro 22, 2017 at 1:13 am

    Que fotos incríveis!! Esta cidade deve ser mesmo deliciosa. Vamos para a Alemanha agora em fevereiro, pena não dar tempo de dar uma passada por lá. Abraço.

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 2:58 pm

      A cidade é incrível. Espero que aproveite bastante a Alemanha mês que vem 🙂

  14. Katarina Holanda

    janeiro 22, 2017 at 1:25 am

    Que graça de cidade, Taís! Amei a arquitetura. <33 E suas fotos estão cada vez mais lindas. Quero ir pra Alemanha!!

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 2:59 pm

      Muito obrigada, Kat! <3
      E você preciso sim conhecer a Alemanha, é incrível.

  15. Paula Abud

    janeiro 22, 2017 at 2:40 am

    Que cidade linda, Taís! Num lugar desse tem que ser totalmente slow mesmo, curtir cada cantinho, pois é único! Adoro lugares assim

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 3:01 pm

      Sim, isso é muito verdade, Paula!

  16. Lucas Nascimento

    janeiro 22, 2017 at 3:08 am

    Gostei muito da arquitetura da cidade, realemente seria fácil se apaixonar por Leipzing andando por essas ruas. Por ficar adorar ficar em hostel, fiquei muito curioso para conhecer o que você se hospedou. Show de post!!

  17. Gabi

    janeiro 22, 2017 at 12:38 pm

    Adoro seus relatos, suas fotos. Seu olhar é bem único e deixa tudo com cara meio “idílica”, haha. Eu devo dizer que só fui prestar atenção em Leipzig por conta da Copa na Alemanha, que tinha um estádio lá. Mas que cidade gracinha! Muito muito fofa. Alias, eu sou suspeita, porque adoro o “climinha” das cidades alemãs, essa coisa de efervescência cultural, músicos de rua, liberdade. E adoro mais ainda slow travel… Nunca fui muito de bater ponto e coisa turística, mas percebi que cada vez menos tenho vontade e/ou paciência. Gosto disso aí que você fez.. Andar, andar, olhar pra cima, pros lados, ver prédios e pessoas, ver folha caindo da árvore, ver a vida do lugar passar, rs. Precisamos fazer uma viagem juntas, Tais 🙂

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 3:02 pm

      Obrigada pelo elogio, Gabi! E realmente, esse clima das cidades alemãs é muito gostoso, cada vez mais fico com vontade de conhecer todas que puder haha
      E claro, temos que combinar uma viagem delicinha assim juntas! 🙂

  18. Marcia

    janeiro 22, 2017 at 4:29 pm

    Tais, lindas fotos. Adoro arquitetura e acho que nossos olhos se “acostumam” quando estamos vendo elementos parecidos e não vemos tudo com o mesmo entusiasmo do início. Sempre faço um exercício para não cair nessa, que é fotografar, pois assim percebemos detalhes, formas, coisas que não estavam lá na primeira vista. Sou louca pra ir à Alemanha, obrigada por compartilhar as dicas. Abraços

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 3:03 pm

      Sim, Marcia.. a fotografia nos possibilita a sempre ver algo com outros olhos, né? Adoro!

  19. Edson Amorina Jr

    janeiro 22, 2017 at 5:57 pm

    Nós ainda não conhecemos Leipzig, mas adorei ler seu relato. E mesmo num dia bem fein, conseguiu excelentes fotos.

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 3:04 pm

      Obrigada! E vá conhecer Leipzig sim, é uma cidade adoravel.

  20. Klécia

    janeiro 22, 2017 at 6:35 pm

    Que cidade encantadora! Parece cenário de filme daqueles bem bucólicos, sabe? Ainda não conheço a Alemanha, mas cada dia descubro mais um desses cantinhos que tem super a ver comigo. Gostei ainda mais porque você foi sem roteiro e acabou ficando dois dias. Sinal que a cidade encantou você! <3

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 3:05 pm

      Encantou mesmo, Klécia! Espero que você possa ir também pra Alemanha e se encantar 🙂

  21. Mariana Aguirre

    janeiro 22, 2017 at 9:14 pm

    Aí, que delícia! Viajei junto. Parece ser mesmo uma cidade encantadora. Super entendo essa coisa de largar de mão os roteiros e aproveitar a cidade aos poucos, saborear mesmo. Fiquei morrendo de vontade de ir a Leipzig!

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 3:06 pm

      É uma forma ótima de viajar assim, né? Espero que consiga visitar Leipzig, vale a pena!

  22. Maíra Sobieski

    janeiro 22, 2017 at 11:34 pm

    Menina, que cidade mais maravilhooooosa! E essa universidade? achei linda de morreeeerrrrr! Tenho muuuuita vontade MESMO de conhecer a Alemanha, mas acredito que só ano que vem para realizar esse sonho 😛 adorei seu post!

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 3:06 pm

      Fiquei babando muita na universidade também. E espero que consiga realizar esse sonho ano que vem, a Alemanha é incrível!

  23. angela sant anna

    janeiro 22, 2017 at 11:53 pm

    taí uma cidade que quero muuuito conhecer! me encanta a arquitetura e os detalhes (aquele ursinho meodeos quero pra mim) que legal vc comparar com Dublin! eu já senti isso também, mas aqui no Brasil! ahh e como estudei música erudita, ia babar nos concertos que acontecem ai <3

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 3:07 pm

      Eita guria, não sabia que você tinha estudado música erudita, que legal. COm certeza vai gostar de Leipzig então 🙂

  24. Lívia Bonilha Bonassi

    janeiro 23, 2017 at 10:07 am

    Oi, Taís!
    Lpz é uma cidade que sempre tive vontade de conhecer. A última empresa na qual trabalhei é alemã e tinha base por lá (além de Munique, Frankfurt e Berlim), então sempre ouvia comentarios bacanas sobre a cidade. Não sabia que era conhecida como a cidade da música, que legal!
    Amei a faculdade que antes era uma igreja *-*
    E 12 euros para um quarto em um hostel tá um preço ótimo, hein? E eu detesto quando fico em algum que tenho que segurar a ducha, complica demais mesmo lavar o cabelo ><
    Sou dessas que fica até emocionada quando encontra opções veganas em restaurantes que nem são vegetarianos <3 faço questão de tirar foto e indicar pros amigos todos, afinal, temos que valorizar esse esforço e carinho, né?
    um beijo!

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 3:10 pm

      Livia, Leipzig é uma cidade muito legal.. fico a pensar se existe cidade chata na Alemanha.. hahaha o país num geral é muito incrível!
      E é de se emocionar mesmo quando a gente acha esse tanto de opções veganas e vegetarianas, né? Faço sempre questão de compartilhar porque é muito maravilhoso.
      🙂

  25. Fran

    janeiro 23, 2017 at 12:15 pm

    Que demais!
    Um lugar que eu vou querer conhecer, com certeza!
    Ver essas fotos só me faz pensar no momento em que estarei nos mesmos lugares rs

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 3:13 pm

      Adoro esse poder da fotografia que faz a gente se teletransportar um pouquinho pros lugares. Espero que você vá conhecer muito em breve!

  26. Camila Faria

    janeiro 23, 2017 at 1:05 pm

    A Alemanha é mesmo um país difícil de não se apaixonar. Não conheço Leipzig, mas pelas suas fotos dá para sentir o clima gostoso da cidade. E esse slow travel é, para mim, a maneira mais recompensadora de viajar. Delícia de post Taís!

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 3:14 pm

      Concordo muito, Cá.. Difícil não se apaixonar pela Alemanha.. E também concordo que slow travel é a maneira mais recompensadora de viajar! <3

  27. Patricia

    janeiro 23, 2017 at 9:58 pm

    Que graça de cidade!! Tem cara de cidadezinha de interior.
    Adoro a Alemanha.

    1. Taís

      janeiro 25, 2017 at 3:15 pm

      Gracinha mesmo <3

  28. Abril e o feriado da Páscoa // Life Lately - Nýr Dagur

    abril 27, 2017 at 8:21 pm

    […] e aproveitando também pra estudar alemão. Nesse 1 mês eu tinha planos de ir visitar amigos e ter Leipzig como minha cidade base, mas também queria aproveitar pra fazer algumas pequenas viagens na […]

  29. De volta à Leipzig e o Stasi Museum - Nýr Dagur

    maio 30, 2017 at 12:48 am

    […] viagem que fiz pra Alemanha. A primeira vez que estive na cidade, em novembro do ano passado (post aqui) eu simplesmente me apaixonei demais pela cidade. É difícil escolher o meu lugar preferido na […]

//Leave a Reply