Irlanda

Parque de Esculturas Indianas

Procurando algo novo e diferente pra visitar aqui por perto, acabei achando esse parque de esculturas indianas que fica localizado no condado de Wicklow aqui na Irlanda.

Pra chegar lá só sabendo da existência do lugar, porque não tem placa sinalizando nem nada, é como se fosse um lugar secreto. A maneira mais fácil de chegar e achar é indo de carro e colocando no GPS “Indian Sculpture Park” (Victor’s Way), fica bem próximo do Lough Tay (Lago da Guinness).

Paga-se 5 euros pra visitação. Não é um parque público, mas sim propriedade privada do dono Victor Langheld.

IMG_0853 IMG_0858 IMG_0861IMG_0864 IMG_0865Processed with VSCO with a6 presetO Indian Sculpture Park não é um desses parques de lazer pra levar toda a família e fazer picnic. É um parque de meditação, por isso eles pedem pra não levar cachorros, a criançada toda ou ficar conversando alto e fazendo muito barulho pelo local. Nem usar o celular, a não ser pra tirar fotos.

É pra ir e se desconectar total do mundo lá fora e relaxar. Tem um caminho pra você ir seguindo, com paradas e bancos posicionados estratégicamente pra você sentar e fazer meditação. Como também um certo ”banco” especial pra você deitar e fazer Forest Bathing, uma prática de origem japonesa, que é simplesmente o fato de você ir pra natureza e absover sua energia, visando regenerar a saúde do seu corpo, mente e espírito.

IMG_0888IMG_0870 IMG_0882 IMG_0878 IMG_0891IMG_0875A grande maioria das esculturas foram elaboradas pelo próprio Victor e feitas lá na Índia especialmente pra esse parque, ao todo foram 25 anos pra serem completadas. O Victor é quem mantem o local e também recebe os visitantes. Queria ter ficado um pouco mais de tempo pra bater um papo com ele, quem sabe na próxima visita. Pelo que eu li ele não é irlandês, na verdade ele nasceu em Berlin, na Alemanha.

São 7 estátuas principais e mais umas 37 menores. Essas estátuas principais representam os 7 estágios de desenvolvimento da vida e em cada uma delas tem explicações, o que achei muito legal, já que não é simplesmente andar pra ver as esculturas. Tem todo um entendimento por trás delas e é interessante ter essas explicações como complemento.

Processed with VSCO with a6 presetIMG_0895IMG_0889IMG_0911IMG_0898A3778231-7F62-4D35-9AB6-61FDF26E8C0AO parque só é aberto entre abril e outubro, o resto do ano fica fechado. Este ano está aberto até primeiro de outubro, se você estiver por aqui ainda dá tempo de visitar ou se estiver de passagem por aqui nesta época também.

No final do passeio tem uma lojinha com produtos indianos, comprei uma pulseira muito bonitinha com elefantes por apenas 2 euros. O Victor disse que eu poderia levar sem pagar, que era um presente, mas eu acabei deixando o dinheiro na caixinha antes de sair.

Tem mais informações sobre  o local e visitação lá no site: http://victorsway.eu/

IMG_0918IMG_0922 IMG_0925 IMG_0928 IMG_0930Apesar de que achei que o local poderia ser um pouco mais cuidado (tinha algumas placas durante o caminho faltando pintura e algumas caídas),  mas também não sei se é porque fui apenas algumas semanas que abriu depois de estar fechado durante o inverno. De qualquer maneira, o parque é muito bonito e vale a pena a visita sim.

As esculturas são realmente bonitas, o local tem uma energia muito boa e é definitivamente um ótimo local pra renovar as energias. E quem é que imaginaria que teria uma parque de esculturas indianas na Irlanda criado por um alemão, hein? Com certeza um lugar que vou voltar mais vezes!

//You Might Also Like

//29 Comments

  1. Claudia Hi

    junho 24, 2017 at 12:33 pm

    As esculturas são lindas, gostei muito daquela que está na água.

    Nunca tinha ouvido falar de “Forest Bathing”, acho que vou tentar pratica-la quando for num parque!

    Ah, queria ver sua pulseirinha rs

    1. Taís

      junho 26, 2017 at 8:01 pm

      Essa que está na água tb foi uma das minhas favoritas por lá. E forest bathing é incrível mesmo <3
      Ahh, devia ter colocado foto da pulseira no post! haha quem sabe ela aparece aqui outro dia xD

  2. Gabriela Torrezani

    junho 24, 2017 at 1:09 pm

    Olha só a minha ignorância, nunca achei que haveria um parque de esculturas indianas em plena irlanda… mas como é lindo! o contraste das esculturas com o verde fica muito legal…

    1. Taís

      junho 26, 2017 at 8:02 pm

      É verdade, Gabriela, também achei que deu um contraste muito bonito! 🙂

  3. Juliana Rios (Juny)

    junho 24, 2017 at 3:50 pm

    Muito interessante o passeio, a questão de ir para meditar e sentir a atmosfera do lugar, se desligar um pouco.
    Adorei as esculturas! E bom ter a descrição nelas, para poder entender melhor sobre o significado e a cultura.

    1. Taís

      junho 26, 2017 at 8:03 pm

      Bem legal mesmo ter as explicações, fica um passeio muito mais completo! 🙂

  4. Pietro Benevenga

    junho 24, 2017 at 3:52 pm

    Bah fiquei com muita vontade de conhecer, lugar extremamente bonito, com esculturas maravilhosas, sei lá parece que tem uma energia meio mística no lugar, algo meio misterioso…adorei XD

    1. Taís

      junho 26, 2017 at 8:03 pm

      Pois é, Pietro, também senti essa energia meio mística e algo meio misterioso, começando pelo fato de achar onde que é o lugar haha
      🙂

  5. Amanda Saviano

    junho 24, 2017 at 4:09 pm

    Nossa, que lindo!! E nem sabia que haveria algo assim na Irlanda! Na listinha de lugares para ir já!

    1. Taís

      junho 26, 2017 at 8:04 pm

      Essa Irlanda nos surpreende viu! haha 🙂

  6. Flávia Donohoe

    junho 25, 2017 at 9:43 am

    Que incrível Taís, e elas são gigantes, acho lindos os deuses indianos, são de uma expressão fascinante!

    1. Taís

      junho 26, 2017 at 8:05 pm

      Eu tb acho lindo, Flavia, fiquei bem fascinada olhando todas elas 🙂

  7. NiKi Verdot (1001 Dicas de Viagem)

    junho 25, 2017 at 11:16 am

    Nossa que lugar interessante. Fiquei com muita vontade de conhecer… Além de ser lindo e ter esculturas maravilhosas, parece realmente ter uma energia muito boa… Adorei essa dica.

    1. Taís

      junho 26, 2017 at 8:05 pm

      Que bom que gostou, Niki, é realmente um lugar que vale a pela fazer uma visitinha 🙂

  8. Gisele Rocha

    junho 26, 2017 at 12:05 am

    Caramba, que parque maneiro!!!! Essa escultura com a cara rachada é a mais impressionante, embora todas as outras sejam incríveis. Deve ter dado um trabalhão transportar as peças das Índias até a Irlanda. Haja cuidado pra não lascar tudo.

  9. Keul Fortes

    junho 26, 2017 at 1:35 am

    Gente, sou fascinadas em esculturas. Fiquei encantada com esse post! Muito bom. Os detalhes são incríveis! Adorei 😉

  10. Thayse

    junho 26, 2017 at 2:11 am

    Que amor de lugar, tudo com uma atmosfera bem mística, e essas esculturas parecem bem interessantes de ver de perto – suas fotos ficaram lindas! E que louco que é super escondido… Fiquei curiosa pra ver tua pulseira *-*


    Beijos
    Brilho de Aluguel

  11. Tany

    junho 26, 2017 at 4:44 am

    Amei muito! Imagina que você vê essas estatuas em outro contexto o significado, com certeza, fica diferente, na verdade, fica bem assustador, por isso é engraçado pensar que ele é um parque para meditação e com energias boas. Imagem é uma coisa muito engraçada.

  12. Beneth Santana Torquato

    junho 26, 2017 at 6:13 pm

    Caramba que parque legal! Gosto muito das figuras indianas, vou anotar essa dica pra quando for pro país. Ótimo post!

  13. Lorraine Faria

    junho 26, 2017 at 6:33 pm

    lembrei do burle marx aqui de sp, que também tem esse esquema de ser um lugar mais de contemplação do que ‘diversão’… o que em nada atrapalha o passeio 😉 adorei as curiosidades desse parque 😀

  14. Marcia Picorallo

    junho 26, 2017 at 8:05 pm

    Nossa, que interessante! Fiquei curiosa pra saber a ideia original do parque, que pena vc não ter conversado com ele… Gostei especialmente das esculturas que incomodam, como a do cara no laguinho e a outra do home se partindo. Obrigada por compartilhar.

  15. Klecia

    junho 26, 2017 at 10:44 pm

    Uau, que lugar maravilhoso! Achei as esculturas muito lindas, eu passaria um tempao admirando tudo por ai! A energia do lugar tambem parece ser muito boa, contemplativa mesmo! Adorei

  16. Xica

    junho 26, 2017 at 11:59 pm

    Que lugar lindo! E parece ter uma energia ótima… vontade de deitar nesse banco ali e ficar horas, passear com calma…
    minha mãe ia adorar, ela ama tudo relacionado à India, vou até mostrar o post pra ela 🙂
    Irlanda e seus fascínios rs

  17. Laura Nolasco

    junho 27, 2017 at 4:55 am

    Que legal esse lugar!
    Amei as fotos e fiquei encantada principalmente pelos bancos nos meios das árvores… que delícia!
    Beijos!

  18. Camila Faria

    junho 27, 2017 at 8:05 pm

    Que lugar inusitado Taís. Achei BEM diferente e as esculturas são incríveis. Também adorei isso de Forest Bathing, só podia ser coisa dos japoneses, esses maravilhosos. <3

  19. simone

    junho 27, 2017 at 8:13 pm

    Que lugar bonito. Adoraria conhecer, eu ia ficar horas curtinho a natureza.
    Charme-se

  20. Paula Abud

    julho 4, 2017 at 4:10 pm

    Muito legal, Thaís! Uma proposta super diferente de parques, imagino que a energia deva ser incrível. Fiquei com medo de algumas estátuas hahahaha, mas têm umas que transmitem uma paz, imagino que seja algum lugar pra você deitar na grama e esquecer do mundo lá fora.
    Adorei a dica!

  21. Katarina Holanda

    julho 7, 2017 at 1:28 pm

    Que esculturas lindas, Taís! Muito legal ser um parque pra momentos de calmaria assim. Adoraria meditar nele. <3

  22. Alê

    julho 21, 2017 at 7:18 pm

    Tem uma vibe cemitério neh, um lugar de paz. Bem interessante o fato de ser um parque com esculturas indianas na Irlanda e o dono ser alemão. É o retrato da globalização.

//Leave a Reply