Música

Perota Chingo – Show (em dose dupla)

Já falei sobre essa banda aqui no blog ano passado (neste post aqui). Fiquei na expectativa de vê-los ainda no ano passado, mas só agora que eles finalmente vieram fazer show no Brasil.
Perota é tudo que eu já falei e mais um pouco, foi incrível demais poder conhecê-los e sentir pessoalmente toda energia boa que eles transmitem com suas canções. Eu já era apaixonada por eles, agora nem sei dizer o que sinto. São incríveis!

O show foi sábado dia 13/04, no Centro Cultural Rio Verde aqui em São Paulo. Fui com a Michele e chegamos lá cedo, não conhecia esse lugar e gostei bastante, bem bonitinho e gostoso de passar o tempo. Quando estramos no local do show, foi impossível não sorrir, um palco todo enfeitado e muito fofo, bem jeitinho da banda mesmo. Sentamos próximas ao palco, o legal das apresentações deles é esse contato mais aproximado com o público, gostam de tocar bem pertinho da gente e todo mundo de uma forma bem descontraída! Para a surpresa de todos, entraram cantando pelo meio da galera até chegar ao palco. Aí já mostraram o diferencial, nunca presenciei um show tão ‘aconchegante’ no sentido dessa aproximação artista e público. O resto da apresentação? Só suspiros… Foi lindo demais! A forma natural de como eles cantam e tocam, o amor pela música e o jeito como transmitem isso é incrível. Um show cheio de talentos, muitas risadas e simpatia dos integrantes da banda que conversaram a todo momento com o público, teve distribuição de bananas também! haha

Fiquei impressionada com as vozes da Lola e da Julia, principalmente a Julia que está grávida de quase 7 meses (eu acho) e mesmo assim estava lá com o maior fôlego e alegria.
Falaram bastante em português ou ‘portunhol’, o Martin, percussionista da banda é natural de São Paulo. Mas desde sua adolescência mora na Argentina, como disse a Julia no segundo show ‘esse aí é mais argentino que doce de leite’. haha
Passou super rápido e terminou com gostinho de ‘quero mais’, tocaram suas principais músicas (mas faltou a minha favorita – El tiempo está después), teve músicas típicas do Peru, Venezuela, Argentina e também, como presente para o público brasileiro, teve a versão da música ‘Life on Mars’ do David Bowie na sua versão brasileira (que é do artista Seu Jorge). Para encerrar e combinar com o sábado chuvoso, teve a música Oh Chuva! Muuuito bom.

Quando terminou conseguimos conversar com os integrantes (menos a Lola que sumiu), conversei mais com o Martin e o Diego, são bem simpáticos! Falamos um pouquinho com a Julia, mas estava todo mundo querendo falar com ela também. É incrível isso, você passa um tempo vendo vídeos, fotos sobre alguns artistas e aí, você tem a oportunidade de conhecê-los pessoalmente, pessoas que você admira bastante.
E o Martin me contou que eles queriam fazer mais uma apresentação em São Paulo, mas estavam com problemas para achar vaga, a casa já estava com agenda lotada e não sabiam de outro lugar. Fiquei na expectativa de vê-los mais uma vez, e dois dias antes, anunciaram o show extra.
E assim, nesta quarta (17/04) tive a minha segunda dose de Perota Chingo. Dessa vez com o Alê, o culpado de tudo isso, foi quem me apresentou a banda. Estava morrendo de dor de garganta, uma gripe forte dando sinais de que estava se aproximando, mas mesmo assim não perdi essa oportunidade. Não sei quando terei outra, já que a Julia vai ter o bebê muito em breve, ficarão um tempo sem fazer shows por aí.
O segundo show foi tão incrível quanto o primeiro, dessa vez sentei em um lugar melhor e pude tirar melhores fotos também. Como o público era menor que o anterior, elas apresentaram uma música ali do nosso ladinho, desceram do palco  e se misturaram com todos que estavam presentes, nos encantando mais ainda com aquela força de suas vozes. Teve um outro momento mais marcante também que o show anterior, quando a Julia levanta, fica bem na pontinha do palco e com um instrumento típico (é um tambor, só não sei explicar bem direito), começa a cantar uma música tradicional do norte argentino, ela explicou que são as mulheres que trabalham no campo que a cantam. Foi de arrepiar e chorar! Queria muito ter gravado aquele momento, a força na voz dela com certeza tocou todos os corações, foi um dos momentos mais lindos que presenciei na vida.

São artistas que fico muito feliz e me sinto muito sortuda por conhecer, e também poder ter ido ao show. Gente com tanto talento e amor pela música como eles não se encontra tão fácil  por aí. Depois, fica até difícil ouvir essas músicas tão ‘industrializadas’ e sem sentimentos. E claro, deixam aquela tranquilidade e paz.

Não tenho costume de fotografar shows e nunca fico satisfeita com o resultado, mas aqui estão algumas fotos que eu gostei mais (a maioria do segundo show).

 

 

 

 

 

Depois de passarem duas semanas só em praias, Martin ainda estava no estilo. Eu todo horrorosa e boba pelo momento. E o Diego com esse sorriso lindo que só ele sabe ter, aiaia esse uruguayo.

E uma foto do Pocho (considerado o quinto integrante da banda, ele que faz todos os registros de fotos e vídeos oficiais)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estamos aí sentadinhas no canto esquerdo da foto.

Gravei alguns vídeos do primeiro show, mas ainda não fiz upload em nenhum lugar. Acredito que no final de semana eu consiga e depois vou editar esse post colocando os vídeos.
Mas, fiquem com esse vídeo que  a Michele fez da entrada no primeiro show.

E pra quem quiser ver, o vídeo da versão da música Life on Mars. Gravada em Trindade no RJ.

Agora eles seguem para Curitiba, Blumenau, Porto Alegre e Pelotas. Quem for dessas cidades e tiver oportunidade de ir, vááá! É muito bom e vocês não irão se arrepender.

 

//You Might Also Like

//8 Comments

  1. Cora Gabriela

    abril 20, 2013 at 12:49 pm

    Aacabei de conhecer a banda e já sinto uma vontade ENORME de ir no show deles. Que coisa mias linda, Taís.

    Vou ficar aqui, escutando as músicas e vendo as fotos, enquanto eles não chegam em Porto Alegre!!

    Beijos e muito obrigada pela indicação.

  2. Nicole Kawai

    abril 20, 2013 at 2:00 pm

    Quanto amor, sinto falta do Brasil, mas quem sabe em breve não estarei em SP. haha' Acho que vi uma foto sua em um tumblr de ruivas.

    Nicole Kawai, Shizuoka-Japão.
    http://fourteensprings.blogspot.jp/ xx ♡

  3. Natasha Magalhães

    abril 21, 2013 at 5:02 pm

    Que demais! Deve ter sido uma ótima experiencia!

    ♥ Blog Cerejas no Topo:
    http://www.cerejasnotopo.com

  4. Cássia Vicentin

    abril 22, 2013 at 3:24 pm

    Que encanto de grupo! Também não conhecia mas já estou apaixonada!

  5. Camila Faria

    abril 23, 2013 at 2:02 pm

    Que clima mais gostoso gente! Fiquei morrendo de vontade de ver o show, eles não vêm para o Rio? 🙁

  6. Thay

    abril 24, 2013 at 12:53 am

    Taís e seus achados! Como você encontra tanta coisa legal? E fiquei encantada com a foto que dá pra ver o teatro em perspectiva, parece ser um lugar lindo!

  7. Lari

    abril 24, 2013 at 7:32 pm

    Eu achei linda essa banda quando você postou. O estilo deles me encanta; passa tanta tranquilidade e harmonia <3
    Só pelas fotos deles eu vi que o show deve ter sido lindo, Taís *-*
    Ai, eles podiam vir pra cá <33
    Beijos!

//Leave a Reply