Quin Abbey

É sempre ótimo ir pra Clare e quando temos um tempinho exploramos lugares novos (novos pelo menos pra mim), e em uma dessas idas no ano passado fomos até a vila de Quin conhecer as ruínas de uma Abadia Franciscana do século 14.
Eu amo visitar ruínas e essas abadias são sempre muito lindas, muitas eram castelos antes de virar Abbey, parei pra pensar rápido aqui e acho que todas que já visitei eram mesmo antigos castelos que foram transformados, uns eram mantidos muito próximos da sua construção original e outros mudavam algumas coisas, ficando essa mistura toda que eu acho muito fascinante. Por essas e outras me dá muita vontade de se aprofundar nos estudos de História da Arte, que estudei um pouco sobre no curso de Guia.
A entrada do lugar é gratuíta e os portões ficam abertos pra quem quiser entrar, mas tem um horario de fechamento (por volta das 15h) e quando fomos faltava pouquinho tempo pra fechar. Por coincidência ou não, já que interior todo mundo se conhece, o senhor vigilante do local era conhecido de conhecido do Lindo e deixou a gente ficar um pouquinho mais.

 

Eu adorei cada detalhe, mas com certeza o que chama mais atenção e o mais bonito (como em todas as abadias, monastérios etc) é a parte do claustro (cloister, em inglês) – são corredores ligados entre si formando um quadrilátero e fechados por paredes de um lado e abertos do outro com um jardim no meio,  é um tipo de arquitetura religiosa muito comum nesses lugares, e que sempre indicam que aquele local já pertenceu à alguma fundação monástica.

E de bônus também ali do ladinho tem uma igreja medieval em ruínas, coisa linda!

 

Impossível visitar lugares assim e não ser teletransportada pra uma outra época, é tudo tão maravilhoso que as vezes demoro um tempo pra acreditar que a gente pode visitar lugares como estes aqui na Irlanda. Acho super importante a preservação desses locais, tudo tão intocado e respeitado ♥

 

Comments

  1. Esses seus posts com fotos de lugares que você visita me fazem viajar, sério haha. É um lugar mais lindo que o outro! Eu acho que se eu visitasse qualquer uma dessas ruínas, eu andaria meio abobalhada entre elas, imaginando tudo que já aconteceu ali muitos anos atrás, toda a história, etc. Fora o bem que devem fazer esses passeios, né? Viajar é a melhor coisa!
    Eu tenho um amigo que mora em Dublin, e também posta fotos maravilhosas de lá e dos arredores que ele vai. Já sou super curiosa pra conhecer 🙂

    Beijos,
    Priih.

    • Ah, que legal.. esse é o proposito mesmo, fazer com que outras pessoas viagem junto com o post 🙂
      E viajar é realmente a melhor coisa, espero que umd ia tu possa vir conhecer essas lindezas aqui da Irlanda

      bjus!

  2. Que maravilhosoooooooo! Acho que visitar esses castelos em ruínas devem dar uma sensação de ~mudar de século, né? É tudo muito lindo, todas essas pedras, detalhes. Também lembrei de game of thrones (e de filmes/seriados com vampiros, hahahahaha). Amei as fotos, Ta! E como sempre, vontade miiiil de conhecer.

  3. Taís, que lugar lindo! Eu adoro ruínas e a Suécia também está cheia delas. Pena que não em Estocolmo :-(. Mas algumas cidades menores ainda preservam um pouco da era medieval. As fotos ficaram D+.
    Estou adorando descobrir o seu cantinho. Beijos.

  4. OMG, que lugar lindo, fascinante. É tão louco conhecer essas construções e imaginar tudo que ela presenciou, como foram as histórias por ali. Sou muito apaixonada por história e história da arte. Por isso, sempre sinto uma conexão mágica quando visito Minas Gerais, tenho verdadeira adoração por esses espaços ~antigos~. Que interessante essa coisa do corredor com o lado aberto, fiquei com vontade de ver de perto. Tu fez curso de guia? Aliás, sempre quis te perguntar isso, o que tu estudou e gostaria de fazer da vida 🙂 As fotos ficaram muito lindas (e que bacana que vocês puderam aproveitar tudo um pouquinho mais!).

    beijos
    brilhodealuguel.com

    • Sim, eu fiz curso de Guia de Turismo, comecei quando eu tinha 16 e me formei guia com 18 e na faculdade estudei Tradução Port/Ingl.
      Já trabalhei com ambas as coisas, mas to aqui nessa fase ainda pensando se dou continuidade com alguma dessas coisas ou se faço algo novo.. hahaha sou dessas!

      beijos :*

    • OMG, tu estudou coisas muito legais *-* Mas nunca é muito fácil de decidir, temos muitas fases e estamos mais interessados por esse ou aquele tema em determinado momento. É muito estranho escolher ser uma coisa só, por mais possibilidades que essa "coisa" possa trazer. Mas acho essa área legal e bem versátil, dá pra fazer coisas muito interessantes! Desculpa a demora pra ler aqui, meio que esqueci desse comentário 🙁 Beijos.

  5. Pensando seriamente em parar de visitar esse blog. Toda vez é um 7×1 diferente! hahaha Fico impressionada, não existe lugar feio por aí ou é só você que não mostra mesmo? E essa grama? Ai meu Deus… Fico imaginando as fotos que eu ia tirar! hahaha

  6. Nossa que lugar maravilhosoooo
    eu AMO ruínas, é como você disse, não tem como não se teletransportar para outra época quando visitamos lugares mágicos assim!

  7. Inacreditável imaginar que, um dia, pessoas já viveram aí, já andaram nesses corredores, já fizeram suas preces nessa Igreja… Fico arrepiada só de pensar. Lindo demais!

  8. RUÍNAS. DE. UMA. ABADIA.

    Será que eu morri? SERÁ? <3
    AIN, devo parecer um disco velho, haha, mas morro um pouquinho cada vez que você compartilha fotos lindas desses lugares lindos. Tem tanta história, tanta arquitetura, tanta beleza. Já disse 39 vezes e repetirei: acho que vou chorar ou abraças essas construções quando visitá-las, sou louca e emotiva a esse ponto!

    Beijo!

  9. Cada post seu é uma vontade de conhecer um novo lugar! Que encantador! Deve ser incrível mesmo estar em lugares assim, dão mesmo a ideia de estar em outra época, parece algo mágico pra mim!

  10. Nossa, que lugar mais lindo!
    Eu não conhecia isso sobre o "claustro", eu já tinha visto em fotos de outros lugares mas não sabia que era algo que faziam ~de propósito~, que legal! Agora vou sempre reparar nisso hahaha.
    Beijo!

Trackbacks

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

© 2018 Nýr Dagur · by MinimaDesign