América do Sul, Viagens

Santa Cruz de la Sierra

Depois de uma longa viagem de ônibus, chegamos a última cidade do mochilão. Do friozão de La Paz para o calor insuportável de Santa Cruz, a sensação é de como você estivesse entrando em uma sauna. Cidade grande, mais engravatados e menos cholas.

Pela primeira vez ficamos em um hotel e não em um hostel, tinha piscina, ar condicionado (muito importante!) e uma recepção grande. O café da manhã também era muito bom, mesa cheia de coisas!
Nossa rotina na cidade era comer e não desgrudar do ar condicionado. O calor não deixou que fizéssemos muitas coisas, quando saíamos a vontade de voltar para o quarto geladinho falava mais alto!
O foco sempre era a comida, restaurantes, mercados, sorveterias… E a casa de câmbio também. Para não dizer que não fizemos nada, andamos um pouco pela praça que ficava próxima e lá tinha um escritório da Aerolineas (companhia aérea da Argetina), começamos a fazer planos para o próximo mochilão…Minha tão sonhada viagem para a Patagônia, conhecer Ushuaia (fin del mundo!!!), as geleiras e toda a beleza dessa região fantástica! Pensávamos em ir em julho deste ano, mas os planos mudaram totalmente.. E também não é uma época boa para conhecer a Patagônia, as cidades ficam desertas no inverno.

Queríamos conhecer a colônia japonesa de Santa Cruz, colônia dos imigrantes de Okinawa! Meu sogro nasceu lá, a sogra veio do Japão e passou uma parte de sua vida lá também. Alguns familiares ainda moram por ali, seria muito legal conhecer a colônia e sentir um pouquinho da história que os japoneses viveram.
Para quem não sabe, na Bolívia e no Peru existem um número grande de imigrantes japoneses, meu namorado tem parentes em ambos países, infelizmente não conseguimos ir visitar nenhum.
Para chegar na colônia é bem difícil, fica afastada da cidade e teríamos que tentar a sorte de algum taxista conhecer o caminho. Vai ter que ficar pra próxima.

 

Alguns mochileiros preferem só passar pela cidade (já que não tem tantos atrativos assim) e não ficar, decidimos ficar para descansar um pouco e se preparar para voltar. A volta foi triste e feliz, tanto tempo longe de casa e eu queria dormir na minha cama e abraçar meu felino. Também foi difícil se acostumar com toda a rotina aqui de novo, ouvir português e passar os próximos dias no mesmo lugar. Depois de 1 mês da volta eu já queria sair por aí de novo, quando soltam um passarinho é bem difícil prendê-lo na gaiola novamente. Desde pequena sempre viajei muito, mas essa experiência… Bom, foi a liberdade que eu sempre quis, foi diferente de todas as viagens que eu já tinha feito por aqui.

A saudade de tudo que eu vivi ainda é muito grande, mas.. Tem muita coisa pra se ver ainda! Que venham os próximos mochilões.

 

//You Might Also Like

//7 Comments

  1. Lari

    agosto 28, 2012 at 1:41 am

    Viajar é uma terapia, né? Acho que uma das melhores coisas da vida é conhecer lugares diferentes; novas culturas e idiomas. Mas parece que nao tinham tantos pontos turísticos aí, né? Um lugar mais calminho, e pá?
    Mas pela primeira e segunda foto, as paisagens deviam ser lindas. <3
    Te linkei também, Taís!
    Beeijos.

  2. Larissa Ayumi

    agosto 28, 2012 at 1:57 am

    Ficarei com saudades dos posts do mochilão 🙂

    Mesmo só fazendo viagens curtas, eu também sinto essa sensação de "quero ficar mais, mas também quero minha cama" hahahaha!

    Tomara que vocês consigam ir para a Patagônia, assim a pobre aqui viaja um pouquinho nas fotos e nos posts HAHAHAHA!
    Tomara também que você nunca perca esse seu espírito livre 🙂

    ;*

  3. Camila Faria

    agosto 29, 2012 at 12:25 am

    Ai, a volta é sempre um pouco triste mesmo! O que nos alegra é planejar o próximo mochilão!!!

  4. Cacá

    agosto 29, 2012 at 5:40 am

    Patagonia é meu sonho também. Queria ir de carro aqui de Porto Alegre. Um dia quem sabe 😀

  5. mynameisglenn

    agosto 29, 2012 at 5:53 pm

    A volta é sempre mais difícil né?
    Adorei o post!!

    Beijãooo
    http://mynameisglenn.wordpress.com

  6. ingrid

    agosto 30, 2012 at 1:47 am

    sabe q fico sonhando com viagens assim.. q me farão ter esse tipo de "deprê de fim de viagem". dizem q a as grandes viagens fazem isso com a gente.. fazem a gente sentir falta da estrada, do idioma do clima de tudo daquele lugar estrangeiro q passou a ser nosso lar por um tempo..

    espero q volte la em breve ou q faa outras viagens q te façam feliz ou atémais feliz do q essa fez.

    beijos Taís! e obriigada pelo q voc disse sobre meu novo blog.. digo o mesmo sobre teu novo blog em parceria com sua amiga!

  7. Nataly

    agosto 30, 2012 at 4:55 am

    Olá! Acabei de achar o teu blog e estou feliz por isso. Ele é tão legal, adoro ler diários de viagem. By the way, você é uma pessoa super interessante também. Te admiro por conhecer tantos lugares novos, isso que é vida. 🙂

    Suas fotos são lindas, estarei aguardando ansiosa por mais viagens tuas (quando você posta algo assim, parece que a gente tá viajando junto enquanto lê. haha)

    Beijos, querida!
    http://www.bonecafrancesa.com

//Leave a Reply