Europa, Viagens

Zurich, Suíça

Meu tempo em Zurich seria curto e eu queria aproveitar ao máximo, na medida do possível.

Fui avisada de que Zurich era uma cidade pequena (e olha que é a maior cidade da Suíça) e em um dia eu já conseguia matar essa parte central da cidade. Como eu já tinha dito em outra postagem, meu plano não era conhecer a Suíça agora, mas já que eu tive essa oportunidade de uma conexão por lá, resolvi que iria aproveitar sim, mesmo que não fosse lá muita coisa, já que a Suíça é um país caro e eu não estava preparada financeiramente pra ter gastos com essa viagem ”não programada”.

Se por acaso você estiver nessa situação de conexão ou está pelas redondezas e queira fazer uma parada rápida na cidade, com pouco dinheiro, mas ao mesmo tempo quer ver um pouquinho de Zurich, talvez esse post vá te ajudar, já que eu não gastei muito e ainda curti bastante (sozinha mesmo).

Vem comigo!
IMG_7906// Guardar as malas –  a minha bagagem mesmo ficou com a cia aérea, mas eu estava carregando bagagem de mão com laptop e garrafas de bebidas, não ia ficar andando pela cidade com aquilo, né? Lá no aeroporto de Zurich tem um lugar pra guarda-volume que achei ótimo. São uns armários que você tem que colocar moedinhas pra poder liberar, caso não tenha moeda, eles ali podem trocar pra você, eu não tinha franco suíço (CHF) comigo e consegui trocar com euro mesmo, paguei uns 6 euros pra ficar (se não me engano) 12 horas, no armário pequeno que cabe muita coisa.

(eu não troquei euro por CHF, usei o cartão e achei a taxa de conversão bem boa, dava praticamente a mesma coisa)

Pertences guardados, agora é sair dali pra ir até a cidade!

// Do aeroporto ao centro – é muuuuito fácil, você até desacredita de tão fácil que é quando já teve que dar o maior rolê pra ir do aeroporto até o centro de alguma cidade. Dentro do aeroporto de Zurich (ZRH) já tem uma estação de trem e de lá até Hauptbahnhof ( HB – a estação central) leva uns 10 minutos, é muito perto, foi com certeza o trecho aeroporto-centro mais rápido que já fiz.  Paguei em torno de 13 euros um ticket ida e volta que era válido pro mesmo dia. Só fiquem espertos também pra ir pra plataforma certa, já que tem várias e pegar trem errado não é legal, tem tudo informado, mas na dúvida, pergunte pra alguém que trabalha no aeroporto.

Foi a primeira vez que vi um trem de dois andares, hihihi, e o que falar da pontualidade do transporte público suíço? Sempre sai no horário, nem um minuto a mais ou a menos.

IMG_7872Zurich me recebeu com um dia lindo e quente, muito quente. A temperatura tava na casa dos 25, sei que pra muita gente isso nem é tão quente assim, mas fica uns tempos aqui nessa ilha que quase não passa dos 23 pro cês verem ~eu tarra derretênu~.

Saí da estação central e fui me localizar, peguei um mapa no centro de informações turísticas e fui explorar a cidade, num estilo bem ~old school~ mesmo, com mapa de papel e tals. Eu tinha dado uma olhada e pesquisado antes, fiz um roteiro mais ou menos na minha cabeça, mas de fato eu não tinha planejado nada grandioso, digamos assim (sem dinheiro, já disse, né?). Se bem que, a atração principal de Zurich é o centro histórico da cidade e era exatamente isso que eu queria ver e também, ver a cidade de cima. Pronto, esse era basicamente meu plano, andar sem rumo pelas ruas do centro histórico e subir em algum canto pra ver a cidade do alto, com o tempo que eu tinha dava pra fazer isso tranquilamente.

É bem fácil andar por Zurich, a cidade é pequena e o centro meio que forma um quadrilátero, bem fácil de se achar, e ainda com igrejas nas pontas pra ficar mais fácil ainda se localizar, eu com meu mapinha esperto em mãos, não tinha erro, me joguei pra ~desbravar~ uma cidade nova. Eu amo essa sensação, de simplesmente me perder pelas ruas de algum lugar pela primeira vez, é maravilhoso, não é?

IMG_7878 IMG_7882Fui caminhando, até achar a igreja que eu queria visitar, porque era lá mesmo que eu queria subir pra ter uma vista do alto da cidade.

// Grossmünster – é uma das quatro igrejas que fazem parte desse ”quadrilátero” do centro histórico, ela é bonitinha e tals, mas nada muito aaaassim, é bem simples na verdade, é uma igreja protestante, então não tem todos aqueles apetrechos e aquele interior mega decorado como nas igrejas católicas. Eu entrei, dei uma olhadinha rápida, a igreja é bem pequena, e fui lá achar a tal da entrada pra subir as escadas.

Eu estava só com o cartão e notas de euros, até que eu vi que precisava pagar pra subir até o topo #fuuuuuu. Eles não passavam cartão lá e aí que já me desesperei pensando que não ia dá pra subir, abri minha carteira de novo e vi que eu tinha apenas 4 francos suíços em moedas que sobrou do guarda-volumes. E para minha sorte, estudante pagava apenas 2 francos, ou seja, aquelas moedinhas lá me salvaram! É o que eu sempre aconselho em viagens, levem sempre sua carteirinha de estudante, sempre!!!

A subida é rápida, nada difícil tipo Kölner Dom e tem uma vista muuuuuito legal de Zurich. ♥
IMG_7883 IMG_7885 IMG_7890 IMG_789320160706_162849 20160706_163019_2Fiquei um bom tempinho por ali, apreciando a vista e tomando um ventinho antes de ir bater perna de novo e derreter mais.

Dali eu atravessei o rio e me enfiei em tudo que é ruazinha, fiquei apaixonada, cada detalhe bonitinho, construção, bandeiras da Suíça por todas as partes. Andar pelas ruas de um lugar sem rumo é muito bom e de graça, aproveitem!

IMG_7900 20160706_165334 IMG_7909 20160706_170245 IMG_7914 IMG_7919 IMG_7921A fome apertou e nos meus planos eu não iria parar pra ir em restaurante nenhum, ia passar no mercado mesmo e comprar besteirinhas, juntou duas coisas boas, uma que eu amo ir em mercados em países diferentes e outra que eu iria economizar também.

Passei no mercado chamado Coop e comprei: um croassaint, água, uma fanta limão horrível (peguei pra experimentar e odiei), peguei pra experimentar também um crunch Müesli da marca do Coop, que é como um cereal e veio com yogurt e também umas chips Hofladen, que gostei tanto desses dois que tirei uma foto pra lembrar caso eu veja por aí de novo, muuuito bom!

Ah, gastei uns 8 euros aí e me deixou satisfeita, tava calor demais e eu só queria saber de beber água, só fui sentir fome de novo na hora da janta e comi no avião mesmo.

20160706_182316

Fiquei um tempinho rodando pra achar um lugar pra sentar e comer, até eu parar na Lindenhofplatz, era exatamente o lugar que eu tinha em mente, uma pracinha, ao lado do rio, tinha sombra e eu poderia ficar ali comendo, apreciando a vista e o movimento, perfeito! ♥

A praça:
20160706_180014 E a vista de lá:

IMG_7930 IMG_7933Tá vendo aquelas duas torres aí em cima? Essa é a Grossmünster que subi lá pra ver a cidade do alto.

IMG_793520160706_180650

Relaxada e com a pancinha cheia, fui andar mais e entrar nos becos históricos de Zurich. Seria interessante pegar um desses walking tours (gratuítos) e ouvir a história por trás de cada lugar, mas não cheguei a tempo de fazer, ao mesmo tempo foi bom também pra eu soltar minha imaginação e observar detalhes, gosto de ver a vida das pessoas no local e fugir um pouco de tour pra poder ver melhor como deve ser viver naquela cidade, foi muito bom, muito bom mesmo.

IMG_7942 IMG_7947 IMG_7952 IMG_7954 IMG_7956 IMG_7960

Cheguei em uma outra pracinha que não vou me recordar qual, com uma banda se preparando pra tocar, amo muito encontrar esse tipo de coisa, então parei, sentei nas escadarias de uma igreja e esperei até eles começarem, nisso foi juntando mais e mais gente, pessoal que passava por ali também parava e queria ver o que eles iam fazer. Nisso chegou uns idosinhos querendo bater papo comigo, em alemão, risos. Falei que não sabia falar alemão e ficamos sentados todos em silêncio por uns instantes porque eles também não falavam inglês.

Como eu queria saber falar todas as línguas do mundo e conversar com todos em viagens, imagino o tanto de coisa que podia aprender com eles ali, sendo locais, meeh. Mais uns minutos depois e chegou um menino que devia ter mais ou menos a minha idade e acho que era neto de um deles, até pensei em puxar papo e usar o menino de tradutor, já que possivelmente ele sabia inglês, mas deixei pra lá, ficamos ali todos sentados em silêncio mesmo aprenciando a banda, que aliás, foi lindo.
fun fact: eu morava com uma família metade irlandesa e metade suíça, então esses anos pude conviver um pouco com o povo suíço e o que eu posso dizer? Todos muito cheirosos, sim, muito mesmo e sempre bem arrumados ( mega educados também). Fiquei pensando se era uma particularidade daqueles suíços em específico, mas estando ali rodeada deles também confirmo, cheirosos, arrumados e educados. Talvez seja só os que cruzam meu caminho, ou algo deles mesmo como nação. E gente cheirosa, como não amar, né?
Aproveito pra mandar um beijo pra suíça que comenta aqui no blog (e que fala português!), um dia volto e quero ir aí te conhecer! 🙂

20160706_192858

Uma ~orquestra~ assim de graça no meio da rua, foi muito legal e eu quase que perco a hora de voltar pro aeroporto, meu voo pro Brasil era por volta das 22:30 e com a facilidade de chegar até lá deu tudo certo.

Fazendo as contas rápido, gastei em torno de 30 euros? E tive um dia maravilhoso em uma das cidades mais caras do mundo. Eu e meus milagres de ~alma mochileira~. hehehe

Depois disso embarquei agradecida e ansiosa pra voltar e explorar muito mais a Suíça. Minha volta estava marcada pra um mês depois e foi tão legal quanto essa primeira vez, mas isso fica pra um próximo post.

//

>> Alguém aí já foi pra Zurich também, o que acharam da cidade? Vocês também conseguem economizar bastante em uma viagem?

Quem já curtiu a página do blog aí?? \o/

 

//You Might Also Like

//24 Comments

  1. Vickawaii

    agosto 25, 2016 at 2:11 pm

    Gente que postagem apaixonante <3 <3 <3 As fotos apresentam uma vista estonteante e fiquei louca pra passear sem rumo também, conhecer cada cantinho da cidade e ainda dar de cara com uma banda <3 Na feira do livro de Porto Alegre (lugar bem menos glamuroso mas ok rs) eu parei sozinha pra assistir uma banda e foi bem legal. Mas vem cá, de quanto tempo era tua conexão? Só pra saber caso um dia eu consiga também, HASUIDHAU

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

  2. The Reader's Tales

    agosto 25, 2016 at 2:16 pm

    Hello Tais, I’m sick at home but wanted to answer you quickly. Annecy is such an easy trip from Geneva – going back to the market is a good excuse for a return trip! Sweetheart travels a great amount for professional reasons, but if he happens to be here, and if it matches with our plans, we’ll arrange something… (he’s back tomorrow).
    Oh and BTW, what a wonderful post! You know better Zurich that most expats.
    What a lovely selection of pictures, and they are so gorgeous to look at. Thanks for sharing them with us, sweetie

  3. Lorraine Faria

    agosto 25, 2016 at 4:51 pm

    Na hora que você viu o trem saindo bonitinho no horário certo você lembrou na hora dos trens da CPTM daqui né? hahaha E que cidade mais linda Taís <3

  4. Kamila

    agosto 25, 2016 at 9:41 pm

    Ai que delicia de cidade <3 Como eh bom ver a Suíça no verao! hahahha
    Pelo que deu pra ver pelas fotos (lindas), essa cidade tem um pouquinho de cada uma que eu fui. A parte depois do passeio da igreja, eh a cara de Lausanne! E outras partes parece com a divisa italiana. Quanto amor <333
    VAMOS VOLTAR NO VERAO, PFV!!! E Coop eh amor haha comprei vaarios haribos.

  5. Laura Nolasco

    agosto 25, 2016 at 10:25 pm

    Como que não morre de amores pelos seus posts de viagens mesmo?
    Adoooro viagenzinhas assim rápidas, e já fiz algumas aqui por perto mesmo economizando bastante também… Só costumo reservar uma graninha pra comer (a ideia do super mercado é legal, mas sei lá, comer a comida de cada lugar – não em restaurantes famosos, claro- é muito legal pra mim).
    Apaixonada pelas fotos, Zurich parece mesmo incrível sob seus olhos! E fiquei curiosa com essa de “gente cheirosa” hahah
    Beijos!

  6. Brigadeiros e Barcelona

    agosto 25, 2016 at 10:36 pm

    Siiiim! Boa parte da minha família mora aí e eu já visitei algumas vezes! Amo e acho que tudo parece casa de boneca! Fui na mesma praça que você foi pra lanchar e já dei várias voltinhas no Coop. Aliás, na primeira vez que eu fui eu ainda morava no Brasil e lembro que achei o Coop o máximo, com todas as opções de comida do mundo! Pena que não dá pra chegar fácil, pq fica meio afastado da cidade, mas a fábrica da Lindt tem um mercadinho interno e vende váaaaarios chocolates com desconto! Fica para a sua próxima!
    Bjs!

  7. Marii Guedes

    agosto 26, 2016 at 12:33 am

    Eu me identifiquei com tudo: amo bater perna por cidades históricas, acabei de fazer minha primeira viagem sozinha (e foi animal), adorei esse esquema de conhecer a cidade no tempo de conexão (fiz em Lisboa), músicos de rua são amor nessa vida, e mercados, o que dizer?! <3 hahahaha
    Suíça é tão linda que parece um board do Pinterest, né? Que pena que minha conexão lá foi de apenas TRINTA E DOIS minutos (sim), e os caras são tão ágeis e eficientes que deu pra fazer conexão só nesse tempinho. E além disso tudo, são cheirosos?! Gamei <3 hahahaha

    Ps: amei seu blog e já fui curtir a página :3
    Ps2: Viu que uma imagem ali no meio quebrou?

    Beijos!

  8. nnt

    agosto 26, 2016 at 2:36 pm

    Nossa que espetáculo em?! E que lugar maravilhoso.
    Admiro o seu espirito aventureiro. Não teria essa coragem, fico com medo de sair sozinha e acabar me perdendo, rs.

    Um abraço.

  9. Camila Faria

    agosto 26, 2016 at 4:12 pm

    Andar sem rumo por uma cidade nova = MELHOR coisa. Adorei essa sua experiência na Suiça. E essa estratégia do supermercado é maravilhosa, já usei (e economizei) muito também!

  10. Katarina Holanda

    agosto 26, 2016 at 6:11 pm

    Que demais, Taís! Eu fiz algo parecido em uma conexão em Toronto e foi incrível. A Suiça é linda <33

  11. Thay

    agosto 26, 2016 at 6:46 pm

    Quero colocar essa cidade no meu bolso, que coisinha maravilhosa! Já havia estudado um pouquinho sobre na questão do urbanismo, pro meu mestrado, e fiquei apaixonada. É bem o tipo de cidade em que eu amaria ficar andando, conhecendo, sem pressa. Ou moraria bem de boa! A dica do supermercado é ótima, fiz isso por aqui no Brasil mesmo, hehe. Beijos!

  12. cintia de melo e souza

    agosto 26, 2016 at 8:49 pm

    quanta foto linda. Um dos meus destinos sonhos com certeza é a Suiça, eu adorei as dicas de conexão e de guardar a malinha. Quem sabe um dia né? <3

  13. MICHELE RAGGIO

    agosto 26, 2016 at 9:28 pm

    Adorei seu post e me deu mais vontade ainda de conhecer essa Cidade e esse País!

  14. Clayci

    agosto 27, 2016 at 12:07 am

    Eu nem sei o que comentar, pois fiquei admirando essas fotos por um bom tempo.
    Que experiência maravilhosa!! Oportunidade linda <3
    Amei

  15. KARINE

    agosto 27, 2016 at 6:40 am

    ah, que delícia, Ta! ♥ pra começar: eu tenho essa coisa de querer ter uma vista ~de cima da cidade, acho que deixa tudo mais especial, né? HAHAHA não sei explicar :~ e essas ruazinhas, que lindas! adorei as fotos, amo bater perna por lugares novos também, imagina fazer isso na suiça e sem gastar um monte? HUAHUA ♥

  16. Liduh

    agosto 27, 2016 at 8:19 am

    Ahhh que lugar encantador, Taís. Infelizmente ainda não fui lá, mas depois desse seu post deu vontade de sair correndo. Acho que vou deixar Viena (lembra?) pra outra ocasião, quero ir mesmo é pra Zurich;)
    Bjs e bom finde!

  17. Fany

    agosto 28, 2016 at 1:22 am

    Minha tia mora em Zurich, ainda não tive a oportunidade de ir, mas minha mãe foi 3 vezes, e ela é apaixonada. Diz que lá é lindo demais. Ela foi em vários outros locais por perto também, e disse que é incrível. A Europa em si é linda. <3 Adorei sua postagem e as imagens, tá de parabéns <3

    http://www.mundodefany.com.br

  18. Nicas

    agosto 28, 2016 at 3:35 pm

    AMO comprar comida pronta e sentar em praça/parque, melhor refeição. <3 E esses guarda-volumes de aeroporto salvam vidas (no intercâmbio eu deixei minhas malas lá no primeiro e no último dia e fez toda a diferença!).

    Tinha uma série que passava na Cultura que chamava Os Pequeninos e vendo suas fotos do alto parece até cena de lá! hihihi

  19. Samira

    agosto 29, 2016 at 3:10 am

    Um trem de dois andares! Que coisa mais top!! E como assim a fanta limão é ruim? Dá impressão de ser tipo uma Sprite hehe. Suas fotos ficaram um arraso! Faz tempo que você está viajando? Não entendi como você foi “parar” lá, tipo como funciona essa conexão de avião? Eles te deixaram lá um dia?
    E que amor os idosos que queriam conversar com você, e a orquestra então! Dá até coceira no pé de tanta vontade e emoção em passar por tudo isso – quem sabe um dia né? E tenho essa impressão de que são elegantes, mas cheirosos! Que coisa curiosa né? Na suiça fala francês e alemão então? Achei que era só francês *é que minha cunhada foi morar um tempo lá e so falava francês por lá, bom deve ser a cidade ne*

  20. Gabi

    setembro 3, 2016 at 11:38 pm

    Que linda Taiiis! Até agora não conheci Zurich, só fiz essa viagenzinha de trem do aero até a cidade (um desses trens vem direto aqui pra Bern, ótimo). Mas quero ir agora em Setembro, e vou levar de lembrança esse post 🙂

  21. Edson

    setembro 26, 2016 at 7:14 am

    Show! Seu post veio muito a calhar. Nós vamos neste final de semana para Zurich e estamos finalizando nosso roteiro. Obrigado.

  22. Rheinfall e o interior da Suíça - Nýr Dagur

    outubro 18, 2016 at 1:42 pm

    […] segunda parte da minha viagem pra Suíça, foi depois de um mês que estive em Zurich. Dessa vez minha conexão pra voltar pra Irlanda era maior e eu teria que dormir por […]

  23. Minhas viagens em 2016 - Nýr Dagur

    dezembro 29, 2016 at 6:48 pm

    […] – tive a oportunidade de pisar em terras suíças, passei um dia muito legal em Zurich. Foi bem rapidinho, mas deu pra aproveitar um pouco uma das cidades mais caras do mundo sem deixar […]

  24. Simone Hara

    março 6, 2017 at 2:51 am

    Estou super afim de conhecer Zurich e adorei suas dicas!
    Já guardei teu post aqui nos favoritos pra usar como referência quando for roteirar minha viagem pra lá!

//Leave a Reply