Coreia do Sul no inverno: Garden of Morning Calm

Nossa viagem pra Coreia do Sul foi no final de dezembro/começo de janeiro. E ao pesquisar coisas pra fazer por lá nessa época de inverno, acabei achando o festival de luzes que acontece no Garden of Morning Calm (아침고요수목원).

Quando vi as fotos fiquei doidinha pra ir e fiquei feliz que a gente conseguiu encaixar esse passeio no nosso roteiro. O jardim fica localizado ao norte de Seoul, em Gapyeong. Fica perto da Nami Island e se você tiver tempo, acho que vale a pena aproveitar e conhecer os dois. No nosso caso só fomos no jardim mesmo.

Dá pra ir de transporte público (demora mais, mas é mais barato), com algum tour ou de carro. Demos a sorte que nosso host do couchsurfing tinha uns descontos pra alugar esses carros por hora e assim conseguimos um preço bem bom e compensou muito mais pra gente esse esquema do carro. Fomos todos juntos e pegamos o carro por 3 horas, foi meio corrido, mas deu pra aproveitar. Quer dizer, estava -11 graus aquela noite, então mesmo que se tívessemos mais tempo acho que teríamos corrido do mesmo jeito. Frio demais pra ficar andando muito tempo por ali.

E o melhor de tudo também, foi que estávamos lá 1h antes de fechar, o que foi ótimo porque não tinha muita gente. Assim conseguimos andar por tudo na calma, mesmo tendo pouco tempo.

O Garden of Morning Calm tem o nome inspirado no apelido da Coreia: land of the morning calm. E é o jardim privado mais antigo da Coreia do Sul. O jardim é lindíssimo em todas as épocas do ano (olhem essa foto aqui ♥), então não importa a época que você vá, tente ir conhecer sim. Em cada estação tem um festival diferente. Fiquei sonhando em visitar no outono e ver aquela explosão de cores da estação. No inverno, quando começa escurecer, o jardim fica todo iluminado com várias luzes coloridas. É lindo demais!

São desde túneis, plantinhas,árvores, umas esculturas… Tudo iluminado! Seus olhos não sabem o que olhar primeiro. Assim que colocamos nossos pés lá, fiquei tão eufórica, que acho que fiquei com aquele mesmo sentimento de uma criança indo na Disney ou algo do tipo. Aquela vibe de ~magia~ no ar.

Foi muito legal aproveitar os jardins com as luzes nessa escuridão total e sem as multidões. Tava meio sem saber o que iria ser desse passeio, achei que teríamos pouco tempo e nem daria pra ver muita coisa, mas me surpreendi. Gostamos demais, valeu a pena ficar naquela friaca toda! A previsão do tempo marcava -11 graus, mas a sensação térmica era muito menos. Não deixamos o frio nos intimidar e nos divertimos bastante!

Que lindeza!

Além do efeito visual, estava tocando umas músicas que adicionavam uma atmosfera mais mágica ainda pro lugar. Eu fiquei com a sensação de estar dentro de um sonho bem bonito. Foi bem especial!

No meio do jardim tinha tipo um deck de observação, que davá pra ter uma visão um pouco mais de cima do jardim. Eu quase dei um grito quando vi aquela vista toda colorida. Eu realmente me senti uma criança estando ali, olhando tudo com mágica nos olhos.

E tinha até um mar!

Acho que não tem outra palavra pra descrever: mágico. Foi muito mágico!

Comments

  1. Lindo, e mágico demais! E no inverno fica ainda mais belo e especial, né? Fiquei apaixonada por esse jardim, quando passei o Natal nos EUA eu me impressionei muito com as decorações das casas e dos jardins, que seguem esse estilo. A gente volta a ser criança na mesma hora. <3

  2. Noooooossa, mágico demaaaais! Eu também quase dei um grito ao ver a foto do parque inteiro ahahhaa meu deus, é lindo demais. Sério. Nem tenho palavras… <3

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


Notice: genesis_footer_creds_text is deprecated since version 3.1.0! Use genesis_pre_get_option_footer_text instead. This filter is no longer supported. You can now modify your footer text using the Theme Settings. in /home/jw1nrhfa/public_html/wp-includes/functions.php on line 4711

© 2019 Nýr Dagur · by MinimaDesign

Copyright © 2019 · Bloom on Genesis Framework · WordPress · Log in