Hallgrímskirkja e sua vista

A igreja Hallgrímskirkja é o simbolo de Reykjavík e você consegue avistá-la por quase todos os lugares que você vai. É um ótimo ponto de referência pra ajudar a se localizar, só prestar atenção e seguir a igreja que você sabe que tá indo na direção do centro da cidade.

Quando estávamos chegando na capital, já fiquei de olho no céu procurando ver a pontinha dela, quando vi, meu coração disparou tão rápido. Hallgrímskirkja está para mim, como a Eiffel Tower está para os amantes de Paris ou Big Ben para os amantes de Londres. Pensei, caramba, eu tô aqui mesmo.

Na Islândia eles são constantemente inspirados pela natureza e não foi diferente na hora de construir essa igreja. Seu arquiteto se inspirou nas incríveis formas criadas pela lava quando ela esfria e se transforma em rocha basáltica, mais precisamente nas colunas da cachoeira Svartifoss. Além dela também lembrar esse movimento da erupção de um vulcão ou até indo mais além e lembrando um geyser.

(fotos com o celular, tava com a 50mm na câmera e fiquei com preguiça de trocar  de lente hehe)

Seus detalhes são muito bonitos, é uma obra maravilhosa e era maior do que eu imaginava! Na frente tem a estátua do Leifur Eiríksson,  que de acordo com registros foi o primeiro europeu a descobrir a América (antes do Colombinhos), chegando lá na América do Norte.
Por dentro ela é muito bonita também, mas eu esqueci de tirar foto na hora da correria pra subir lá no topo e não voltei depois. Sua beleza não para por aí, a Hallgrímskirkja também te proporciona uma vista incrível de Reykjavík.

O valor não é caro pra subir (em torno de ISK 600, se eu não me engano – mais ou menos 4/5 euros), maaaasss, acontece que a pessoa aqui não pagou. Meus amigos do hostel foram na frente, eu fui caminhando mais lenta fotografando os arredores, e quando eu cheguei lá  fui olhar os detalhes internos quando eles me puxaram e me jogaram pra dentro do elevador. Eu sabia que tinha que pagar, mas pensei que era lá em cima, meio que todo mundo esqueceu desse detalhe, porque não fica ninguém checando se você pagou ou não. O elevador te deixa e você só sobe umas escadas e já tá lá no topo. Depois de tanto vento que nos proporcionou quase um congelamento facial, esquecemos totalmente de checar isso e saímos sem pagar mesmo.  ¯_(ツ)_/¯
Voltei com tanta moeda que dá proxima vez vou ir deixar essas moedas lá, fiquei com peso na conciência hahahaha

O que falar da vista? Um sonho! Você ve as montanhas, o mar, as casinhas… ai ai

A parte de trás

 

Se não fosse o frio que tava lá no topo, teria ficado uma eternidade aí admirando minha cidade dos sonhos. É um must see de Reykjávik e não dá pra não ir.
A vista da cidade vai mudar de acordo com a estação, no inverno a cidade veste esse branco lindo da neve e no verão tem a explosão de cores dos detalhes das casas e o verde das árvores, não importa o jeito, é sempre lindo.

Depois de lá, fomos correndo nos aquecer no Café Loki (ali do ladinho), que tem uma visão tão legal da igreja e um chocolate quente maravilhoso. Fica a dica!

 

Comments

  1. Tenho MUITA preguiça de trocar as lentes também, sempre! Especialmente enquanto estou passeando durante viagens. Costumo andar com a 50mm na câmera e fazer o mesmo que você, deixo as fotos "de longe" para o celular. SHAME ON US! hahaha

    As fotos no alto da igreja ficaram lindas demais, as casinhas parecem de maquete. E essa vista de dentro do café, puta merda, heim? ♡

    Sobre as moedinhas: MANDA PRAZAMIGA POR CARTA! hahahhaha São bonitinhas? Quero ver! *_* Tem uns krones noruegueses aqui em casa, que são do dono do apto, e muito já quero roubar pra mim.

    Ah, te marquei em uma tag de música lá no blog (vou colocar no ar em alguns minutinhos). Depois olha. 😉

  2. Nem parece de verdade essa cidade! Haha
    E que vontade que deu de morar em um lugar com muuuuitas casinhas enfeitadas com neve e com poucos prédios atrapalhando a vista do horizonte. ❤

    E a Igreja é linda, mas eu tenho uma certeza na vida: nunca saberei pronunciar esse nome, hahahaha.

    Beijos!

  3. Que vista maravilhosa! Eu também morrooooo de preguiça de trocar a lente, mas acabo trocando porque fico com dó de perder a oportunidade de tirar uma boa foto do lugar! Rs
    O foda é ficar carregando esse monte de tralha: lentes, câmera, bolsa, mini-tripé…

  4. Que catedral linda!!! E bem diferente do formato tradicional. Islandia é um país cheio de mistérios…gosto muito de lugares assim. Quem sabe um dia o visite!! AAhhh e se vc voltar à caterdral pague duas entradas…..hahah

  5. Eu nunca tinha visto essa Igreja, achei maravilhosaaaa, a vista das casinhas, quase tudo branquinho, é perfeito! Deve ter sido um sonho ter conhecido isso de perto 🙂

  6. Acho que tá todo mundo com a maior inveja branca cor de neve da Islândia!! Amei !! As fotos estão muito boas, mesmo as do celular! Bjo!

Trackbacks

  1. […] A Hallgrímskirkja é uma igreja luterana ícone da Islândia e da capital Reykjavík, ela é frequentemente definida como a Catedral da capital, devido ao seu tamanho e aparência, mas na realidade ela é somente uma igreja comum, em Reykjavík têm duas catedrais, a Catedral principal que também é luterana e a Catedral de Cristo Rey que é católica. A Taís também fez um post completíssimo sobre a Catedral e sua vista. […]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Instagram @nyrdagur

© 2018 Nýr Dagur · by MinimaDesign