Irlanda, Pessoal

Um dia de sol pelo litoral sul de Dublin

No final de março, depois daquela neve toda que deu as caras aqui na Irlanda, fez um dia tão lindo de sol. Desses que não dá pra ficar dentro de casa, desses que trazem um abracinho da primavera depois do inverno.

A minha amiga Chelsie estava por aqui ainda, graças ao voo dela que foi cancelado na volta para os Estados Unidos e aproveitamos pra fazer alguma coisa. A verdade é que não tinhamos planos pra esse dia, tomamos um brunch por Dún Laoghaire e ficamos esperando um amigo dela (também americano, mas que mora em Galway) vir nos encontrar.

Fiz uns registros despretensiosos com o celular desse nosso passeio improvisado. Fiquei olhando essas fotos essa semana e me deu uma saudade, então resolvi compartilhar por aqui também. Ainda mais pra mostrar um pouquinho dessa minha área favorita de Dublin: o litoral sul.

Photo 24-03-2018, 13 38 23

Começamos andado em Dún Laoghaire, ainda desacreditados com aquele sol todo. Estava um ventinho gelado, mas só o fato de estar sol, já dá uma baita diferença, principalmente no humor das pessoas. E depois de um tempo caminhando, dava até pra sentir um calor.

Decidimos ir andando lado a lado com o mar, indo na direção de Sandycove, onde fica o famoso Forty Foot e a prainha de Sandycove. Uma área pra banho muito popular entre os dubliners. Se não me engano, muito antigamente era restrito apenas para homens se banhar, mas com o tempo virou uma área pública para todos. E por aqui, os mais velhos principalmente, não têm problema nenhum em nadar pelados na frente das pessoas. Já avisando pra quem um dia for nessas áreas pra mergulho como o Forty Foot ou em Killiney, não se assustar com os nudes. hehe

Photo 25-03-2018, 12 52 01 (2)Photo 24-03-2018, 14 02 59Photo 24-03-2018, 14 04 47Photo 24-03-2018, 14 06 36Photo 24-03-2018, 14 10 54

Quando você chega no Forty Foot, tem uma martello tower e lá fica o museu do James Joyce. A entrada é gratuíta e você pode subir até o topo da torre e ter uma visão bem bonita dos arredores. Quem nos recebeu foi um senhorzinho e uma senhorinha bem simpáticos, que nos aconselharam subir toda a torre e depois ir descendo pra ver o museu. É bem pequeno e dá pra ver tudo bem rápido. Com certeza um lugar legal pra conferir nessa região.

Fora também que essa caminhadinha entre Dún Laoghaire e Sandycove é muito gostosa de fazer. Casinhas lindas em volta e o mar irlandês.

Photo 24-03-2018, 14 24 46

Chelsie toda fofinha descendo essas escadinhas minusculas da torre do James Joyce

Depois de lá, dei a ideia de irmos até Dalkey e Killiney (dois lugares que eu amo de paixão), pra continuar seguindo nessa rota litoral sul. Cogitei a possibilidade de irmos andando, o que dá sem problemas, mas o melhor mesmo pra ganharmos tempo foi pegar o DART (trem).

Voltamos pra Sandycove/Glasthule pra pegar o trem, mas antes, paramos no Teddy’s Ice Cream, que estava bombando. Esse é o sorvete mais famoso de Dublin e provavelmente o mais amado também. Teddy’s já é uma tradição em Dún Laoghaire por muitos anos, eles vendem o mesmo sorvete de vanilla por mais de 65 anos. Imaginem só! Virou tipo uma parada obrigatória pra quem visita a região.

Photo 24-03-2018, 13 41 05Photo 24-03-2018, 15 14 56

Descemos em Dalkey e fomos andado entre aquelas casas maravilhoousas até chegar no Hawk Cliff. Um lugarzinho que eu gosto tanto e  que se tornou especial desde que conheci, um canto meio escondido que só gente da área sabe da existência. Para mim e pra Chelsie, virou o ”nosso lugar”, porque foi por causa das andanças dela no ano passado quando ela veio me visitar que ela e um amigo meu acharam. Quando ela voltou pra cá esse ano, já falou: temos que ir lá! (tem mais fotos de lá nesse post aqui).

Além do cliff e de uma trilhazinha com uma vista incrível, também tem essa área pra nadar.

Photo 25-03-2018, 12 52 01 (1)

Não ficamos muito tempo por lá e já logo tomamos nosso rumo pra subir o Killiney Hill. Como eu amo esse lugar, vocês não tem noção! Na semana anterior eu e a Chelsie já tínhamos subido lá, porque esse também é o ~nosso lugar~. Foi o Killiney Hill o primeiro lugar que levei ela na segunda visita dela aqui pra Irlanda, pra gente assistir ao pôr do sol. Bem de humanas, né? Mas de fato, o Killiney Hill é o melhor lugar nessa cidade pra ver esse espetáculo do sol se pôr. Vendo a cidade de Dublin, o litoral e as montanhas. Fica nem difícil de descobrir o por que de eu amar tanto subir esse morro, não importa quantas vezes for.

Ficamos um tempo lá papeando, até começar a esfriar mais e a barriga roncar de fome.

Photo 25-03-2018, 12 52 01 (3)

Voltamos pra Dún Laoghaire de trem e fomos comer umas batatas fritas com hambúrguer em um cheaper, outra coisa bem dublinense. O cheaper é um lugar como se fosse uma lanchonetezinha, que vende junk food por um precinho bem barato (e sim, eles sempre têm veggie burger). Esses lugares são bem simples mesmo, quase não tem lugar pra sentar, mas fazem a alegria da nossa pança quando a gente quer comer essas porcarias.

E claro, pra terminar bem o dia depois dessas andanças todas, fomos em um pub local.

Foi um dia tão gostoso, com companhias tão boas, passeando por lugares que fazem parte da minha rotina e que eu amo demais. Um dia sem planos, que acabou sendo um dia maravilhoso. O que acaba sendo um lembrete pra mim mesma de que eu não preciso ir muito longe, meu ”quintal” de casa me proporciona momentos tão legais. Quando tô pra baixo, é só eu sair de casa e caminhar, me permitir se apaixonar sempre pelos mesmos lugares.

Apesar de ter sido um post meio no estilo ~querido diário, hoje o meu dia foi assim~, tá cheio de dicas aí de lugares legais e um passeio bem bacana de se fazer pelo litoral sul de Dublin. Não é nada muito rota tradicional do turismo em Dublin, é fora do centro da cidade, mas é um passeio local que vale a pena. ♥

//You Might Also Like

//7 Comments

  1. Mel

    junho 15, 2018 at 11:07 am

    Adorava visitar a Irlanda e com essas fotografias ainda mais *-*
    Beijinho*

  2. Camila Faria

    junho 15, 2018 at 4:32 pm

    Delícia de passeio Taís. Não consigo superar essas vistas lindas de Dublin, que beleza gente! *-* E nunca tinha ouvido falar no Teddy’s Ice Cream, achei parada obrigatória!

  3. BA MORETTI

    junho 15, 2018 at 7:00 pm

    as vezes a gente se apega tanto a ideia de ter que viajar pra encontrar lugares bonitos e bacanas que esquece que esses lugares também existem perto da gente né? aliás, esses teu “quintal” de casa é lindo demais! ♥

  4. Gabi

    junho 17, 2018 at 11:20 am

    Eu acho que de vez em quando esses posts querido diário são uma delícia! E esse ta delicioso mesmo. Que lugares lindos, que água AZUL! Dublin debaixo de sol é maravilhosinha, heim?!? Quem diria hahaha Agora imagino O GELO dessa água… sai fora hahaha sei não se eu consigo entrar!
    E adorei a reflexão real: as vezes a gente negligencia um pouco os lugares perto de nós, né? Mas aí esses dias de “redescoberta” são ainda mais gostosos <3 Beijos!

  5. Claudia Hi

    junho 18, 2018 at 7:19 pm

    Ai Irlanda, um dia eu piso nessas terras ♥

    Suas fotos ficaram ótimas Taís, nem parecem tiradas do celular!

  6. Laura Nolasco

    junho 19, 2018 at 5:47 am

    Que post delicioso de ler, deixa a gente morrendo de vontade de ir te visitar e conhecer esses lugares lindos!
    Acho que minha parte preferida seria esse rolê de humanas de ir ver o pôr-do-Sol… AMO!!
    Beijos!

  7. Ana Poli

    junho 19, 2018 at 7:23 pm

    Que dia mais gostoso <3 com esse clima maravilhoso que está fazendo por aqui também estou aproveitando para conhecer mais Tallinn, e a Estônia, por que parece que o clima muda nossa percepçao das coisas/lugares/pessoas e tudo fica mais lindo, nao é? Apesar de na verdade ser lindo sempre, hehe.
    Beijos, Taís!

//Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.