Split, Croácia

Depois da Bósnia e Herzegovina voltamos pra Croácia e passamos mais uns 10 dias pelo país. Split foi a primeira parada desse retorno e foi uma parada meio estratégica. Ao mesmo tempo que eu queria conhecer a cidade, não fiz planos grandiosos porque tirei esse tempinho lá pra poder descansar.

Quando se faz uma viagem longa, você tem que se planejar também pra desacelerar. Escolher algum lugar pra simplesmente relaxar e não só sair explorando, porque chega uma hora que o cansaço vai bater.  Naquela altura eu já estava há quase 3 semanas viajando direto.

Ficamos dois dias inteiros em Split num ritimo mais devagar, mas deu pra ir conhecer uns lugares legais. Split é a segunda maior cidade da Croácia, mas na minha cabeça achei que seria mais tranquila que Dubrovnik, só que foi o contrário. A cidade estava muito cheia, tão cheia que ao andar pelas ruas do centro você ficava preso em um congestionamento de pessoas.

A principal atração de Split é o Diocletian’s Palace, que foi construído no século 4 AD para o emperador romano Diocleciano aproveitar sua aposentadoria. O lugar é gigantesco e ocupa metade do complexo histórico no centro velho da cidade. É de deixar qualquer um meio besta vendo aquelas construções (ou o que restou delas), é maravilhoso demais!

IMG_0413 IMG_0412IMG_1622IMG_0423 IMG_0429-horzIMG_1620

O Diocletian’s Palace foi usado nas filmagens de Game of Thrones na quarta temporada. O que eu mais gostei também foi de ter visitado o subsolo. Vocês lembram o local que a Daenerys prendia os dragões? Então, é lá!

Eu fiquei de boca aberta, surreal poder andar por um lugar dessa magnetude. E claro, pirando também ao lembrar das cenas de GOT. Eu achei que o subsolo estaria bem cheio, mas para minha surpresa não tinha quase ninguém visitando a parte que é o museu. Não sei se foi o horário ou se nem todo mundo sabe que dá pra visitar. A maioria das pessoas se concentram onde fica o comércio, é fácil passar despercebido da entrada do Basement Halls.

Se você tiver em Split, por favor, não deixe de visitar! ♥

IMG_0471IMG_0480

Tirando o Diocletian’s Palace, o centro velho de Split é bem bonito como um todo. Não tirei muitas fotos porque eu realmente ficava agoniada com aquele mar de gente, mas deu pra capturar um pouquinho daquela beleza tão antiga. Eu adoro ficar admirando essas construções!

IMG_1608IMG_1610IMG_1623

Quando eu soube que dava pra subir na torre da Katedrala Svetog Duje (Catedral de São Dômnio), não pensei duas vezes em ir até lá conferir a vista. Eu amo ver as coisas do alto e certamente a vista de Split também roubou meu coração.

IMG_0409IMG_1618IMG_0464IMG_1633IMG_1629IMG_1625

Isso foi basicamente o que eu fiz de mais turístico em Split e que registrei com minha câmera. Também visitei uma praia e andei pelos lados do bairro que fiquei hospedada.

É uma cidade bonita, mas não fiquei perdidamente apaixonada, não rolou uma conexão. Acredito por estar tão caótica acabei não dando muita bola. Split é hub pra quem quer ir pras ilhas na costa da Dalmácia, pra Bósnia e pra outros cantos da Croácia. Realmente aquela paradinha estratégica, que todo mundo aproveita pra conhecer enquanto segue caminho pra um outro lugar.

Ali nos arredores de Split eu queria muito ter visitado Tvrđava Klis (Klis fortrees), que é onde filmam Meereen em Game of Thrones. Não fica muito longe e mesmo pra quem não é fã da série é um lugar que acho que vale muito a pena ser visitado. Fica aí a dica, quem sabe eu consiga ir numa próxima.

E PARA OS VEGS: foi em Split que comi a melhor comida vegetariana durante a minha viagem pelos Balcãs, graças ao restaurante Makrovega (anotem esse nome!). Comida simples, mas muito maravilhosa. Tive que ir lá mais de uma vez de tanto que eu gostei. Na verdade, eu pedi a opção vegana dos pratos que eles tinham e fiquei desejando muito encontrar um Makrovega em toda cidade que eu ia na Croácia. Fora que o preço era bom também, aquele combo perfeito!

Próxima parada? As ilhas da Dalmácia!! ♥

Comments

  1. Eu amei os lugares históricos de Slipt. Deve ser emocionante ver essas construções de tanto tempo atrás de pertinho, admirar tudo. E o melhor é que você ainda conseguiu ver o subsolo com tudo bem vazio. Sou fã de GOT, então também ia achar sensacional conhecer os cenários.

  2. Incrível como a maioria dos posts do seu blog fazem com que eu me sinta “pequena”. Não de uma maneira ruim, mas no sentido de que tem tanta coisa no mundo que eu nem sabia que existia… tem tantos lugares cujos povos nem imaginam que exista uma brasileira lendo um post escrito por outra brasileira que mora na Irlanda sobre eles. Não sei se consegui me fazer ser entendida, mas resumindo: minha perspectiva do meu tamanho (e do tamanho dos meus problemas) muda drasticamente ao ler seus textos, obrigada <3
    Sabe que eu gosto de desacelerar assim como vc citou? Não que eu não seja a pessoa que tem todos os roteiros desenhadinhos (porque sou), mas é gostoso descansar e não ter lá muitos planos pra um lugar.
    Tenho siricutico só de pensar em cidades cheias. Boa parte da graça de Paris pra mim se perdeu por isso (e olha que é a cidade mais romântica do mundo, etc, etc, etc).
    Um beijo, Taís!

    • Eu super entendi si, Livia!! E fiquei super lisonjeada que meus textos te fazem sentir isso. Eu também sempre me sinto pequena quando viajo e vejo como esse mundo é grande, com tantos lugares maravilhosos.. com quanta coisa nova pra aprender. Vejo que meus problemas são muito insignificantes, ainda mais quando me deparo com outras realidades.
      Beijo :*

  3. Ai será que vou ter que assistir GOT? rs

    Aquele museu no subsolo é surreal, incrível como estava vazio (mas sorte sua hehe).

    Eba mal posso esperar pelos próximos posts! Acho legal que você visita cidades que eu praticamente nunca ouvi falar rs

  4. Quando eu for pra Europa eu preciso lembrar desse post, porque não quero perder de conhecer esses lugares. A arquitetura sempre me deixa de boca aberta e fiquei super curiosa com esse restaurante.
    beijos.

  5. Eu também tive essa impressão, de que Split é mais cheia de turistas do que Dubrovnik (e definitivamente do que outras cidades da Croácia). Eu tinha acabado de passar uns dias em Korčula e Hvar quando fui pra lá, então senti BEM a diferença na quantidade de pessoas. De lá dá para fazer um bate e volta pra Trogir também ~ e fugir um pouco da “agitação”. Beijo, beijo :*

    • Nossa, eu imagino.. saindo das ilhas pra Split deve até dar um choque! haha
      Eu tava querendo colocar Trogir no roteiro, mas achei que ia ficar meio corrido =/
      Beijos, Cá :*

  6. Deve ser ainda mais impactante ao vivo. Também gosto desse tipo de viagem que é simplesmente para relaxar, sem aquela correria de visitar todos os pontos turísticos e mais um pouco.

Trackbacks

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Instagram @nyrdagur

© 2018 Nýr Dagur · by MinimaDesign