Visitando os países Bálticos

No meio de tantos lugares  que eu gostaria de visitar, a região dos Bálticos me despertava muito interesse. Seja pela minha vontade imensa de conhecer a capital da Estônia, sua posição geográfica, sua história, Etc. Pra mim essa parte do mundo não era só um lugar ”esquecido” ou pra ir depois de já ter conhecido os lugares mais badalados da Europa.

Aproveitei que o plano pra esse ano era passar a Páscoa na Polônia, para finalmente colocar essa viagem ~fora do papel~, já que eu estaria lá perto. E mesmo bem ansiosa e com as expectativas altas pra conhecer esses lugares, juntamente com um país nórdico (Finlândia ♥), eu ainda sim me surpreendi bastante. Gostei tanto dessa viagem que qualquer oportunidade que tiver pra voltar, eu voltarei!

Mas afinal, o que são os países Bálticos?
De uma forma bem geralzona mesmo, são os países banhados pelo mar Báltico (Dinamarca, Alemanha, Estônia, Suécia, Finlândia, Letônia, Lituânia, Polônia e Rússia). Mas na prática mesmo, os que são considerados os Países Bálticos ou os Estados Bálticos, são somente 3 países, a Lituânia, Letônia e a Estônia.

IMG_2222
(Riga, a capital da Letônia)

Apesar de parecer ”tudo uma coisa só”, esses três países têm suas diferenças, assim como suas similaridades. Eles compartilham de uma história marcada por muitas invasões e domínios dos vizinhos mais poderosos. Eram alvos fáceis pela sua posição geográfica, o acesso ao mar, etc. Os países Bálticos já estiveram sob domínio do Império Sueco e Russo, como também Alemanha e Polônia. Os suecos dominavam mais a parte norte entre Estônia e Letônia e os poloneses ao sul com a Lituânia. Teve ocupação da Alemanha nazista e os três países também já ficaram sob domínio da União Soviética.

Foi interessante estar lá agora em 2018 porque os Bálticos estão comemorando o centenário de sua independência! E acho que eles têm muito o que comemorar, já que sofreram tanto com todas essas invasões. A independência da União Soviética só foi reconhecida mesmo em 1991 e foi em 2004 que os três países Bálticos começaram a fazer parte da União Europeia.

Mudanças atrás de mudanças pra esses Estados, principalmente depois que se juntaram com a UE e aderiram o euro como moeda.

Processed with VSCO with a6 preset
(Vilnius, a capital da Lituânia)

E o idioma/cultura desse povo, é tudo igual?
Pela localização/história etc, algumas pessoas podem ter esse pensamento de que é tudo a mesma coisa, mas a real é que cada um tem sua própria identidade. A começar pela língua, por causa do domínio Soviético e por todos esses países terem fronteiras com a Rússia, muita gente nesses três países falam russo e tem muito russo morando nessa região também. Conheço uma lituana aqui em Dublin que a primeira língua dela é o russo (ela sabe lituano mais ou menos), ela frequentava escolas russas e a família dela na época tinha mais oportunidades se falassem russo.

Mas apesar dessa influência, na Lituânia o idioma oficial é o lituano, na Letônia é o letão e na Estônia é o estoniano. O lituano e o letão são idiomas bálticos e fazem parte das línguas indo européias. O lituano é até um pouco próximo do polonês, visto que uma parte ali da Lituânia era Polônia antes. Já o estoniano é completamente diferente e faz parte das línguas fino-úgricas, que se aproxima mais do finlandês.

Nas capitais dá pra se virar numa boa em inglês, pelo menos não tivemos problemas algum em relação a comunicação dentro do círculo turístico. Não sei afirmar se indo mais pro interior a coisa muda de figura.

Processed with VSCO with a6 preset
(Tallinn, a capital da Estônia)

Minha viagem pelos países Bálticos foi focada em conhecer as capitais. Fiquei um pouco perdida na hora de montar esse roteiro, de ver quantos dias eu precisaria pra cada lugar. Antes eu já tinha uma noção, mas depois da viagem não tive dúvidas de que pra cada uma das capitais, o mínimo pra se aproveitar bem são dois dias. Obviamente ficando mais tempo, dá pra explorar um pouco mais desses países, conhecendo os arredores e o interior.

No meu caso, a minha viagem também incluía a Finlândia e era o país que eu queria passar um pouco mais de tempo, já que os outros são mais fáceis pra eu voltar. Com esse pensamento, visando que Lituânia e Letônia são dois países que eu consigo voltar sem grandes problemas, meu roteiro ficou assim:

1 dia em Vilnius, 1 dia em Riga, 2 dias em Tallinn e 3 dias em Helsinki.

Um roteiro bem apertado, mas que me possibilitou aproveitar de uma maneira bem legal um pouco do que cada um tem pra oferecer. Se você tiver planejando uma viagem pra lá e tem mais dias disponíveis… Fique! Vale muito a pena.

A ordem que visitei as capitais:

Vilnius

Processed with VSCO with a6 preset

Vilnius é a segunda maior cidade dos países Bálticos e antes da Segunda Guerra era o maior centro judaico da Europa. A arquitetura de Vilnius é linda, de ficar de boca aberta vendo todas aquelas igrejas. Infelizmente o único dia que tínhamos pra explorar a cidade choveu o dia inteiro. E pelo pouco que deu pra aproveitar eu fiquei muito apaixonada e quero muito voltar.

Se eu tivesse mais um dia por lá (e sem chuva!) eu teria ido até Trakai, que é uma cidadezinha bem próxima de Vilnius, menos de 1h. Lá tem um castelo rodeado por um lago que fiquei babando demais vendo as fotos. Fica aí a dica pra quem for!

Veja o post sobre Vilnius: Um dia chuvoso em Vilnius, Lituânia

Riga

IMG_2233

Riga é a maior cidade dos Bálticos e acho que dá pra dizer que é a capital da Art Nouveau. A maior concentração de construções em estilo Art Nouveau (no mundo inteiro!!) é em Riga. De encher os olhos com tanta beleza ao andar pela cidade, tanta coisa linda pra ver nesse estilo, fora a Old Town medieval também. E pra ficar ainda mais apaixonada por lá, o símbolo da cidade é um gato preto! ♥

Apenas 1 dia pra Riga é realmente muito pouco. Tirando andar pela cidade, tem museus legais pra ver e que infelizmente não dá tempo de fazer tudo em um único dia. Riga com certeza é uma das cidades mais bonitas que eu já visitei e que eu preciso voltar pra aproveitar ainda mais.

Veja o post sobre Riga: Letônia: Riga roubou meu coração

Tallinn

Processed with VSCO with a6 preset

A pititica das capitais do Báltico, Tallinn! E foi lá que eu quis passar mais tempo, porque já era amor antes mesmo de conhecer. Já faz um bom tempo que estava namorando essa cidade (vocês lembram desse post aqui?) e mesmo sendo a menor delas, eu queria separar esses dois dias pra ela. E poderia ter ficado mais dias facilmente, que lugar mais amorzinho. Muita gente só faz um bate-volta vindo de Helsinki.

A Old Town de Tallinn é considerada uma das mais bem preservadas cidades medievais da Europa. Eu fiquei enlouquecida, de olhinhos brilhando com cada esquina desse lugar. Sonhei tanto em um dia estar lá e estava muito feliz de ver tudo. Preciso dizer que quero muito voltar? ♥

E como se locomover entre essas cidades?
As 3 cidades estão por volta de 4 horas de distância uma das outras. O meio mais comum de transporte entre elas é o ônibus. Duas empresas que eu indicaria ficar de olho nas tarifas:  Ecolines e Lux Express. Com a Ecolines por exemplo, dá pra achar umas promos boas com passagens custando 5 euros o trecho (peguei essa dica com a conheciada da Lituânia ♥). Infelizmente nas nossas datas não tinha esse desconto, mas pagamos 10-12 euros, o que continua bem barato. Os ônibus são confortáveis, com Wifi, banheiro e têm até TV individual pra ver filmes.

Dentro das cidades deu pra usar bastante Uber quando precisávamos, dá pra fazer praticamente tudo a pé mesmo. Em Vilnius chegamos a pagar apenas 2 euros numa corrida. É bem barato e vale a pena pra Vilnius e Tallinn. Em Riga não tem Uber, não usamos nenhum outro taxi por lá, fizemos tudo a pé. Mas muito provável que o transporte público seja bem baratinho nessas cidades. E  em Tallinn, o transporte é gratuito para residentes!

Mesmo usando o euro como moeda, os 3 países são baratos se você comparar com o resto da Europa. Sendo a Lituânia o mais barato entre eles.

IMG_2255
(Pelas ruas de Riga)

Hospedagens?
Ficamos em Airbnb em todas as cidades e o valor foi parecido em todas elas:  entre 30-38 euros pela diária. Em Vilnius tivemos um apartamento inteiro só pra gente, bem localizado, próximo ao cetro antigo e as estações de trem e ônibus. Em Riga ficamos em um quarto privado bem legal, o host era um australiano que vive por lá faz um tempo. A localização também era boa, o ruim foi o aquecimento que tinha quebrado e passamos um pouco de frio à noite. Em Tallinn o objetivo era fazer couchsurfing, acabou não rolando e eu achei  um lugar sensacional pra gente ficar; uma casinha com uma pegada medieval, a coisa mais linda, que tinha até uma sauna. E o melhor ainda também, ficava dentro da Old Town. Um custo-benefício maravilhoso em todas as cidades. (Quem tiver interesse, me manda msg que eu passo os contatos).

Uma visão geral da minha experiência e impressões:
A Lituânia e a Letônia são um pouco mais parecidas entre elas, você sente uma pegada mais ex-URSS por ali. Ao mesmo tempo que já mais integradas com o resto da Europa. Dá pra achar de restaurantes/cafés mais típicos até uns mais hipsters. Comer e se divertir gastando pouco, quer combo melhor? Já a Estônia tem uma influência nórdica mais em evidência, o que faz o país ter uma vibe diferente dos outros dois. Assim que chegamos em Tallinn, logo na área da rodoviária indo pra cidade, tive uma leve impressão de estar visitando algum país nórdico por causa das casinhas de madeiras coloridas.

Eu amei muito as 3 cidades, mesmo! Vilnius me chamou bastante atenção pela arquitetura, street art e Riga também me encantou com sua Old Town e Art Nouveu. Não pensei que iria gostar tanto assim das duas cidades e ficar com muita vontade de passar mais tempo. Mas acho que não é surpresa alguma eu dizer que apesar de ter amado as 3, minha favorita foi Tallinn, não tem jeito. Se você me conhece, sabe que esse mix de cidade medieval e vibes nórdicas iriam me conquistar facilmente.

A região dos Bálticos, na minha opinião, tem o melhor de vários mundos. Bom, bonito e barato. E visitar esses países juntos, acho que deixa a experiência mais legal ainda. Muita história, muita coisa interessante pra ver, com preços bem acessíveis. Um canto da Europa que vale realmente ser visitado. E pro meus gostos pessoais, que curto mais essa parte leste e norte da Europa, foi como colocar coisas diferentes que amo, num canto só. ♥

//

Vou fazer posts com mais fotos e mais detalhes dos lugares que passei pelos países Bálticos (depois vou deixar linkado aqui também). E pra quem não viu, deixei nos destaques do meu Instagram, os stories que fiz nessas cidades, mostrando um pouquinho de cada coisa, até as hospedagens.

>> Quem aqui tem vontade de conhecer os Bálticos também? E pra quem já foi, qual foi a sua cidade favorita?

Comments

  1. Fiquei tão feliz em saber que você foi pra Riga, porque aqui eu ouço tanta historia de lá que não vejo a hora de conhecer. <3 agora fiquei com ainda mais vontade hehe ainda mais sabendo do gato preto (ninguem me contou sobre isso)

  2. Menina, quase que a gente “se encontra” por lá rs… nós tentamos fazer essa viagem também na semana pós Páscoa, mas os preços saindo aqui da Suíça estavam muito salgados, e acabamos indo pra outro canto. Já pensou??? Hahaha! Mas olha, te acompanhando pelos stories deu ainda mais vontade de ir, de se hospedar naquela caverninha hahaha.. adorei!
    Beijos

  3. Se eu já tinha vontade de conhecer os Países Bálticos, depois desse post virou prioridade, hahaha. Cada lugar mais lindo que o outro, Taís! ♥ Deve ser fascinante (mesmo que de uma forma triste também) conhecer países com independência tão recente, a história se mostra muito viva. Amei o relato, as fotos e aquele Airbnb maravilhoso!

    • Ahh quando vc for me chama pra ir junto, Kat! adoraria ir de novo haha ( e as passagens de Varsovia são bem baratas pra Vilnius)
      E pois é, uma independência tão recente!!

  4. Eu acompanhei tudo pelo instagram e fiquei encantada! Sempre quis conhecer os Países Bálticos e a vontade aumentou ainda mais. Amo a forma que você escreve seus relatos, são tão gostosos de ler. ♥

  5. Fiquei acompanhando e babando pelo instagram.. Quanta coisa linda!
    Deve ser muito incrível mesmo visitar lugares com uma história assim… E isso de ir nos 3 e poder comparar então, mais legal ainda!
    Fico impressionada com como você consegue ficar 1, 2 dias em cada lugar… eu ia sofrer demais com isso! hahahah
    Amei as fotos!
    Beijos!

    • Mas eu super sofro Laura! Hahaha sempre quero ficar mais, mas não é sempre que dá 🙁
      então o jeito é fazer essas paradas curtinhas

  6. Desde que eu visitei a Rússia que eu tenho vontade de visitar os países bálticos. Acho que vai ser interessante perceber as diferenças e similaridades entre todos eles. Além, claro de me deliciar com as belezas de cada um e aproveitar o bom e barato. 🙂 Muito bacana a comparação que você fez entre os três países, além claro de deixar registrada suas impressões. Para mim, como viajante, faz toda a diferença escutar as sensações e vivências daqueles que passaram pelos destinos que gostaria de visitar. 🙂 bj

    • Fico muito feliz que vc tenha gostado, Ana Luiza 🙂
      Espero que tu consiga visitar os Bálticos em breve. E no meu caso, fiquei ainda mais doida pra visitar a Russia e Ucrânia depois dessa viagem haha

  7. Adorei o post! Aprendi muito sobre esses países. Realmente achavam que eram mais parecidos, mas as diferenças são enormes! Tenho muita vontade de visitar e o seu post dá dicas ótimas e práticas para qualquer viajante.

  8. que sonho de viagem Taís, também tenho que tirar os países Bálticos da minha lista, principalmente a Lituânia, vendo sua viagem dá muita vontade de programar pra já, ainda mais sendo a tarifa de ônibus tão boa, quantas cidades maravilhosas!

    • Sim, já fui algumas vezes lá pra Polônia, adoro! ♥
      E fico tão feliz com esses teu comentários, Vah, bom saber que vc gosta dos posts 🙂

  9. Amo demais quanta informação e cultura você consegue trazer nos seus posts de viagem num mundo onde o que a gente mais acha é “comprinha de viagem”. Sigo apaixonada por cada post, cada foto e morrendo de vontade de visitar tudo que você mostra aqui!

    • Que comentário mais querido, Wan! Fiquei com um quentinho no coração agora. Fico bem feliz que vc goste do meu conteúdo de viagem, em meio a esse monte de blog de viagem que tem hoje em dia haha
      E eu sigo na torcida pra vc ir visitar tudo isso um dia.
      Beijo!

  10. Boa introdução aos países bálticos, de que sei tão pouco. Achei o portão de Tallinn incrivelmente parecido com o de Bruges. As fotos estão lindas, vou aguardar os novos posts.

  11. Que delícia de viagem! Amei as fotos. Tudo aprece lindo. É um canto bem menos visitado pelos turistas e vemos menos imagens e posts. Mas fiquei com vontade. Temos amigo para esses lados. Agora fiquei com mais vontade de ir visitá-los.

  12. Oi Taís! Tenho planos (bem reais) de conhecer os básticos, mas como quero ficar um tempinho maior em cada país estou me planejando melhor (leia-se juntando-uma-boa-grana). Hahaha! Amei as suas dicas, como sempre. MELHOR viajante! :*

    • Obrigada sua linda.. haha ♥
      Que demais, Cá!!! E faz muito bem ir com um tempo maior pra aproveitar bem cada um desses países. Vale tão a pena!

  13. Seus posts são sempre super bem esmiuçados e explicados ♥ Eu consigo sentir como se estivesse viajando com você, de tamanha riqueza de detalhes que você dá nos posts.
    Gostei muito de saber um pouco sobre esses países (que sinceramente, as vezes até esqueço que existem) e conhecer um pouco mais de sua história/língua e essas coisas. ♥
    Queria dizer, que fico impressionada, como as coisas fora do brasil são muito mais baratas. Nunca conseguiria viajar para ficar em airbnb aqui porque é tudo caro D: cruzes! hahaha por isso minha realidade é hostel.

  14. Quando você escreve sobre todas as suas viagens, eu me sinto como sua acompanhante, você transforma um texto em uma viagem para todos os seus leitores e isso só me faz colocar mais um país na listinha dos quais eu visitarei um dia. Obrigada por tocar no nosso coração sempre.

Trackbacks

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

© 2018 Nýr Dagur · by MinimaDesign